Iniciar sessão ou registar-se
  1.  # 1

    Estou a pensar trocar de carro.
    O meu orçamento pode ir até 15.000 euros.
    Só que actualmente existem muitas opções, uns defendem a gasolina, outros defendem os eléctricos.
    Qual será a melhor opção?
  2.  # 2

    Colocado por: mmarinhoQual será a melhor opção?

    Pesa os prós e os contras e depois faz as contas.
    Se for à espera que apareça por aqui alguém a decidir por si é fácil.
  3.  # 3

    Depende muito do seu estilo de vida e das suas necessidades.
    Se é daquelas pessoas que quer fazer directo Porto-Faro em 4h indo a 140km/h o caminho todo, então dificilmente um carro elétrico lhe vai servir.
    Para uma utilização dentro dos limites de velocidade regulamentados, com utilização ocasional de longas distâncias, então um carro elétrico dentro desse orçamento pode servir.
  4.  # 4

    Colocado por: ruicarloventão dificilmente um carro elétrico lhe vai servir.
    E com 15.000 paus também não o conseguirá comprar.
  5.  # 5

    Excluindo o peso que o orçamento tem na compra de um veículo, qual pensam que será o futuro?
    A curto prazo, gasolina ou gasóleo?
    Parece-me que há pouco tempo atrás as pessoas estavam a apostar no gasóleo, mas agora parecem apostar na gasolina, porquê?
    A médio prazo, hibrido?
    A longo prazo, eléctrico? E as questões relacionadas com a autonomia das baterias? Onde se vai carregar o carro numa viagem longa?
  6.  # 6

    Para carros ligeiros, no curto-médio prazo serão serão os veículos elétricos. Tudo aponta nesse sentido e as pressões de todos os organismos europeus apontam para a eletrificação do parque automóvel. O que será mais difícil de eletrificar serão as frotas de pesados comerciais de longo curso a fazer muitos kilómetros por dia, em que a capacidade das baterias e de velocidade de carregamento demorará a ser compatível com as necessiadades destes veículos. Neste sector o hidrogénio poderá vir a ser uma alternativa.
    Para os ligeiros as autonomias que se conseguem hoje e os carregamentos já permitem a sua utilização sem grandes sacrifícios, embora a rede de carregamento precise de crescer mais ainda. Mas neste último ano tem-se observado uma boa quantidade de novos postos de carga rápida a ser instalados.
    Eu que vivo em Lisboa, basta-me uma paragem a meio do caminho para carregar para poder chegar ou ao Algarve, ou ao Porto. Já fui ao ponto mais a sul da península Ibérica desde Lisboa com 3 cargas rápidas (650km). E tenho um carro com baterias de tamanho médio (30kWh). O meu primeiro carro elétrico, há uns 5 anos atrás, tinha metade disso (14kWh).
    Como disse, para quem gosta de ir a abrir o tempo durante 500km acima das velocidades regulamentares, nem gastando várias dezenas de milhares num Tesla vai conseguir isso para já. Mas gostava de acreditar que uma boa fatia da população respeita a necessidade de não abusar das velocidades e fazer paragens de vez em quando.
    Estas pessoas agradeceram este comentário: mmarinho
  7.  # 7

    Aproveitando o tópico, acham que vale a pena trocar agora para um carro a diesel?

    A maria adora o volvo V40 e anda-me sempre a chagar a cabeça, mas eu não estou muito inclinado para investir agora em carro nenhum por causa desta historia dos combustiveis, parece-me tudo um pouco confuso.
  8.  # 8

    Toda a gente caiu em cima do ministro quando disse que os carros a gasóleo iriam tornar-se obsoletos.

    Eu ri-me dos que se riram disso.

    A malta está a abandonar os carros a gasóleo porque estão fartos de ter que gastar rios de dinheiro em manutenção que é mais frequente do que imaginavam, turbos, injectores, filtros FAP etc etc. Até a bateria de um carro a gasóleo é mais cara. Demoraram foi quase 20 anos a perceberem isso.
    Excepção para os que fazem mesmo muitos km por ano, especialmente em viagens grandes