Iniciar sessão ou registar-se
    • Spx6
    • 27 Novembro 2019

     # 1

    Sou estudante de Jornalismo e estou a fazer uma reportagem sobre arrendamento ilegal de quartos/casas.

    Se tiverem conhecimento de senhorios que:

    - Arrendem sem contrato e/ou tentem despejar (sem avisar os inquilinos com uma antecedência aceitável);

    - Arrendem quartos/casas sem condições e a preços exorbitantes

    - Sejam abusadores - como por exemplo câmaras dentro da casa nas zonas comuns (sim, por incrível que pareça acontece); entrar nos espaços arrendados sem a devida autorização ou aviso; entre muitos outros


    Ou se simplesmente queiram denunciar casos deste teor que conheçam



    Por favor contactem-me: susana.oc.px@gmail.com



    (esta reportagem irá ser analisada por uma grande repórter da TVI)
  1. Ícone informação Anunciar aqui?

  2.  # 2

    E inquilinos abusadores e que não pagam não se pode bufar??
    Concordam com este comentário: CMartin, 100guito, carlos_miguel_gomes
    • Spx6
    • 27 Novembro 2019

     # 3

    Carvai, com certeza!

    Esclareço: a minha reportagem foca-se no arrendamento ilegal, ou seja, arrendamento sem contrato. Daí o mais comum ser senhorios abusadores. Com contrato mais dificilmente o são.

    Com certeza que sem contrato haverá muitos inquilinos abusadores também, visto que os senhorios não têm a documentação necessária para se queixarem às autoridades.

    Se, por outro lado, o senhorio passou contrato, o inquilino é abusador e as autoridades não fazem o que lhes compete, terei muito gosto em fazer uma reportagem complementar a focar-me nisso.


    Esclareço que isto não é uma "caça às bruxas" aos senhorios, e não foi de todo essa a intenção que quis passar (até porque a falta de civismo tem muitas formas e feitios). É mais uma "caça" ao arrendamento ilegal.

    Fico à espera do seu e-mail! Obrigada!

    • Spx6
    • 27 Novembro 2019

     # 4

    Colocado por: CarvaiE inquilinos abusadores e que não pagam não se pode bufar??


    Espero que o meu segundo comentário aqui o tenha deixado mais esclarecido:

    Colocado por: Spx6Carvai, com certeza!

    Esclareço: a minha reportagem foca-se no arrendamento ilegal, ou seja, arrendamento sem contrato. Daí o mais comum ser senhorios abusadores. Com contrato mais dificilmente o são.

    Com certeza que sem contrato haverá muitos inquilinos abusadores também, visto que os senhorios não têm a documentação necessária para se queixarem às autoridades.

    Se, por outro lado, o senhorio passou contrato, o inquilino é abusador e as autoridades não fazem o que lhes compete, terei muito gosto em fazer uma reportagem complementar a focar-me nisso.


    Esclareço que isto não é uma "caça às bruxas" aos senhorios, e não foi de todo essa a intenção que quis passar (até porque a falta de civismo tem muitas formas e feitios). É mais uma "caça" ao arrendamento ilegal.

    Fico à espera do seu e-mail! Obrigada!



    Se o Carvai é senhorio com contrato e sofre abusos dos seus inquilinos: contacte-me
    Se, por outro lado, o Carvai é senhorio sem contrato e ainda assim não se importa de dar a cara/nome: contacte-me


    Estou à espera :)
  3.  # 5

    Não minha Cara, se tiver algum problema recorro ás Autoridades competentes e não á TVI ou CMTV. Para isso pago 30% do valor das rendas ao Estado.
    Infelizmente a Justiça em Portugal não funciona pelo que os riscos do arrendamento são enormes.
    Se no nosso País o mercado de arrendamento está distorcido deve-se basicamente a 2 fatores : congelamento das rendas durante dezenas de anos e dificuldade de despejo de inquilinos incumpridores.
    Fuga a impostos é geral em todas os setores de actividade, mas mesmo assim o saque fiscal não para de aumentar.
    Concordam com este comentário: sognim, imo, carlos_miguel_gomes
    Estas pessoas agradeceram este comentário: nunomp, carlos_miguel_gomes
  4.  # 6

    Infelizmente a realidade das rendas a preços absurdos não vai ser resoluvel de maneira alguma, a verdade é que os quartos são mesmo para arrendar aos preços solicitados (até porque o valor dos apartamentos também aumentou muito), estão todos em conformidade com a vizinhança... os apartamentos não são do estado, são de privados e se conseguem arrendar por 500euros pedem e mais nada... já o pagar impostos acho que devia haver mais penalizações... devia ser de todo impossível receber rendas sem declaração. Se todos pagassem impostos se calhar a carga fiscal seria menor.

    Por acaso ja arrendei apartamento e suportei os impostos para ser renda legal apesar de ter tido o convite para passar a não legal com redução de renda... e claro que perdi muito dinheiro, mas preferi assim... portanto fiz a minha parte!
    • jjooll
    • 27 Novembro 2019 editado

     # 7

    O não pagar impostos é tipicamente vantajoso e aceite para os dois. Diria mesmo que quem mais tem a perder é o senhorio numa situação em que o inquilino não quer sair ou destroi tudo.

    É bom divulgarem mas não se esqueçam que há os dois lados da barricada. Não façam só do senhorio o mau da festa, pra isso já existe o governo e os seus apoiantes, que ao mesmo tempo que o fazem obrigam alguns DONOS das frações a fazer apoio social aos inquilinos ao mesmo tempo que o estado se demite dessa sua nobre função.

    Note que já fui inquilino e arrendatário senhorio.

    Mas que existem abusos de senhorios, isso não tenho dúvida. E do contrário também não.
    • size
    • 27 Novembro 2019

     # 8

    Colocado por: jjooll

    Note que já fui inquilino e arrendatário.


    Qual a diferença entre um e de outro ? :)
    Estas pessoas agradeceram este comentário: jjooll
  5.  # 9

    Já fiz a alteração, obrigado.
  6.  # 10

    obrigado pela oferta mas não
    é ridiculo
    sai mais barato arrendar sem contrato
    a burocracia para expulsar os maus pagadores inquilinos em portugal é absurdamente ridiculo, e a solução passa sempre por partir alguma coisa no corpo do inquilino quando ele opta por ser mau pagador
  7.  # 11

    Colocado por: Spx6Sou estudante de Jornalismo e estou a fazer uma reportagem sobre arrendamento ilegal de quartos/casas.

    Se tiverem conhecimento de senhorios que:

    - Arrendem quartos/casassem condiçõese apreços exorbitantes



    Esta, não percebo. O arrendamento é celebrado voluntariamente entre as partes. O preço é o que ambas acordarem, tenderá a ser exorbitante do ponto de vista de quem paga, nem por isso do ponto de vista de quem recebe.

    Quanto às "condições", cabe a cada um avaliar antes de arrendar.
    Concordam com este comentário: CMartin
    • size
    • 28 Novembro 2019 editado

     # 12

    Colocado por: Spx6
    Denuncie o seu senhorio


    Isso, toca a dar cabo dos senhorios que restam...
    Quem quer casa que a compre...ou requisite uma ao Estado.

    E os estudantes recorram às habitações universitárias ou alojamento local...
    Concordam com este comentário: CMartin
  8.  # 13

    se um estudante de jornalista ja vem formatado com estas ideologias..... o que se pode esperar de um jornalista?
    Concordam com este comentário: carlos_miguel_gomes
  9.  # 14

    Colocado por: Spx6Sou estudante de Jornalismo e estou a fazer uma reportagem sobre arrendamento ilegal de quartos/casas.

    Se tiverem conhecimento de senhorios que:

    - Arrendemsem contratoe/ou tentem despejar (sem avisar os inquilinos com uma antecedência aceitável);

    - Arrendem quartos/casassem condiçõese apreços exorbitantes

    - Sejamabusadores- como por exemplo câmaras dentro da casa nas zonas comuns (sim, por incrível que pareça acontece); entrar nos espaços arrendados sem a devida autorização ou aviso; entre muitos outros


    Ou se simplesmente queiram denunciar casos deste teor que conheçam



    Por favor contactem-me: susana.oc.px@gmail.com



    (esta reportagem irá ser analisada por uma grande repórter da TVI)


    Com certeza sofre/sofreu deste tipo de abusos quando estava a procurar quarto perto da faculdade não?
    Só na sua faculdade terá dezenas, senão mesmo centenas de casos!
  10.  # 15

    Tente saber quanto burocrático e moroso é o desejo do inquilino....
    Dp pense que o contrato, mm que apenas verbal, é aceite por ambas as partes! O não pagamento ou mau comportamento do inquilino não é acordado por ambas as partes, e o senhorio que aguente! E que perca horas de sono, que pague ao advogado, que perca largos meses até ao imóvel estar "livre de pessoas"! O contrato nestas situações não muda grande coisa!
    Agora pense! Está a querer "desmascarar" senhorios ilegais, que os inquilinos aceitam! E vitimizar os inquilinos que fazem o que querem e o senhorio tem de estar quieto à espera......
    Concordam com este comentário: CMartin
  11. Ícone informação Anunciar aqui?

  12.  # 16

    Não percebi bem...
    1- Pretende casos em que o contrato é acordado e também o valor da renda com a passagem de recibos e o senhorio depois não os passa nem declara nas Finanças.
    ou
    2-Pretende casos em que o arrendamento é acordado por ambos (senhorio e inquilino) por ser favorável aos dois, em que não existe contrato escrito e recibo?
    fiquei na dúvida....
    caso seja a 2ªhipótese, acrescente no título: e inquilino
    (DENUNCIE O SEU SENHORIO E INQUILINO)
    Concordam com este comentário: CMartin, 100guito
  13.  # 17

    Contas de mercearia, entre irs, imi, condomínio, seguros, obras de conservação do imóvel , obras do edifício, etc uma renda de 2k são líquidos 1k.

    Para arrendar por 2k o imóvel deve valer no mínimo dos mínimos 400k nos dias de hoje.

    Considerando que foi pago sem empréstimo, estamos a falar de uma rentabilidade de 3%. Considerando os riscos envolvidos, não é a galinha dos ovos de ouro para o senhorio, nem estes são os porcos capitalista que muitos gostas de fazer crer.
  14.  # 18

    Sou senhorio só por acaso, não sou capitalista(não tenho nada contra... se o são por mérito próprio)... estou um bocado cansado destes ataques aos senhorios, que além de não serem todos iguais, não são os culpados do preço dos arrendamentos desajustados... em vês de andarem a apontar o dedo aos senhorios, porque não reclamam das politicas sucessivas que proporcionaram esta situação... o problema é sobretudo político. Foi um conjunto de factores nos últimos anos que levou a isto.

    Os senhorios não são a santa casa, alugam a casa ao preço de mercado... é uma troca, quem não pode/quer comprar, aluga, se aluga pode reclamar, mas não do senhorio... se acha caro, poupa e compra, que foi o que eu fiz...

    Quanto aos abusos, acredito que hajam alguns senhorios bem sacanas, mas não conheço nenhum senhorio satisfeito a judiar o seu inquilino, pelo contrário, só vejo inquilinos inocentes e cheios de direitos... da maneira como isto está é tão fácil mas tão fácil identificar e penalizar os senhorios abusadores... acho que basicamente isto vem da frustração dos preços altos e ordenados baixos... mas posso estar enganado.

    Se é realmente jornalista ou pretende ser conte a história como deve ser e de forma isenta. É que eu com 1 ano de senhorio tou farto de perder sono. Não é bem o que eu imaginava e considero vender o imóvel.
    Concordam com este comentário: size, CMartin, carlos_miguel_gomes, Jpires76
    Estas pessoas agradeceram este comentário: master_chief
    • size
    • há 7 dias editado

     # 19

    Colocado por: Spx6Sou estudante de Jornalismo e estou a fazer uma reportagem sobre arrendamento ilegal de quartos/casas.

    Se tiverem conhecimento de senhorios que:

    - Arrendemsem contratoe/ou tentem despejar (sem avisar os inquilinos com uma antecedência aceitável);

    Em concreto, quererá referir-se a arrendamento através de contrato verbal, o que pode não ser considerado ilegal, porque nenhuma penalidade existe no código civil , ou no código penal, para quem o pratique. Apenas, as partes aceitam ficar desprotegidas.

    Somente, poderá surgir uma possível ilegalidade, se o senhorio não pagar o Imposto de selo e não declarar em sede de IRS o rendimento das rendas, o que é coisa diferente. Esta sim, uma ilegalidade fiscal, para que a menina estudante se preocupe e possa reclamar do Estado a devida fiscalização.
    De certo que desconhece que imensos arrendamentos antigos existem com contratos verbais (ao que chama sem contrato) onde os senhorios não se encontrarão ilegais fiscalmente,

    - Arrendem quartos/casassem condiçõese apreços exorbitantes


    Que legitimidade tem você para supor e criticar essa suposta circunstância ? Falta saber o que é para si um preço exorbitante.
    Ex; se houver uma família pobre que necessite, imperativamente, do abrigo de uma casa, para que não tenha que recorrer a alojar-se numa tenda debaixo de uma ponte e eu, também um senhorio sem recursos, mas possuidor de uma casa velha, mas em razoáveis condições de abrigo, porque não cedê-la/arrendá-la a essa família ?
    Preço ? O que, obviamente, for acordado entre as partes. Qual exorbitante, qual carapuça ! O que tem você a ver com aquilo que inquilino aceita pagar ?
    Então faça lá a seu expediente para que neste suposto caso, a tal família, tenha mesmo que ir armar uma tenda debaixo de uma ponte.

    - Sejamabusadores- como por exemplo câmaras dentro da casa nas zonas comuns (sim, por incrível que pareça acontece); entrar nos espaços arrendados sem a devida autorização ou aviso; entre muitos outros

    Estará, de certo, a exagerar...
    Para estar a referir-se a supostas ocorrências em zonas comuns da casa ,estará a referir-se a uma casa que é arrendada no regime de quartos. Certo ?
    - Se é arrendada a quartos, porque motivo o proprietário, para, por exemplo, ter que mostrar quartos vagos, tem que pedir autorização aos outros estudantes já residentes ? Depois, as zonas comuns, tem que ser mantidas limpas, bem conservadas e vigiadas sobre danos. Também aqui, o proprietário tem legitimidade para vigiar as zonas comuns, não podendo estar pendente de autorização. Quando muito, toca à campainha, por uma questão de cortesia....
    -Quanto a câmaras de vigilância, será ilegal. Mas será assim tão comum perante o seu alarido ? Sobre esta matéria existe autoridade própria para se fazer denuncia. Ponto.
    Concordam com este comentário: CMartin
    •  
      marco1
    • há 7 dias editado

     # 20

    também me parece que não é por ai que se resolve o problema do alojamento estudantil, só a simples palavra denuncia me chateia, tanto mais que existe sempre uma conivência ( interesse) inicial entre as partes.
    Concordam com este comentário: CMartin
data-ad-format="auto" data_ad_region="test">