Iniciar sessão ou registar-se
    • Skinkx
    • 16 Abril 2019 editado

     # 1

    A extracção do gás/exaustão deve ser feita em conduta própria e específica... ou seja, não pode reunir tudo num único tubo com auxílio de forquilhas...
    Concordam com este comentário: eu
  1. Ícone informação Anunciar aqui?

  2.  # 2

    Bom dia,

    Desde já, quero agradecer a todos por terem aderido ao tópico para tentar ajudar.
    Posto isto e lendo as vossas opiniões/ideias, já meti o termo-acumulador de lado.

    Não sei se tenho esse "Y/união" ou não porque os dois tubos entram de forma separada na parede e depois não consigo ver mais nada.
    Já percebi que a solução vai passar por esquentador ventilado + tubagem e limpeza e se necessário o tal aparelho.

    Sou da zona de Lisboa/Vialonga A.Madeira.
  3.  # 3

    Colocado por: SkinkxA extracção do gás/exaustão deve ser feita em conduta própria e específica... ou seja, não pode reunir tudo num único tubo com auxílio de forquilhas...

    Existem muitos prédios em que a cozinha só tem uma conduta de extração de fumos/gases.
    A configuração do interior da forquilha reduz o retorno de fumos.
    Se conduta tiver espaço poderia enfiar 2 tubos e o tubo do esquentador terminaria num ponto mais alto.
  4. Procura serviços ou materiais para a sua casa? Contrate quem ajuda no fórum.

  5.  # 4

    Pelo que entendi, até é a maioria dos prédios. Mais ou menos recentes, é raro existirem duas condutas de extracção na cozinha.
    Concordam com este comentário: eu
  6.  # 5

    Colocado por: JPJDLVPelo que entendi, até é a maioria dos prédios. Mais ou menos recentes, é raro existirem duas condutas de extracção na cozinha.

    Acualmente a norma exige condutas separadas
    • eu
    • 16 Abril 2019

     # 6

    Eu já passei por isto quando vivia no apartamento e nada do que tentei (esquentador ventilado, ligações 'Y', válvulas) resolveu o problema: com esquentador e exaustor a funcionar ao mesmo tempo, saiam sempre gases para a cozinha.

    A solução foi desativar o exaustor. Como a placa era de indução, só havia o problema dos vapores, que se resolvia abrindo a janela.

    Portanto, no seu caso, penso que devia avançar para a solução sugerido pelo Skinkx.
  7.  # 7

    Colocado por: euEu já passei por isto quando vivia no apartamento e nada do que tentei (esquentador ventilado, ligações 'Y', válvulas) resolveu o problema: com esquentador e exaustor a funcionar ao mesmo tempo, saiam sempre gases para a cozinha.

    A solução foi desativar o exaustor. Como a placa era de indução, só havia o problema dos vapores, que se resolvia abrindo a janela.

    Portanto, no seu caso, penso que devia avançar para a solução sugerido pelo Skinkx.

    Cada caso é um caso.
    Conheço um apartamento que tem um esquentador com exaustão natural + exaustor + forquilha. Tem 0 PPM de monoxido de carbono.
    • JPJDLV
    • 16 Abril 2019 editado

     # 8

    O desactivar o exaustor é com a tal peça.
    Não considero nada prático, comprei a casa, não pensei que teria estes problemas e que ficaria limitado a essa desactivação.
    É "rezar" para que, apenas com o esquentador ventilado resolva.
    Caso contrário, vai a peça, desde que os níveis de monóxido desapareçam/descam, estou disposto a qualquer tipo de alteração, até pela qualidade de vida minha, da minha filha e da minha mulher.

    Em ultimo caso, e mesmo tendo ficado para já excluida a opção para já, meto o tal termo acumulador novo da Ariston que supostamente com classificação A, permite poupar 50% em relação aos Classif B.
    • eu
    • 16 Abril 2019

     # 9

    Colocado por: bluewingsCada caso é um caso.

    Depende muito da conduta de exaustão do prédio. A do meu apartamento era muito estreita e cheia de obstruções.

    Colocado por: JPJDLVo tal termo acumulador novo da Ariston que supostamente com classificação A, permite poupar 50% em relação aos Classif B.

    50% de poupança? Mas é um termoacumulador ou bomba de calor?

    Se for termoacumulador com resistência, esses 50% são TRETA.
  8.  # 10

    @Eu, o único que ponderei colocar até me terem aconselhado a ir para o gás natural foi este:

    LYDOS HYBRID, O TERMOACUMULADOR HÍBRIDO COM CLASSE A.
    https://www.ariston.com/pt/lydos_hybrid
    • eu
    • 16 Abril 2019

     # 11

    ah, ok, tem uma bomba de calor.
  9.  # 12

    Colocado por: JPJDLVSou da zona de Lisboa/Vialonga A.Madeira.
    Pois, se fosse da margem sul recomendava o técnico que normalmente me faz esses serviços. Mas se não conhecer ninguém por aí consulte a lista dos técnicos credenciados na página da Direcção Geral de Energia.
    Qualquer técnico credenciado por esta entidade oficial faz os testes de monóxido de carbono e deixa a instalação apta para a empresa fornecedora de gás fazer a ligação. Eles têm acesso ao Gás, estão autorizados a fazer a ligação para fazerem os testes necessários. A isto chama-se pré inspecção e recomendo que se faça sempre antes de pedir a ligação do gás.
    Concordam com este comentário: eu
  10.  # 13

    E sendo da margem sul, não fará também deste lado esse tipo de trabalho?
  11.  # 14

    Retire a porta da cozinha e deixe janelas de outras divisões abertas para entrara ar.
  12.  # 15

    Isso para mim não é opção @Wardruna.

    Não vejo sentido em ter de tirar uma porta e deixar e ainda abrir janelas de outras divisões, sempre que utilizar o esquentador.
  13. Ícone informação Anunciar aqui?

  14.  # 16

    Colocado por: JPJDLVNão vejo sentido em ter de tirar uma porta e deixar e ainda abrir janelas de outras divisões, sempre que utilizar o esquentador.


    É só para a inspeção.
  15.  # 17

    Mas no fundo, isso não me resolveria o problema.
    Eu quero de facto, resolver de vez esta questão.
    •  
      larkhe
    • 16 Abril 2019 editado

     # 18

    Gaste os 160 euros e coloque o aparelho que comuta entre esquentador e exaustor

    é a melhor soluçao.

    Ou compre um Esquentador Ventilado, o que possivelmente tb resolverá
  16.  # 19

    Colocado por: JPJDLVMas no fundo, isso não me resolveria o problema.
    Eu quero de facto, resolver de vez esta questão.


    Deixe-me dar-lhe os parabéns pela atitude: quer resolver o problema de vez e com segurança, ao contrário do simplesmente querer passar na inspecção recorrendo a um qualquer ardil manhoso.

    Essa é a atitude a ter frente a questões de salubridade e de segurança.
    Concordam com este comentário: A. Madeira, VCAC
  17.  # 20

    Vou para o ventilado e tubagens + limpeza que é o melhor.
    Caso tenha de colocar também o aparelho, não tenho outro remédio.

    No futuro se não for prático, viro-me para o termo acumulador.
data-ad-format="auto" data_ad_region="test">