Iniciar sessão ou registar-se
  1.  # 1

    Ola a todos e desde já o muito obrigado a todos os membros pela partilha de conhecimentos e experiências.
    Já perdi horas e horas a ler dos mais variados tópicos que vamos encontrando por aqui pelo fórum, sendo uns bastante úteis e construtivos, havendo depois outros que me deixam com mais dúvidas ainda.
    Vou então explicar a minha situação.
    Estou em planeamento de futura moradia isolada, no concelho do Fundão implantada num terreno com cerca de 24000m2 e um declive ligeiramente acentuado ao longo do terreno. A ideia será algo de arquitectura contemporânea, e o mais eficiente possível com áreas entre os 150 e os 200m2 (sendo que não contabilizo as caves e garagem). Piso enterrado com garagem, sala das máquinas, e mais uma ou duas salas de arrumos. Piso térreo com sala de estar, jantar e cozinha em plano aberto, uma suite completa, despensa e WC de serviço. 1º piso com mais 3 quartos e uma casa de banho sendo parte do 1º piso aberto para o piso inferior. Exposição solar excelente e sem qualquer obstáculo. Irei em grande parte obtar por elementos construtivos nas normas passive house, logo a caixilharia e isolamento será dos factores em que não vou olhar a custos. Até aqui está praticamente tudo decidido e pouco se irá alterar. Agora começam as minhas dúvidas.
    Irei certamente realizar um furo para captação de água. Já li por aqui no forum e mesmo pela net fora, a possibilidade de conciliar o mesmo furo para obter água e para colocar as sondas para uma bomba de calor geotérmica. É mesmo possível e viável? Alguém aqui com experiência em bombas de calor geotérmicas?
    Outra das minhas dúvidas está no piso radiante hidráulico, sendo que a instalação deste está praticamente assegurada. A minha ideia inicial seria usar este mesmo sistema para aquecimento e arrefecimento, mas hoje ao falar com um agente da LG, foi-me dito que o arrefecimento não é aconselhável, pois o sistema irá criar condensação e posteriormente humidades pela casa. Alguém me consegue confirmar ou negar isto? Alguém com piso radiante hidráulico instalado, que o use para arrefecimento?
    Depois a ideia da bomba de calor, que sendo o futuro ainda me deixa um pouco reticente. Primeiramente a minha ideia sempre foi a bomba de calor geotérmica, mas depois de ver o valor inicial a ser investido, esta sé se tornaria viável aproveitando o mesmo furo de captação de água. O meu maior receio em recorrer à bomba de calor está no consumo eléctrico da mesma. Sendo uma casa hiper mega super bem isolada, pelos parâmetros de portugal (a ideia anda em sistema etics de 12 a 14 cm e caixilharia com vidro triplo), qual será a potência necessária do equipamento, e com que consumos terei de lidar mensalmente sendo que funcionaria para aquecimento, arrefecimento, e AQS.
    Finalmente relativamente aos painéis fotovoltaicos. Estava a pensar em cerca de 5KW de instalação, pois com a nova legislação não creio haver problema. Os preços dos painéis caíram bastante, ou pelo menos assim me pareceu, e queria tentar que pelo menos durante o dia, não ir à rede buscar energia, deixando isso para a noite em que a tarifa bi-horária me permetiria comprar energia mais barata. Alguém com instalações relativamente grande que possa dar algum feedback?
    Assim expliquei resumidamente esta minha epopeia, que tem sido pensar tudo ao máximo detalhe e atempadamente para depois não ter surpresas.
    Obrigado desde já e uma boa noite a todos
  2. Ícone informação Anunciar aqui?

  3.  # 2

    Colocado por: BrunoS87mas hoje ao falar com um agente da LG, foi-me dito que o arrefecimento não é aconselhável, pois o sistema irá criar condensação e posteriormente humidades pela casa. Alguém me consegue confirmar ou negar isto?


    esse suposto agente está muito atrasado no tempo,ou tem pouca experiência no assunto.
  4.  # 3

    Colocado por: James Bondesse suposto agente está muito atrasado no tempo,ou tem pouca experiência no assunto.


    Quer isso dizer que hoje em dia esse problema das condensações já não existe?
    Eu realmente quando me coloquei a pensar no assunto, até achei uma certa lógica, pensei numa bela cervejinha num dia bem quente de verão, a garrafa ou copo escorre e escorre água por fora devido à condensação, mas também sei que a água num piso radiante hidráulico nunca irá circular numa temperatura tão fria. Como tal não sei onde me situar, daí dizer que estou com dúvidas em relação a isto.
  5. Procura serviços ou materiais para a sua casa? Contrate quem ajuda no fórum.

  6.  # 4

    Colocado por: BrunoS87Quer isso dizer que hoje em dia esse problema das condensações já não existe?


    nem hoje nem antes.

    Colocado por: BrunoS87mas também sei que a água num piso radiante hidráulico nunca irá circular numa temperatura tão fria


    isso acontece num sistema dito normal,num sistema mais evoluído pode trabalhar com temperaturas mais baixas....sem ter problemas de condensações.
  7.  # 5

    Colocado por: BrunoS87Como tal não sei onde me situar, daí dizer que estou com dúvidas em relação a isto.


    essas duvidas continuarão se voltar a ouvir técnicos como esse da LG.

    não tem que ter duvidas sobre algo que está mais que banalizado.
  8.  # 6

    contacte antes marcas de pisos radiantes,como por exemplo...a Rehau,Uponor,Giacomini.etc etc...

    e logo vê o que lhe dizem sobre o assunto.
    Concordam com este comentário: r.v
    Estas pessoas agradeceram este comentário: BrunoS87
  9.  # 7

    Colocado por: James Bondcontacte antes marcas de pisos radiantes,como por exemplo...a Rehau,Uponor,Giacomini.etc etc...

    e logo vê o que lhe dizem sobre o assunto.
    Estas pessoas agradeceram este comentário:BrunoS87


    Definitivamente será o próximo passo. Obrigado
    Concordam com este comentário: James Bond
  10.  # 8

    não vamos discutir outra vez o mesmo,

    se esse "tecnico" não sabe como fazer, deve consultar outros que saibam,
    executei uma obra em Idanha-a-Nova e não houve qualquer queixa de condensação superficial e em arrefecimento pelo que me contaram nunca a temp ambiente subiu acima dos 23ºC e tem soalho estratificado por cima do PRH, mas o PRH também é dos corruqueiros mencionados anteriormente.

    Colocado por: BrunoS87Estava a pensar em cerca de 5KW de instalação
    isso não tem qualquer sentido, dev optar por menos potencia e maior qualidade quer dos colectores quer do inversor, o mais usual para uma moradia media é potencias até aos 2KWp, daí para cima somente em casos muito especificos.
  11.  # 9

    Colocado por: jorgealvesisso não tem qualquer sentido, dev optar por menos potencia e maior qualidade quer dos colectores quer do inversor, o mais usual para uma moradia media é potencias até aos 2KWp, daí para cima somente em casos muito especificos.


    Ok em relação ao PRH vou falar diretamente com quem percebe do assunto mas esses 2KWp deixam-me um pouco intrigado. A minha ideia será recorrer o minimo possivel à rede durante a fase de produção dos painéis. Contando com todos os elementos essenciais da casa como frigorificos, congeladores e mais e mais que estão em consumo constante, acho que os 2KWp deixariam pouca margem para por exemplo a bomba de calor. A minha ideia seria alimentar a bomba de calor completamente pelo sol enquanto pudesse produzir, e claro aguentar também com o resto do consumo da casa durante o dia. Não vou discutir a qualidade, pois acredito não ser a melhor do mercado, mas há painéis de 330W com 30 anos de garantia, a 157€. O investimento para conseguir autonomia total durante o dia, não é assim tão elevado. Ou será que estou errado?
  12.  # 10

    Colocado por: BrunoS87Ola a todos e desde já o muito obrigado a todos os membros pela partilha de conhecimentos e experiências.
    Já perdi horas e horas a ler dos mais variados tópicos que vamos encontrando por aqui pelo fórum, sendo uns bastante úteis e construtivos, havendo depois outros que me deixam com mais dúvidas ainda.
    Vou então explicar a minha situação.
    Estou em planeamento de futura moradia isolada, no concelho do Fundão implantada num terreno com cerca de 24000m2 e um declive ligeiramente acentuado ao longo do terreno. A ideia será algo de arquitectura contemporânea, e o mais eficiente possível com áreas entre os 150 e os 200m2 (sendo que não contabilizo as caves e garagem). Piso enterrado com garagem, sala das máquinas, e mais uma ou duas salas de arrumos. Piso térreo com sala de estar, jantar e cozinha em plano aberto, uma suite completa, despensa e WC de serviço. 1º piso com mais 3 quartos e uma casa de banho sendo parte do 1º piso aberto para o piso inferior. Exposição solar excelente e sem qualquer obstáculo. Irei em grande parte obtar por elementos construtivos nas normas passive house, logo a caixilharia e isolamento será dos factores em que não vou olhar a custos. Até aqui está praticamente tudo decidido e pouco se irá alterar. Agora começam as minhas dúvidas.
    Irei certamente realizar um furo para captação de água. Já li por aqui no forum e mesmo pela net fora, a possibilidade de conciliar o mesmo furo para obter água e para colocar as sondas para uma bomba de calor geotérmica. É mesmo possível e viável? Alguém aqui com experiência em bombas de calor geotérmicas?
    Outra das minhas dúvidas está no piso radiante hidráulico, sendo que a instalação deste está praticamente assegurada. A minha ideia inicial seria usar este mesmo sistema para aquecimento e arrefecimento, mas hoje ao falar com um agente da LG, foi-me dito que o arrefecimento não é aconselhável, pois o sistema irá criar condensação e posteriormente humidades pela casa. Alguém me consegue confirmar ou negar isto? Alguém com piso radiante hidráulico instalado, que o use para arrefecimento?
    Depois a ideia da bomba de calor, que sendo o futuro ainda me deixa um pouco reticente. Primeiramente a minha ideia sempre foi a bomba de calor geotérmica, mas depois de ver o valor inicial a ser investido, esta sé se tornaria viável aproveitando o mesmo furo de captação de água. O meu maior receio em recorrer à bomba de calor está no consumo eléctrico da mesma. Sendo uma casa hiper mega super bem isolada, pelos parâmetros de portugal (a ideia anda em sistema etics de 12 a 14 cm e caixilharia com vidro triplo), qual será a potência necessária do equipamento, e com que consumos terei de lidar mensalmente sendo que funcionaria para aquecimento, arrefecimento, e AQS.
    Finalmente relativamente aos painéis fotovoltaicos. Estava a pensar em cerca de 5KW de instalação, pois com a nova legislação não creio haver problema. Os preços dos painéis caíram bastante, ou pelo menos assim me pareceu, e queria tentar que pelo menos durante o dia, não ir à rede buscar energia, deixando isso para a noite em que a tarifa bi-horária me permetiria comprar energia mais barata. Alguém com instalações relativamente grande que possa dar algum feedback?
    Assim expliquei resumidamente esta minha epopeia, que tem sido pensar tudo ao máximo detalhe e atempadamente para depois não ter surpresas.
    Obrigado desde já e uma boa noite a todos


    Isso é normal. Até há relativamente pouco tempo, era tópico muito “quente” neste forum. Aplicadores com muita experiência em radiante punham em causa a eficácia na refrigeração. Só depois do user Jorge Alves e alguns utilizadores que frequentam este forum exporem casos concretos, é que ficou assumido que também fazia refrigeração.

    Além de consultar os produtores, há outro conselho muito válido. Peça para ver obras a funcionar, fale com os utilizadores que habitam a casa, e lembre-se que depois do tubo enterrado já não há nada a fazer.
    Estas pessoas agradeceram este comentário: BrunoS87
  13.  # 11

    A empresa que me monta o aquecimento piso radiante, diz que o piso para arrefecer que não compensa que de longe o ar condicionado, para arrefecer era montar no teto. Eu optei pela primeira piso para aquecer e pré instalação de ac para frio. Pessoal da Giacomini que veio a obra com o técnico que vai montar os sistemas
  14.  # 12

    Assim de momento consulte o tópico do Ptuga e do Callinas e ambos atestam o bom funcionamento do PRH em arrefecimento ao contrário do que diz esse técnico da LG!
    Na minha opinião se o mesmo sistema pode fazer ambas as coisas não se justifica andar a repetir sistemas, PRH e BC para AQS, aquecimento e arrefecimento, caso se pretenda reduzir a fatura, painéis fotovoltaicos bem dimensionados e esta o assunto arrumado!
    Concordam com este comentário: jorgealves
  15.  # 13

    O dr, já estive em casas com o arrefecimento ligado, e não vi nada de especial e segundo o dono da casa, relação consumo/conforto não justifica. Tinha feito a pré instalação do ac e no ano passado quando lá estive com ele já era o ac a trabalhar, meteu dois aparelhos grandes junto a BC e depois só os aparelhos interiores.
    • JoelM
    • 19 Maio 2020 editado

     # 14

    Colocado por: Costa82O dr, já estive em casas com o arrefecimento ligado, e não vi nada de especial e segundo o dono da casa, relação consumo/conforto não justifica. Tinha feito a pré instalação do ac e no ano passado quando lá estive com ele já era o ac a trabalhar, meteu dois aparelhos grandes junto a BC e depois só os aparelhos interiores.


    um exemplo nao serve propriamente de amostra, basta estar mal dimensionado!
  16.  # 15

    Deve ser... Mas depois do representante da Giacomini ter estado em minha casa e não me encorajar a fazer, se calhar também não o sabem dimencionar, ou a Giacomini não funciona bem para arrefecer,. Aí já me calo. Mas o meu colega não tem Giacomini, foi uma coisa que ele não se preocupou muito, estamos a falar de uma casa de 750 mil euros.
  17. Ícone informação Anunciar aqui?

  18.  # 16

    O da Schluter ha por ca varios relatos de que funciona para refrescar e em casas com bastantes vãos envidraçados, havendo a possibilidade de a mesma coisa nao creio que se justifique gastar o dobro ao duplicar sistemas!
  19.  # 17

    Todos funcionam bem, é muito difícil alguém admitir que gastou dinheiro numa tecnologia que não funciona. No entanto
      Screenshot_2020-05-19-11-05-10-00.png
      Screenshot_2020-05-19-11-07-40-14.png
      Screenshot_2020-05-19-11-04-01-58.png
  20.  # 18

    .
      Screenshot_2020-05-19-11-05-50-62.png
  21.  # 19

    Mas eu só percebo de ferro e inox.
    • JoelM
    • 19 Maio 2020 editado

     # 20

    para ter de trazer exemplo com 10 anos para a discussao, diz bastante...

    P.s. e eu nem sou o maior fa de piso radiante (sem discutir a qualidade do conforto) em termos de custo/beneficio.
data-ad-format="auto" data_ad_region="test">