Iniciar sessão ou registar-se
  1.  # 1

    Boa tarde a todos,
    Peço a vossa ajuda para o seguinte problema:

    Os meus sogros têm um terreno, ainda em avos, o qual não pretendem passar para metros (por razões particulares).

    Como o dinheiro não é coisa que abunda, e construir algo "ilegal" que depois tenha de ser destruído por falta de licenças, autorizações e afins, para além de caro, é algo que não pretendemos, viramo-nos para os contentores. Já existem empresas que transformam contentores em "casas provisórias" e é isso mesmo que pretendemos. Algo "barato" e provisório.

    A minha questão, está relacionado com: é preciso autorização para colocar o mesmo num terreno privado? Não tenho nem vou ter ligações de luz, água ou saneamento á rede pública. É apenas um terreno de 700m2, com árvores, relva e (espero) um contentor.

    Obrigado!
  2. Ícone informação Anunciar aqui?

  3.  # 2

    Mas tem os avos todos?
  4.  # 3

    Colocado por: bettencourtMas tem os avos todos?



    Sim os 700 m2 estão todos em nome dele.

    Há muitos anos ele vendeu 2 lotes do terreno e ficou com aqueles 2 lotes (os tais 700 m2)

  5.  # 4

    Colocado por: Fabio21Boa tarde a todos,
    Peço a vossa ajuda para o seguinte problema:

    Os meus sogros têm um terreno, ainda em avos, o qual não pretendem passar para metros (por razões particulares).

    Como o dinheiro não é coisa que abunda, e construir algo "ilegal" que depois tenha de ser destruído por falta de licenças, autorizações e afins, para além de caro, é algo que não pretendemos, viramo-nos para os contentores. Já existem empresas que transformam contentores em "casas provisórias" e é isso mesmo que pretendemos. Algo "barato" e provisório.

    A minha questão, está relacionado com: é preciso autorização para colocar o mesmo num terreno privado?Não tenho nem vou ter ligações de luz, água ou saneamento á rede pública. É apenas um terreno de 700m2, com árvores, relva e (espero) um contentor.

    Obrigado!


    Não se meta nisso...

    Toda e qualquer tipo de construção necessita das prévias autorizações, já para não falar que nunca vai conseguir ter água, luz e esgotos.
    O barato vai sair caro...

    Porque não legalizar o terreno, a sua solução de uma construção legal passa pela legalização do terreno, as questões pessoais dos mais velhos leva a este tipo de condicionalismos “ não legalizar por questões particulares” confesso que não percebi

    Boa sorte
  6.  # 5

    Continuo sem entender.

    As AUGIS...
    Um País dois sistemas.

    Uns têm tudo de borla sem problemas.
    Outros têm de pagar isto e aquilo.Projectos disto e daquilo.Vistorias...

    não legalizar por questões particulares


    Será porque a legalização promove a obtenção de benefícios por vizinhos que não gastaram um centavo para isso?
  7.  # 6

    Ou será o contrário?!?!
  8.  # 7

    Ah... estão à espera de ir na boleia de outros.
  9.  # 8

    Regras são regras.


    Para quando um grande debate para legalizar as AUGIS de uma vez?

    Ou

    DEMOLIR tudo o que for ilegal por este país fora!!!!
  10.  # 9

    Colocado por: PalhavaAh... estão à espera de ir na boleia de outros.


    Quem sabe, fico sempre na dúvidas quando se falam em questões particulares?!?!?!

    Bem que seja, boa sorte
  11.  # 10

    Colocado por: PalhavaRegras são regras.


    Para quando um grande debate para legalizar as AUGIS de uma vez?

    Ou

    DEMOLIR tudo o que for ilegal por este país fora!!!!


    A legalização da AUGI onde tenho um terreno demorou 15 anos pela razão de existirem vizinhos que não estavam nem aí para se preocupar em legalizar os terrenos e as construções.
    Ainda hoje existem 3 em tribunal por não terem pago os contrapartidas.
  12.  # 11

    O que diz o registo predial?

    Colocado por: Fabio21


    Sim os 700 m2 estão todos em nome dele.

    Há muitos anos ele vendeu 2 lotes do terreno e ficou com aqueles 2 lotes (os tais 700 m2)
  13.  # 12

    Poupe dinheiro e dores de cabeça. Consulte um arquitecto.
  14.  # 13

    "As razões particulares" prendem-se com dividas de "outros" dos quais eles não têm a ver diretamente, mas que têm de pagar. E quem não tem em notas no banco, paga em bens. Sendo ou não culpados, coisa que não são, mas que acabam por apanhar. E parece que em avos, ninguém se interessa pelo mesmo.

    Em relação ao terreno, não posso acrescentar muito, pois também pouco sei do mesmo. Aliás, acho que eles também pouco sabem disso. Há 30 anos tudo vendia e comprava com "palavra e poucos papeis", e agora é o que se vê, com não sei o quê, AUGIS e afins, que mesmo as contatando, mandam "bitaites e pseudos "Penso que"".

    Por ser tudo tao complicado e sem respostas, e simplesmente porque eles não estão para aí virados em ir resolver ou procurar resolução, e lá está, não é meu, pouco vou usufruir, e quando ambos fecharem os olhos (daqui a muitos anos espero), não vou herdar este problema, apenas estou preocupado com o presente: ou seja, tenho um charco/um tanque/uma piscina, seja o que quiserem chamar, em que apenas pretendo mandar umas cacholadas de vez em quando. Precisava era de algo de apoio, para colocar materiais (cadeiras, mesas, etc), passar uma ou outra noite sem ser ao relento. Por isso digo, luz, tenho gerador, agua, tenho furo próprio, saneamento, tenho fossa própria.

    Por isso pensei em contentores transformados ou aquelas casas de madeira dos Leroys, AKI´s e enfins.
  15.  # 14

    Fábio, vai ganhar cabelos brancos.
    Trabalhe o projecto da forma legal.Consulte um arquitecto.
    Estas pessoas agradeceram este comentário: Fabio21
  16.  # 15

    Colocado por: ADROatelierPoupe dinheiro e dores de cabeça. Consulte um arquitecto.

    Só se for com competência comprovada,pois há-os na praça que valha-me Nossa Senhora...
  17. Ícone informação Anunciar aqui?

  18.  # 16

    Bons e maus profissionais há em todas as profissões, infelizmente.


    Colocado por: Palhava
    Só se for com competência comprovada,pois há-os na praça que valha-me Nossa Senhora...
  19.  # 17

    Colocado por: ADROatelierFábio, vai ganhar cabelos brancos.
    Trabalhe o projecto da forma legal.Consulte um arquitecto.


    Ò ADROatelier, contratar um arquiteto para que?
    Nem a casita de um cão lá consegue por “legalmente claro” agora ilegalmente pode fazer tudo, mas para isso não necessita de arquiteto.

    Percebo o que o Fabio21 está a dizer, quer aproveitar o terreno para algo, mas só existe uma forma de avaliar qualquer investimento que lá fizer “DINHEIRO DEITADO AO LIXO”
  20.  # 18

    @Carlosalves,

    Por isso é que uns são bons profissionais e outros não.
    Nós, por cá, não aconselhamos a ilegalidade.

    Cada um é livre de fazer como entender, naturalmente.
  21.  # 19

    Colocado por: ADROatelier@Carlosalves,

    Por isso é que uns são bons profissionais e outros não.
    Nós, por cá, não aconselhamos a ilegalidade.

    Cada um é livre de fazer como entender, naturalmente.


    Sim, percebi!

    Só não percebi o porquê de aconselhar o Fábio a contactar com um arquiteto, é que para trabalhar o projecto de forma legal o Fábio ainda vai espera uns 10 anos.
  22.  # 20

    Se ler atentamente, verá que disse "CONSULTAR" um arquitecto, não contratar.

    Há casos e casos. Alguns casos merecem um olhar mais atento, com documentação, para se poder analisar fundamentadamente e informar com rigor.
    Por vezes, por desconhecimento ou necessidade, as pessoas não dizem tudo. Por não saberem que é importante, por se tratar de um fórum...


    Colocado por: Carlosalves

    Sim, percebi!

    Só não percebi o porquê de aconselhar o Fábio a contactar com um arquiteto, é que para trabalhar o projecto de forma legal o Fábio ainda vai espera uns 10 anos.
data-ad-format="auto" data_ad_region="test">