Iniciar sessão ou registar-se
    •  
      Jónsi
    • 18 Janeiro 2008 editado

     # 1

    Olá a todos,

    Parabéns antes de mais pelo fórum! Parece-me ser um bom local onde todos podem aprender coisas preciosas a respeito de algo tão delicado como é o caso da construção.

    Então é assim, pretendo arranjar o sotão de minha casa que se encontra ainda em estado bruto, sem qualquer acesso tendo apenas uma pequena abertura no tecto.
    Gostava de saber o k necessito para que a obra decorra legalmente. Desde licenças camarárias entre outras coisas...

    Outro assunto é o pavimento. Qual a melhor escolha a nivel de pavimentação? O mais comum hoje em dia parece-me o Piso flutuante, mas já ouvi falar de pavimentos vinilicos. Sim o preço, é um factor que pretendo ter em conta. No entanto, outros factores que pretendo ter em atenção, é a durabilidade e o facto de ser um pavimento mais ou menos frio.

    Finalmente, algo que me parece importantissimo nestas situções é o isolamento do tecto (o telhado) tendo em conta que na minha zona existem muitos contrastes climatéricos e de temperaturas, invernos gelados e verões fervorosos!

    Já agora, fará sentido alterar todas as janelas da casa que não têm vidro duplo e são de aluminio? O que é mais importante, investir no vidro duplo dando menos relevãncia ao factor alumínio/PVC, ou esta questão tb conta muito nos resultados finais? Segundo já li aki no fórum, algo a ter em conta é escolher janelas de abrir em detrimento das de correr, certo? Os resultados em termos térmicos serão visiveis?

    Agradeço desde já toda a ajuda possivel...
    Vitor
    Estas pessoas agradeceram este comentário: AJ
  1. Ícone informação Anunciar aqui?

    •  
      FD
    •   agradecimentos
    • 21 Janeiro 2008

     # 2

    Olá e bem-vindo! :)

    Para a obra correr legalmente, a partir de 2 de Março, não precisa de nada, desde que a obra seja só no interior, ou seja, desde que "não impliquem modificações na estrutura de estabilidade, das cérceas, da forma das fachadas e da forma dos telhados".

    Quanto ao entulho, depende se precisa de ocupar a via pública ou não. Se precisar, há necessidade de pagar uma licença.

    Normalmente, as pessoas fazem as perguntas mas começam sempre pelo telhado e não pelas fundações. :)
    Para que é que vai servir o sotão? Essa é a primeira pergunta a fazer! ;)
    Para se poder decidir quais os materiais a utilizar e as técnicas convém saber o que é que se vai fazer na divisão em causa. Concerteza que a durabilidade do pavimento é uma preocupação menor se a divisão apenas for utilizada casualmente, ou não?

    Mais uma vez, a pergunta é a mesma no que toca ao isolamento. O que é que é para fazer no sotão? Se for para dormir, é uma coisa, se for para os miúdos brincarem é outra, se for para arrumações outra completamente diferente.

    Verões quentes e invernos gelados? Alentejo ou Beira interior?

    À questão das janelas aplica-se o que disse anteriormente. Qual é o objectivo da mudança?

    Se as perguntas tiverem resposta, posso tentar ajudar mais qualquer coisinha... :)
    Estas pessoas agradeceram este comentário: Jónsi
  2.  # 3

    Obrigado desde já pela sua resposta! Então é assim, nem sou do Alentejo, nem tão pouco da Beira Interior : )
    Porque será que as pessoas esquecem sempre Trás-os-Montes??!! Será que é pelo facto de os politicos nunca falarem em nós, e quando o fazem é só pa nos dar más noticias ou nos encerrar umas urgências e maternidades? (Tou na brincadeira)

    De facto tem razão nas perguntas que me fez sobre a utilização que pretendo dar ao sotão. Respondendo então à sua questão... Para que vai servir o sótão? O objectivo é utilizá-lo para todas as funções que mencionou anteriormente. Pretendo fazer um pequeno quarto de hóspedes, uma pequena arrumação e a maior parte do espaço, pretendo fazer um misto de escritório(com uma secretária, pc e mais umas estantes)/salão de estar com tv e uns sofás. Ou seja, talvez a utilização em termos de horas diárias até nem vá ser muito grande e na grande maioria das vezes utilizando calçado suave como é o caso do tipico chinelo. De qualquer maneira, gostava de saber que tipo de pavimento me aconselha.

    Resumindo, será uma divisão que pretendo que mantenha uma boa independencia das temperaturas exteriores, ou seja, minimamente ameno no inverno e menos quente possivel no verão, pois nos momentos que precisar de utilizá-la, é importante faze-lo sentindo-nos à vontade. Suponho que será bom investir nesta parte, pois talvez as restantes divisões inferiores da casa também sejam afectadas pela temperatura do sotão. Estou enganado? Agradeço toda a ajuda, pois sou leigo nisto da construção.

    Muito Obrigado
    •  
      FD
    •   agradecimentos
    • 23 Janeiro 2008

     # 4

    Faz muito calor de Verão em Trás-os-Montes? Não sabia... Costumo ir ali ao lado, ao Minho, e os Verões até nem são muito quentes, talvez por causa da brisa atlântica. :)

    Para mim, e isto é uma preferência pessoal, havendo muita gente que não gosta, o que apresenta melhor relação preço/benefício é o soalho flutuante em MDF. É barato, de fácil aplicação (qualquer pessoa que saiba cortar com uma serra consegue aplicar um razoavelmente) e relativamente resistente para o uso que lhe quer dar. Uma vez apliquei um com o meu pai e aquilo não tem quase nenhuma ciência, o mais complicado são as esquinas e os cantos, mais difíceis de executar por causa dos rodapés.

    O problema maior é aquele "bater" mais ou menos oco, que como disse, muitas pessoas não gostam. Mas a valores de 6€ a 9€ o m2 acho que não há muito segredo na coisa. Depois, desde que se salvaguardem as devidas distâncias das paredes, ou seja, que fique mesmo flutuante, não existem problemas por aí além. Convém contudo que se isole bem a aplicação para não haver infiltração de líquidos na laje e que se use uma folha de espuma por causa do som

    Depois tem outra vantagem, para mim pelo menos: se daqui a uns anos me fartar, tiro o chão todo num dia e não fico desgostoso por ter gasto uma pipa de massa.

    Quanto ao isolamento, como é o que telhado está neste momento?
    Estas pessoas agradeceram este comentário: Jónsi, AJ
  3.  # 5

    É verdade, depois dos verões do alentejo (alentejo interior, porque o litoral já não é tanto) os verões aqui na zona de Trás-os-Montes são os mais quentes e secos do país... lá está, ainda não visitou : ) olhe que nós somos bastante acolhedores...

    Ora bem, quanto ao pavimento, de facto parece-me bem o piso flutuante... é barato e fácil de aplicar e tal como diz, se mais tarde quiser retirá-lo não se perde muito. Mas já agora, já ouviu falar do tal pavimento vinilico?

    Quanto ao telhado está totalmente em bruto, ou seja veêm-se as tijoleiras e tudo, ou seja, estão por rebocar. No aspecto do isolamento é que não faz mal apostar no bom em deterimento do barato...
    •  
      FD
    •   agradecimentos
    • 25 Janeiro 2008

     # 6

    Vinílico, em rolo e aplicado com cola?

    Eu pessoalmente não gosto muito por causa do aspecto e do toque, mas se o chão estiver bom, sem saliências e direitinho, pode ser uma solução. Isto se não for em blocos, porque as juntas podem ser complicadas de trabalhar.

    Veja também pavimentos autonivelantes, são compostos de uma matéria (junção de resinas com outros elementos) que se espalha literalmente no chão e depois de seca fica bastante sólida e resistente. É o que se usa nos centros comerciais. As vantagens é que não tem juntas, a altura é mínima, a aplicação é muito rápida, é muito resistente e pode escolher diversas cores e texturas consoante o produto.

    Veja aqui: http://www.maxit.pt/24534

    Uma foto:

    pavimento autonivelante

    Quanto ao telhado, existem por aqui pessoas que poderiam dar uma ajuda mais informada ;) mas o normal é aplicar placas de gesso (pladur) sobre perfis de alumínio, com um isolante, como roof/wallmate ou lã rocha. Depois, as placas são betumadas para corrigir as falhas e pintadas.

    Tem luz natural no telhado? Já pensou como é que vai fazer?
    Estas pessoas agradeceram este comentário: Nuno Fernandes
  4.  # 7

    Boa tarde a todos...

    Não se se farei mal em aproveitar este topico para expor questões minhas, relativas ao mesmo assunto.Pelo desculpa se estiver a fazer mal.
    Vou remodelar o meu sotão que se encontra em bruto, também, mas será para habitação. Econtro-me complemtamente desnorteada pois não sei por onde começar.
    O sotão tem uma entrada minima na cozinha e gostaria de poder fazer uma entrada do exterior. A casa é uma vivenda bifamiliar da qual eu possuo o 1º andar. Alguem me poderia dar ideias/sugestoes de como poderei resolver esta questão.
  5.  # 8

    Ola, boa tarde... por mim não tem qualquer problema... aliás o fórum não é um consultório privado mas sim uma discução aberta a todos... e se tem um assunto comum que já se encontra em discução é preferivel usar esse mesmo tópico já existente e assim contribuir para uma melhor organização do fórum.

    No meu caso, vou apenas fazer entrada interior uma vez que o sotão será apenas mais uma divisão da casa. Já sabe que escadas construir/aplicar? Tem espaço exterior suficiente? Esse será o Primeiro GRANDE passo, pois servirá o acesso à futura casa : )

    Relativamente à evolução da minha remodelação, estou tb ainda na parte das escadas, dado que o meu espaço interior não é muito, tive de estudar todas as possibilidades, mas finalmente estou decidido quer no tipo de escada quer no fornecedor... as ditas cujas serão em Madeira em formato U e rondarão os 2500€. Será caro ou barato? A mim parece-me razoável, uma vez que uma empresa me chegou a pedir cerca de 4000. Aplicadas as escadas, passarei à parte do isolamento das paredes/tecto onde em principio aplicarei pladur com lã de vidro ou outro isolante do género por baixo.

    No caso do pavimento, pensei em vários tipos, mas de facto tal com o FD já referiu, o pavimento flutuante acaba por apresentar a melhor relação Preço/m2; Custo/aplicação; e em termos de durabilidade, se durar 10 anos tendo em conta o custo de aquisição já é bem bom! : )

    Em termos de janelas, vou optar por colocar uma janela em cada parede da extremidade evitando assim rasgar o telhado para meter as tradicionais janelas de sotão. Vou perder bastante luz natural mas penso que é mais seguro não mexer no telhado. Persiste ainda a dúvida de que material escolher para as janelas, PVC/aluminio/madeira. Alguém conseguirá esclarecer este dilema definitivamente?
  6.  # 9

    Obrigado!

    A entrada para o 1º andar e realizado de lado, eu penso que se poderá fazer um prolongamento das escadas!!! Mas eu nestes campos sou muito leiga, daí procurar ajuda por aqui!.
    Inicialmente o projecto tb era para ser mais uma divisão para casa, mas assim posso viver independente dos meus pais!
  7.  # 10

    Nem mais... : )

    Chega aquela altura da vida que isso é quase imprescindivel... Bem, mas assim sendo, penso que a melhor forma de alguém ajudar nesse aspecto das escadas exteriores era colocar mesmo uma foto da fachada onde irá colocar a escada. Procura ajuda mais especificamente em quê? Já agora, tem já entrada interior com escadas e tudo? Quando diz que se encontra ainda em bruto suponho que seja como o meu, sem revestimentos nem pavimentação... certo?
    •  
      FD
    •   agradecimentos
    • 12 Fevereiro 2008 editado

     # 11

    Colocado por: Jónsi
    Em termos de janelas, vou optar por colocar uma janela em cada parede da extremidade evitando assim rasgar o telhado para meter as tradicionais janelas de sotão. Vou perder bastante luz natural mas penso que é mais seguro não mexer no telhado. Persiste ainda a dúvida de que material escolher para as janelas, PVC/aluminio/madeira. Alguém conseguirá esclarecer este dilema definitivamente?

    Aqui há alguma informação:
    https://forumdacasa.com/discussion/157/aluminio-ou-pvc-/

    Pelo que percebi, mais importante que o material escolhido é o perfil utilizado. O alumínio é durável, imutável, sem manutenção, mas tem muitas perdas térmicas e acústicas, que podem sempre ser compensadas pela utilização de perfis mais complexos.

    O PVC é melhor isolante, tanto térmico como acústico, mas pode ter problemas com a luz solar, nomeadamente deformação e alteração de cor, apesar de muitos vendedores dizerem que não.

    A madeira, quanto a mim, estaria completamente de parte porque exige bastante manutenção - desgasta-se com o sol, precisa de envernizar frequentemente.
    Estas pessoas agradeceram este comentário: Jónsi
    •  
      FD
    •   agradecimentos
    • 12 Fevereiro 2008

     # 12

    Sophye,

    É como diz o Jónsi, com mais dados podiamos ajudar melhor. :)
  8.  # 13

    Também me parece que seja como diz FD, o aluminio parece-me ser mais o resistente e duradouro, mas também coloca-me alguma confusão ou indecisão o facto de nas janelas em PVC os fornecedores/fabricantes oferecerem por vezes tanto tempo de garantia, tipo 10 anos... além do mais, estou um pouco farto de ver as janelas de aluminio de minha casa sempre a escorrer litros de água no inverno... raios partam os choques térmicos! : |

    Mas pelo menos já decidi que terão de ser janelas de fechar estilo as antigas em madeira (penso que lhe chamam janelas de batente). Outra questão pertinente é os estores e respectivas caixas, que normalmente são um grande canal de fuga de calor e entrada de frio. Alguém já conseguiu resolver este problema defitivamente?

    Já agora, e continuando a discussão inicial deste tópico, o arranjo do sotão, algo que me tá a dar que pensar é a parte dos cabos de imagem e som que quero colocar por baixo do flutuante. Em principio, a minha ideia será ligar do computador que ficará na secretária de um lado do sótão, a uma Tv + colunas 5.1 que ficarão do outro lado. Ou seja necessito de caixas de ligação para essa treta toda... Alguém sabe um bom site para adquirir esse tipo de material?

    FD, parece que a Sophye vai continuar com os pais mais uns tempinhos : ) : )
  9.  # 14

    Olá a todos...

    Encontrei esta discussão no google porque estava (estou) à procura de dicas para arranjar o sótão da minha casa. Já li aqui algumas dicas interessantes, nomeadamente a postada pelo FD sobre pavimentos autonivelantes.

    Uma ideia interessante que vou partilhar, no que diz respeito ao isolamento, é apostar em forrar as paredes com lambrim (de madeira ou pvc), ou então com cortiça em rolo ou cortada em peças. A cortiça também é uma alternativa e parece ser de mais fácil aplicação que o lambrim (com cola). Também porque a sua espessura é inferior será certamente mais fácil nas tomadas, nas juntas e nos cantos (janelas, etc).

    Qualquer uma destas opções dá um aspecto acolhedor ao sótão.

    O custo do lambrim é acessível (varia entre os 10 e os 15 euro/m2 aproximadamente) dependendo do tipo de material.

    A aplicação é fácil tal como o soalho flutuante.

    A cortiça também pode ser aplicada no chão (se este estiver nivelado e liso) sendo que depois será envernizada tornando-se impermeável.
    Já tive um piso com esta solução e não carecia de qualquer tipo de cuidado extra.
    No entanto existem cuidados a ter com a cortiça que convém explorar. Um dos quais prende-se com a reacção que esta tem com a humidade. É necessário que os rolos ou placas de cortiça fiquem algum tempo (não sei precisar quanto) na divisão em que irão ser aplicadas para que se adaptem à humidade do espaço, porque a cortiça varia de tamanho consoante a quantidade de humidade no ar. Se se aplicar a dita de imediato esta poderá mais tarde encolher se vier de um ambiente mais húmido ou dilatar se vier de um mais seco.

    Agora o meu caso...

    Pretendo abrir um rasgo no tecto (na placa de betão armado) para fazer um acesso ao sótão que está em bruto. Quanto pode custar uma intervenção deste género, quais os riscos e que factores haverá a ter em conta.

    Em princípio pedirei a alguém que o faça, porque eu não tenho nem ferramentas nem experiência para tal, no entanto gostava de saber quais as implicações de uma obra deste género.
  10.  # 15

    Boas Nuno...

    Gostei da sua ideia da cortiça. Deve dar sem duvida um ambiente acolhedor ao sotão, além de o tornar mais quente, pelo menos se for aplicado no piso... mas a cortiça não será demasiadamente frágil para aplicar como pavimento?

    Em relação à sua questão, sobre o preço, isso acredito que seja um montante muito variável... Provavelmente tanto encontrará quem lhe peça 200 € como 500 ou 600.
    Aproveito pa deixar aqui um link de um site que encontrei há dias, que não é mais do que um gerador de preços, por distritos do país... Nem sei se esses preços se aproximam da realidade, mas cá vai:

    http://geradordeprecos.info/

    Quanto aos cuidados e possiveis consequencias a ter em conta ao abrir o tecto, dependem do tamanho da abertura, do local da abertura, supondo que é numa zona em que o tecto não tem parede próxima a sustentá-lo... Estes são os cuidados mais óbvios à partida. No entanto se vai recorrer a alguém da área da cnstrução para o fazer, essa pessoa saberá com certeza melhor do que eu como proceder e executar a obra.
  11. Ícone informação Anunciar aqui?

  12.  # 16

    Naõ o mosaico de cortiça, pré- envernizado com verniz de base de PU (Poliuretano)é bastante resistente... Tenho o dito aplicado à 20 anos numa casa de praia, nos quartos e está em excelentes condições...

    A adquirir, compre sempre o mosaico acabado... também existe com revestimento em PVC, muito resistente.O gerador de preços... pelo menos para o distrito de Beja... está a "atirar" preços muito por alto...
  13.  # 17

    O Pedro tem razão, o mosaico de cortiça pré-tratado é de facto muito resistente e eu já tive essa experiência. Só tem um senão. O local onde assentam pés de mesa ou cama pesados, como o peso se concentra naquela zona, deixam marca.

    Em relação ao meu caso, o rasgo que vou pedir para fazer será num canto da sala, pelo que terá suporte por duas paredes mestras (estas têm continuidade por cima, no sótão).

    Em relação à experiência da pessoa que vem executar a empreitada, nisso já não ponho as mãos no fogo. Há por aí muitos curiosos e eu preciso ter algum conhecimento básico para poder controlar aquilo que ele faz... afinal de contas é o meu tecto.

    Posteriormente tenciono mandar fazer uma escada que ficará encostada à parede da sala.
    •  
      FD
    •   agradecimentos
    • 15 Fevereiro 2008

     # 18

    Colocado por: Jónsi
    Mas pelo menos já decidi que terão de ser janelas de fechar estilo as antigas em madeira (penso que lhe chamam janelas de batente). Outra questão pertinente é os estores e respectivas caixas, que normalmente são um grande canal de fuga de calor e entrada de frio. Alguém já conseguiu resolver este problema defitivamente?

    Já ponderou colocar portadas? Manutenção zero e não se coloca a questão do isolamento térmico/acústico. Podem ser interiores ou exteriores, a desvantagem é que não são tão práticas nem tão discretas quanto os estores. Eu pessoalmente não aprecio por aí além, resultam melhor num estilo mais clássico, mas acho que se a sua preocupação é o isolamento são uma excelente opção.

    Quanto às ligações, qualquer casa de iluminação/electricidade deverá ter isso não?

    FD, parece que a Sophye vai continuar com os pais mais uns tempinhos : ) : )

    Ela volta. :)
    •  
      FD
    •   agradecimentos
    • 15 Fevereiro 2008

     # 19

    A cortiça tem muitas vantagens, nomeadamente o conforto, mas para mim peca(va) por ser um pouco inestética.

    Entretanto descobri o site da Amorim, com a marca Wicanders e mudei um pouco de opinião.

    chão em cortiça
    chão cortiça

    Existem muitas tonalidades e padrões diferentes:

    chão cortiça
    chão cortiça

    Mesmo em paredes o resultado pode ser interessante:

    parede cortiça
    Estas pessoas agradeceram este comentário: Raizes
    •  
      FD
    •   agradecimentos
    • 15 Fevereiro 2008

     # 20

    Colocado por: Nuno Fernandes
    Em relação à experiência da pessoa que vem executar a empreitada, nisso já não ponho as mãos no fogo. Há por aí muitos curiosos e eu preciso ter algum conhecimento básico para poder controlar aquilo que ele faz... afinal de contas é o meu tecto.

    Pelo sim pelo não, assegure-se que o executante tem um seguro de responsabilidade civil e um seguro de obra. ;)
data-ad-format="auto" data_ad_region="test">