Iniciar sessão ou registar-se
    • eu
    • 20 Setembro 2018 editado

     # 1

    Duas perguntas aos profissionais:

    questão 1: sendo gás natural, a caldeira pode ser instalada numa cave, certo?

    questão 2
    : há caldeiras de baixa temperatura para ligação direta ao piso radiante, sem necessidade de depósito de inércia? Estas caldeiras conseguem trabalhar a uma potência muito baixa, quando os diferenciais de temperatura são pequenos ? Por exemplo, para uma temperatura de impulsão de 30 graus e retorno de 25 graus?
  1. Ícone informação Anunciar aqui?

  2.  # 2

    Colocado por: eusendo gás natural, a caldeira pode ser instalada numa cave, certo?
    creio que não, mas gás não a minha especialidade.

    Colocado por: euhá caldeiras de baixa temperatura para ligação direta ao piso radiante, sem necessidade de depósito de inércia?
    sim,

    Colocado por: euEstas caldeiras conseguem trabalhar a uma potência muito baixa, quando os diferenciais de temperatura são pequenos ? Por exemplo, para uma temperatura de impulsão de 30 graus e retorno de 25 graus?
    o maior problema não é os baixos diferenciais de temperatura mas sim os muito baixos caudais de circulação.
    Estas pessoas agradeceram este comentário: eu
  3.  # 3

    O que não é permitido em caves é a instalação de aparelhos de queima com gases da 3.ª família (GPL). Mas o conceito cave tem que se lhe diga, só é "cave" se for enterrado no perímetro todo, se uma das paredes abrir para o exterior e a soleira da "cave" for mais alta que o terreno adjacente, pode instalar aparelhos de queima a GPL se verificadas as necessárias condições de ventilação e exaustão.

    Para gás natural não há a mesma restrição, pode instalar aparelhos de queima a gás natural em caves.

    A diferença entre uma e outra situação tem que ver com o perigo que cada uma oferece em caso de fuga.




    Portaria n.º 364/94
    Art.ª 43º
    3 - Não deve fazer-se uso ou armazenagem de gases da 3.ª família em caves.
    Concordam com este comentário: Pedro Barradas
    Estas pessoas agradeceram este comentário: eu, jorgealves

  4.  # 4

  5.  # 5

    Colocado por: jorgealveso maior problema não é os baixos diferenciais de temperatura mas sim os muito baixos caudais de circulação.
    e potência a mais mesmo com a caldeira na potência mínima
    • eu
    • 20 Setembro 2018

     # 6

    Colocado por: jorgealveso maior problema não é os baixos diferenciais de temperatura mas sim os muito baixos caudais de circulação.


    Colocado por: Sergio Rodriguese potência a mais mesmo com a caldeira na potência mínima


    Então na vossa opinião, é mais adequado usar um depósito de inércia, e a caldeira ir fazendo ciclos de on/off ?
  6.  # 7

    Colocado por: euEntão na vossa opinião, é mais adequado usar um depósito de inércia, e a caldeira ir fazendo ciclos de on/off ?
    somente se não conseguir garantir caudal pelos outros métodos.
    • eu
    • 20 Setembro 2018 editado

     # 8

    Colocado por: jorgealvessomente se não conseguir garantir caudal pelos outros métodos.

    Sem acumulador de inércia, como consegue garantir ao mesmo tempo um caudal mínimo e um diferencial de temperatura suficiente para que a caldeira opere dentro da sua gama de potência?
  7.  # 9

    Colocado por: euSem acumulador de inércia, como consegue garantir ao mesmo tempo um caudal mínimo e um diferencial de temperatura suficiente para que a caldeira opere dentro da sua gama de potência?
    existem alguns metodos que podem ser usados mas depende muito da forma como a instalação é controlada e da caldeira em si.

    uma das formas possíveis é deixar circuitos secundarios sem válvulas de controlee, outro é termostacto ambiente na maior divisão a controlar a caldeira, etc, etc....
    Estas pessoas agradeceram este comentário: eu
  8.  # 10

    Colocado por: Skinkx3.ª família


    Sogra??
  9.  # 11

    Colocado por: eucaldeira ir fazendo ciclos de on/off ?
    isso não o ideal é trabalhar em contínuo
  10.  # 12

    Colocado por: jorgealvesexistem alguns metodos que podem ser usados mas depende muito da forma como a instalação é controlada e da caldeira em si.

    uma das formas possíveis é deixar circuitos secundarios sem válvulas de controlee, outro é termostacto ambiente na maior divisão a controlar a caldeira, etc, etc....
    Estas pessoas agradeceram este comentário:eu


    Agora não percebi.

    São varios os sistemas que tenho com caldeira de condensação (normalmente em prédios junto ao mar) e a ligação está directa, com o modulo de controlo a dar ordem à caldeira.
  11.  # 13

    Tem a ver com a caldeira e não com o sistema radiante
    Concordam com este comentário: jorgealves
  12.  # 14

    Colocado por: Sergio RodriguesTem a ver com a caldeira e não com o sistema radiante
    Concordam com este comentário:jorgealves
    as caldeiras não são todas iguais.
  13.  # 15

    Todas elas têm potências mínimas a ter em consideração
    Concordam com este comentário: eu, jorgealves
  14. Ícone informação Anunciar aqui?

  15.  # 16

    Vá exemplo prático, tem um quarto minúsculo ou pequeno que é o único que está aberto no sistema radiante a caldeira ao arrancar depressa vai se desligar e depois voltar a ligar porque está a produzir mais do k é preciso, então como disse o Jorge pode se evitar que este problema apareça garantindo uma dissipação mínima ou seja alguns circuitos sempre abertos ou o circuito maior aberto ou um pequeno depósitosito, várias coisas
    Concordam com este comentário: jorgealves
    Estas pessoas agradeceram este comentário: eu
    • eu
    • 21 Setembro 2018 editado

     # 17

    Colocado por: Sergio RodriguesTodas elas têm potências mínimas a ter em consideração

    As viessmann que estou a "namorar" parece que têm uma potência mínima de funcionamento de 5 KW.

    Mas mesmo assim, se calhar o piso radiante em velocidade de cruzeiro precisa de muito menos que 5 KW.
  16.  # 18

    Colocado por: eu
    As viessmann que estou a "namorar" parece que têm uma potência mínima de funcionamento de 5 KW.

    Mas mesmo assim, se calhar o piso radiante em velocidade de cruzeiro precisa de muito menos que 5 KW.


    Montando a misturadora nao resolve?
  17.  # 19

    Colocado por: eu
    As viessmann que estou a "namorar" parece que têm uma potência mínima de funcionamento de 5 KW.

    Mas mesmo assim, se calhar o piso radiante em velocidade de cruzeiro precisa de muito menos que 5 KW.
    com essa potência tem que usar depósito de inércia.
  18.  # 20

    Colocado por: Schlüter-Portugal

    Montando a misturadora nao resolve?
    não, pois não garante caudal mínimo na potência mínima.
data-ad-format="auto" data_ad_region="test">