Iniciar sessão ou registar-se
  1.  # 1

    Boa noite, sei que provavelmente já existe esta questão aqui mas não encontro (ou as que encontro não vão bem ao encontro que preciso).

    Nós pensamos em construir mas com todas as condicionantes nos últimos anos desistimos um pouco da ideia embora tenhamos um projeto aprovado e pronto a começar a obra.

    Vamos ver se eu consigo explicar a minha situação pois sou completamente leigo nesta questões:

    Como é que é possível fazer para contratar uma empresa para fazer a estrutura e depois contratar nós próprios as especialidades? Porque o que me dizem é que não é possível pois a entidade executante que é indicada na Câmara Municipal é quem é responsável pela obra e para contratar as especialidades de uma entidade diferente teríamos de andar sempre a alterar essa informação na Câmara ou a empresa que consta na CM "deixar ficar o alvará" e nos construirmos.

    É provável que esteja a dizer algum disparate mas será que me conseguem explicar como é possível construir a casa com diferentes entidades? Uma que faça a estrutura, uma a eletricidade, outra a pichelaria, etc...


    Muito obrigado
  2.  # 2

    Colocado por: Luis.la empresa que consta na CM "deixar ficar o alvará" e nos construirmos.
  3.  # 3

    Colocado por: Luis.lsou completamente leigo nesta questões:

    (...) e depois contratar nós próprios


    Olá, na minha modesta opinião:

    Se é completamente leigo compre feito.

    Se já iniciou a aventura e tem projectos aprovados e tudo, entregue tudo a uma empresa geral ou contracte algum profissional que vá gerindo a coisa por sí, mais fiscal, etc etc... Apareça só no final da obra.

    Adjudicar por partes é sempre muito bonito, e pode efectivamente sair mais barato... mas sinceramente só acredito que valha a pena se você fôr do ramo, se fôr Arquitecto, Engenheiro, Carpinteiro, Electricista, Picheleiro, etc... por aí fora. No fundo alguém que está habituado ao ambiente duma obra.

    Se esse não fôr o caso (e não há nada errado nisso), honestamente lhe digo, não se meta nisso sozinho.
    Arrisca-se a ficar com uma casa até mais cara, mas sem nunhum tipo de garantia. Isso sem contar com o stress, cabelos brancos, e noites mal dormidas.
    Concordam com este comentário: snob, bettencourt
  4.  # 4

    Á empresa que adjudica a estrutura (empresa que vai ter o alvará na câmara) adjudica igualmente outros trabalhos.
    Assentamento de cerâmicos, rebocar muros, arranjos exteriores etc.
    Desta forma a empresa mantém o alvará até ao final.
    Este tipo de dicas deve ser a sua fiscalização a dar, é para isso que lhe paga.
    Concordam com este comentário: N Miguel Oliveira
  5.  # 5

    Abra uma empresa, o estado agradece ..tire um alvará, faça os seguros, arranje um eng para diretor de obra e mergulhe de cabeça.
    Concordam com este comentário: Matisofi, bettencourt
  6.  # 6

    Olá, também estou a pensar em fazê-lo.
    Vou tirar um alvará (site da IMPIC),e vou subcontratar. Pelo que sei terei de abrir empresa e fazer um seguro que tem um custo de cerca de 1500€. Penso adjudicar toda a estrutura a uma empresa, ou comprar já pré fabricada e depois ir contratando especialidade a especialidade. Pela minha experiência, de um restauro que fiz na casa onde habito, dá mais trabalho devido à constante procura, garantia de presença e até compra dos materiais, mas como quero uma habitação para o simples penso que será uma boa decisão.
    Depois diga se avançou com a ideia. Eu ainda vou falar com o arquitecto sobre este assunto
  7.  # 7

    Não é o que chamam de administração direta?
    Já li gente a dizer que o fez, ou irá fazer.
    Talvez
  8.  # 8

    Colocado por: N Miguel Oliveira

    Olá, na minha modesta opinião:

    Se é completamente leigo compre feito.

    Se já iniciou a aventura e tem projectos aprovados e tudo, entregue tudo a uma empresa geral ou contracte algum profissional que vá gerindo a coisa por sí, mais fiscal, etc etc... Apareça só no final da obra.

    Adjudicar por partes é sempre muito bonito, e pode efectivamente sair mais barato... mas sinceramente só acredito que valha a pena se você fôr do ramo, se fôr Arquitecto, Engenheiro, Carpinteiro, Electricista, Picheleiro, etc... por aí fora. No fundo alguém que está habituado ao ambiente duma obra.

    Se esse não fôr o caso (e não há nada errado nisso), honestamente lhe digo, não se meta nisso sozinho.
    Arrisca-se a ficar com uma casa até mais cara, mas sem nunhum tipo de garantia. Isso sem contar com o stress, cabelos brancos, e noites mal dormidas.




    Nós temos quem faça as especialidades na familia e estamos cientes dos riscos. A questão aqui é que não consigo encontrar na pratica como se ultrapassam os processos burocraticos.

    Segundo a ultima informação que nos deram foi:

    Na entrega dos documentos na Camara entregamos um unico alvara (empreiteiro geral) para construção de todas as especialidades. Querendo fazer desta forma, temos de alterar e por uma empresa para cada situação. Um empresa (com alvara valido obviamente) para a estrutura, um alvara para a carpintaria, eletricista, Picheleiro, etc... Depois o que ainda não me disseram é quem tem de nomear o Diretor de Obra? Eu ou as empresas contratadas? O Fiscal sou eu segundo toda a gente me diz.
    Concordam com este comentário: ridjumbambo
    Estas pessoas agradeceram este comentário: RPereira
  9.  # 9

    Colocado por: Luis.lum alvara para a carpintaria, eletricista, Picheleiro, etc...

    Este tipo de empresas normalmente não tem alvarás, tem certificados (não dá para entregar na câmara), e alguns não tem nada.
  10.  # 10

    Entaõ, concretamente, se eu quiser fazer por especialidades, tudo legal como tenho de fazer na pratica?
  11.  # 11

    Colocado por: Luis.lEntaõ, concretamente, se eu quiser fazer por especialidades, tudo legal como tenho de fazer na pratica?

    Cria uma empresa de construção para fazer a obra, a empresa tem que ter um alvará, subcontrata todos os subempreiteiros e fatura ao dono de obra.
    Concordam com este comentário: N Miguel Oliveira
    • snob
    • 31 janeiro 2024

     # 12

    Como dono de obra, o meu conselho, sem ironias, é encontrar um empreiteiro que lhe permita a si adjudicar fora algumas especialidades com expressao considerável no custo total da obra. Como por exemplo a caixilharia, carpintaria e cozinha.
    Agora as outras especialidades, rede elétrica, canalização, trabalhos diversos, é melhor deixar na mão empreiteiro, arrisca-se a ser enganado e ficar mal servido. Boa sorte
    Concordam com este comentário: N Miguel Oliveira
  12.  # 13

    Colocado por: Luis.lO Fiscal sou eu segundo toda a gente me diz.


    Não precisa de ser Eng. Civil ou Arquitecto para isso?
    Concordam com este comentário: AMG1
  13.  # 14

    Colocado por: Luis.lO Fiscal sou eu segundo toda a gente me diz.
    Tem habilitações literárias/ técnicas para tal?
    Tem de contratar um director de Fiscalização (DFO) e ainda alguém para efectuar a Coordenação de Segurança em Obra (CSO)

    Colocado por: Luis.lQuerendo fazer desta forma, temos de alterar e por uma empresa para cada situação. Um empresa (com alvara valido obviamente) para a estrutura, um alvara para a carpintaria, eletricista, Picheleiro, etc... Depois o que ainda não me disseram é quem tem de nomear o Diretor de Obra?

    Está ai muita confusão.
    Tem sempre de ter na CM, um Alvará válido de empreiteiro geral.
    O Director Tecnico de Obra (DTO), tem de ter um contrato de prestação de serviço com o empreiteiro geral. O mesmo terá de ter habilitações literárias/ técnicas exigíveis para a classe de Obra em causa.
  14.  # 15

    Colocado por: N Miguel Oliveira

    Não precisa de ser Eng. Civil ou Arquitecto para isso?



    Sou eu que arranjo, queria dizer. Esqueci-me de escrever o resto. Desculpe
  15.  # 16

    Peça orcamentos com tudo descriminado, depois, só depois fale na possibilidade de ser você a tratar diretamente de algumas especialidades e vê qual é a abertura do empreiteiro para isso.
    Senão ao orçamentar sem especialidades já está a levar com a ripa.
    Faca um contrato do género Tudo menos X, Y e Z, senão vai levar com uma carrada de trabalhos adicionais
  16.  # 17

    Colocado por: DR1982Faca um contrato do género Tudo menos X, Y e Z, senão vai levar com uma carrada de trabalhos adicionais

    O problema é que o "Tudo", é "tudo o que estiver no projeto", vai levar na ripa na mesma.
  17.  # 18

    Colocado por: Pickaxe
    O problema é que o "Tudo", é "tudo o que estiver no projeto", vai levar na ripa na mesma.
    depende do projeto.
  18.  # 19

    Colocado por: MatisofiOlá, também estou a pensar em fazê-lo.
    Vou tirar um alvará (site da IMPIC),e vou subcontratar. Pelo que sei terei de abrir empresa e fazer um seguro que tem um custo de cerca de 1500€. Penso adjudicar toda a estrutura a uma empresa, ou comprar já pré fabricada e depois ir contratando especialidade a especialidade. Pela minha experiência, de um restauro que fiz na casa onde habito, dá mais trabalho devido à constante procura, garantia de presença e até compra dos materiais, mas como quero uma habitação para o simples penso que será uma boa decisão.
    Depois diga se avançou com a ideia. Eu ainda vou falar com o arquitecto sobre este assunto


    O certificado de empreiteiro já lhe permite levantar a licença? Ou depende da classe?
  19.  # 20

    Colocado por: Anibalventura

    O certificado de empreiteiro já lhe permite levantar a licença? Ou depende da classe?

    Em princípio não.
    Depende da estimativa orçamental que foi entregue na câmara mas qualquer casa por muito pequena que seja ultrapassa os valores máximos
 
0.0316 seg. NEW