Iniciar sessão ou registar-se
    •  
      omega
    • 17 Fevereiro 2016

     # 41

    Solução da EDP

    mas afinal isto vale a pena ou não?
  1. Ícone informação Anunciar aqui?

  2.  # 42

    Colocado por: omegaSolução da EDP

    mas afinal isto vale a pena ou não?


    Isso está batido e rebatido neste tópico, mas resumindo:

    O investimento nos paineis da EDP demora em média 9 anos a recuperar através da poupança na conta de eletricidade e é expectável que os painés ao fim de 20 anos continuem a funcionar com pelo menos 80% da capacidade que tinham no primeiro ano de vida.

    Desvantagens: consegue mais barato noutro lado, aí uns 15% a 20% mais barato

    Vantagens:
    pode pagar em 36 meses sem juros;
    o preço já incluí instalação;
    a EDP nunca vai falir, pelo que se o painel avariar, vai ter sempre assistência técnica garantida (ao contrário do que pode acontecer se comprar noutro lado)


    Eu coloquei os paineis da EDP devido às vantagens acima descritas, apesar de ser mais caro que noutras empresas. Paguei 2304€ já com IVA e instalação. Se fossem noutro lado conseguia isto tudo por uns 2000€, mas como vou pagar em 36 meses sem juros, noutro lado nunca conseguiria sem juros, pelo que teria de fazer um crédito e com os juros ficava ao mesmo preço da solução da EDP.

    Amanhã vão lá a casa instalar os paineis. Vou ver se meto umas fotos aqui neste tópico.
    Estas pessoas agradeceram este comentário: alaska
  3.  # 43

    Boa tarde,


    Estou bastante interessado em aderir à produção de energia para Auto Consumo.

    Resido na Zona de Torres Vedras, que é uma zona com bastante vento e estou a avaliar o que será melhor: painéis ou aerogeradores. Neste momento disponho de painéis solares de aquecimento de águas. Espaço ao lado da vivenda e desobstruído não falta. Alguns conselhos?

    Obrigado,

    Nhenriques

  4.  # 44

    Tendo em conta que as encostas na zona de Torres Vedras estão cheias de geradores eólicos, parece-me óbvia qual a melhor solução. :)
  5.  # 45

    Segundo essa lógica sim..

    E se o terreno em causa não estiver num ponto alto?

    Obrigado,

    Nhenriques
  6.  # 46

    Colocado por: turnip
    Comprei o Efergy Engage HUB com 3 sensores...


    Foi este pack que comprou?
    http://www.efimarket.pt/efergy-engage-hub-pack-trifasico

    O que me deixa confuso é este comentário no site:
    "É recomendável a utilização em instalações trifásicas equilibradas, pois é obtido o consumo total e não o consumo por fases."

    E eu queria comprar um que desse para medir por fases separadas como o seu faz.
  7.  # 47

    Colocado por: nhenriquesBoa tarde,


    Estou bastante interessado em aderir à produção de energia para Auto Consumo.

    Resido na Zona de Torres Vedras, que é uma zona com bastante vento e estou a avaliar o que será melhor: painéis ou aerogeradores. Neste momento disponho de painéis solares de aquecimento de águas. Espaço ao lado da vivenda e desobstruído não falta. Alguns conselhos?

    Obrigado,

    Nhenriques


    Para quem pretende investir no autoconsumo:
    1º - Medir os consumos. Perceber se há consumos constantes durante o dia e quantificar.
    2º - Verificar o que pode ser desligado para baixar estes consumos
    3º - Adquirir o autoconsumo adequado ao perfil. Quero dizer com isto que se tivermos consumos constantes durante as horas de sol (9h - 18h mais coisa menos coisa) na ordem dos 150w, não faz sentido adquirir autoconsumo de 500w...
    4º Registar o sistema no SERUP (site da DGEG). mera comunicação prévia sem custos
    5ª Aguardar que o SERUP comunique à EDP Distribuição e esta troque o contador por uma EDP BOX. Se esta mudança de contador não ocorrer, salvo algumas excepções, os contadores irão "ver" a energia produzida pelos paineis e não consumida como consumo, ou seja, vão pagar a energia que estão a dar à rede.

    Para terem ideia, um kit de 250w tem um pico máximo na ordem dos 220w...
    Estas pessoas agradeceram este comentário: eu
  8.  # 48

    Colocado por: C. LoboOlhe que eu acho que a bimby também gasta em stanby. Qual é o modelo tm5 ou tm 31?


    Modelo TM31. Provavelmente os 20w que coloquei em "OUTROS" o responsável será a bimby. Hoje irei verificar. Se assim for passa a estar desligada da ficha.

    20w * 24horas * 354 dias = +-34€/ano (fiz a 0,2€ kwh)
    • turnip
    • 19 Fevereiro 2016 editado

     # 49

    EDP BOX instalada a 16-02-2016

    Para quem tem EDP BOX, é possível aceder aos submenus (botão de rearme) e obter alguns dados:

    Código no visor: 2.8.0
    Registos -> Totalizadores -> Totalizador A- (indica a energia injectada na rede eléctrica, ou seja, produzida e não consumida. normalmente quando a produção é superior ao consumo da habitação)

    Código visor: 1.7.0
    Valores instantâneos -> Potência -> Potência activa importada

    Código visor: 2.7.0
    Valores instantâneos -> Potência -> Potência activa exportada
    • turnip
    • 19 Fevereiro 2016 editado

     # 50

    Medição na EDP BOX
    Consumo em 16-02-2016 = 0 kwh (às 18:02h)
    Consumo em 19-02-2016 = 67 kwh (às 8h)

    Dados do engage efergy
    Consumo ente 16-02-2016 às 18:02h e 19-02-2016 às 8h = 68,45 kwh

    Há um erro de +-2% entre os dados do engage efergy e o contador EDP BOX (engage efergy regista +2%). Este erro é admissível porque o engage lê a potência aparente e não tem em conta o tensão instantânea e factor de potência

    Vamos a um grafico...
    Estas pessoas agradeceram este comentário: eu
      ener.png
  9.  # 51

    Em euros...
      euros.png
    • turnip
    • 19 Fevereiro 2016 editado

     # 52

    Resumo:

    já coloco o grafico correcto
  10.  # 53

    Colocado por: turnip5ª Aguardar que o SERUP comunique à EDP Distribuição e esta troque o contador por uma EDP BOX. Se esta mudança de contador não ocorrer, salvo algumas excepções, os contadores irão "ver" a energia produzida pelos paineis e não consumida como consumo, ou seja, vão pagar a energia que estão a dar à rede.


    Depende. Se tiver um contador analógico (de rodinha) e com os números da contagem em formato não-digital, então a energia produzida pelos paineis e não consumida por si, faz o contador andar para trás.

    Eu tenho um contador desses. A EDP veio cá alterar o contador para um dos novos contadores inteligentes e eu "expulsei cordialmente" o senhor da EDP.

    Até 2020 sou obrigado a trocar o contador, mas enquanto puder evitar essa troca, melhor para mim.
    Estas pessoas agradeceram este comentário: skypt
  11.  # 54

    Já agora, para quem pretende colocar um aerogerador (energia eólica) em casa, não tem de dar dar cavaco à câmara, desde que:


    Decreto-Lei n.º 26/2010

    Artigo 6.º -A
    Isenção de controlo prévio

    1 — Sem prejuízo do disposto na alínea d) do n.º 2 do artigo 4.º, estão isentas de controlo prévio:

    g) A instalação de painéis solares fotovoltaicos ou geradores eólicos associada a edificação principal, para produção de energias renováveis, incluindo de microprodução, que não excedam, no primeiro caso, a área de cobertura da edificação e a cércea desta em 1 m de altura, e, no segundo, a cércea da mesma em 4 m e que o equipamento gerador não tenha raio superior a 1,5 m, bem como de colectores solares térmicos para aquecimento de águas sanitárias que não excedam os limites previstos para os painéis solares fotovoltaicos;


    Artigo 4.º
    Licença, comunicação prévia e autorização de utilização

    2 — Estão sujeitas a licença administrativa:

    d) As obras de reconstrução, ampliação, alteração, conservação ou demolição de imóveis classificados ou em vias de classificação, bem como dos imóveis integrados em conjuntos ou sítios classificados ou em vias de classificação, e as obras de construção, reconstrução, ampliação, alteração exterior ou demolição de imóveis situados em zonas de protecção de imóveis classificados ou em vias de classificação;


    Ou seja, desde que o aerogerador não fique colocado a mais de 4 metros acima do telhado (incluíndo o mastro) e desde que não tenha mais de 3 metros de diâmetro e desde que a habitação não se situe numa zona classificada (normalmente são as zonas históricas das cidades).
  12.  # 55

    Colocado por: marcoaraujo

    Depende. Se tiver um contador analógico (de rodinha) e com os números da contagem em formato não-digital, então a energia produzida pelos paineis e não consumida por si, faz o contador andar para trás.

    Eu tenho um contador desses. A EDP veio cá alterar o contador para um dos novos contadores inteligentes e eu "expulsei cordialmente" o senhor da EDP.

    Até 2020 sou obrigado a trocar o contador, mas enquanto puder evitar essa troca, melhor para mim.


    marcoaraujo, o que diz é verdade, no entanto irá receber nos próximos dias uma carta para dar acesso ao equipamento de contagem, visto que por lei, apesar do mesmo poder estar numa instalação particular é obrigado a dar acesso.

    Caso o acesso não seja concedido, a EDP Distribuição encaminhará o processo para a ERSE e fará uma participação às autoridades.

    Acredite que sei do que estou a falar...poderá demorar, mas é o que irá acontecer.



    O gráfico resumo:
      resumo2.png
  13. Ícone informação Anunciar aqui?

  14.  # 56

    Eu dei acesso. O senhor da EDP esteve lá a ver o meu contador e tudo.
    Eu só lhe disse foi "nem se atreva a trocar o contador". E pronto, foi só isso.
  15.  # 57

    O caso assim é diferente. No entanto, o contador é propriedade da EDP Distribuição e deverá ser trocado quando esta entender ou quando passar o "prazo de validade" do mesmo.

    Julgo que irá receber uma carta a solicitar acesso para mudança de contador a remeter para a legislação em vigor
  16.  # 58

    Colocado por: rcosta77

    Foi este pack que comprou?
    http://www.efimarket.pt/efergy-engage-hub-pack-trifasico

    O que me deixa confuso é este comentário no site:
    "É recomendável a utilização em instalações trifásicas equilibradas, pois é obtido o consumo total e não o consumo por fases."

    E eu queria comprar um que desse para medir por fases separadas como o seu faz.


    Não é esse o kit.
    O kit que indica soma os consumos nas 3 fases, ou seja, não saberá quanto esta a gastar em cada uma (saberá a soma das 3)

    Para medir as 3 fases em separado tem de comprar:
    - Efergy Engage Hub Kit
    - Sensor e Transmissor adicional Efergy STXtra Kit (2x)
  17.  # 59

    Mas se o objectivo é fazer um perfil de consumo basta adquirir o Efergy Engage Hub Kit (traz um sensor e um transmissor).

    Depois faz medições por períodos, ou seja, por exemplo durante 1 semana mede a fase PRETA. Outra semana fase CASTANHA e por fim, outra semana fase CINZA.

    Depois disso fica com um perfil diário (minuto a minuto) dos seus consumos em cada fase (é suposto a ocupação da casa ser semelhante nas 3 semanas).

    Outro exercício, para saber quanto gasta cada equipamento, é desligar tudo e ir ligando um a um (disjuntor a disjuntor) e perceber o que gasta o quê (tem de deixar passar o pico de arranque dos equipamentos - 2 ou 3 minutos)

    A partir dai pode balançar cargas (consumos) para uma das fases de modo a colocar todos ou quase todos os consumos constantes na mesma fase.
    • turnip
    • 19 Fevereiro 2016 editado

     # 60

    Na minha situação, para manter um certo equilibrio (para quando ligar os equipamentos em simultâneo o limitador de potência não disparar), tive de manter cerca de 50w de consumo constante na fase Cinza e 20w de consumo constante na fase Castanha.

    Os restantes consumos constantes passei para a fase preta (entre 240w e 320w dependendo dos frigoríficos e arca) e foi nesta fase que liguei o kit de autoconsumo de 500w

    Atenção que estas alterações requer mexer no quadro eléctrico.
data-ad-format="auto" data_ad_region="test">