Iniciar sessão ou registar-se
    • eu
    • 30 Maio 2019

     # 1

    Vejam bem como funciona esta empresa.

    Cancelei o contrato numa loja, dei os 30 dias da praxe e entreguei os equipamentos logo após esses 30 dias. Tive o cuidado de cancelar o débito direto (e ainda bem que o fiz) imediatamente a seguir ao pagamento da última fatura.

    Sabem o que aconteceu? A NOS fingiu que eu não tinha feito o pedido de cancelamento, não desligou o serviço e queria continuar a faturá-lo normalmente. Continuei a receber faturas, e mesmo após avisar numa loja sobre a situação, o serviço continua ativo.

    Fica o aviso: cancelem logo o débito direto, pois a NOS atua desta forma, como uns autênticos vigaristas.
    Concordam com este comentário: Ghelder
  1. Ícone informação Anunciar aqui?

  2.  # 2

    E se for preciso daqui a um aninho recebe uma carta a pedir pra pagar não sei quantas centenas de euros
  3.  # 3

    ficou com comprovativo do cancelamento que fez na loja?
    • eu
    • 30 Maio 2019

     # 4

    Colocado por: pauloagsantosficou com comprovativo do cancelamento que fez na loja?

    Sim, claro.

    Tanto do cancelamento como da entrega dos equipamentos.
  4.  # 5

    Colocado por: eu
    Sim, claro.


    menos mal..... sabe as lojas/comerciais tem objectivos, por cada novo cliente mais X, por cada cliente perdido menos X.

    por isso é natural (não devia) que não informem a empresa centralmente que perderam o cliente para não prejudicarem os objectivos.
    • XF
    • 30 Maio 2019

     # 6

    E não estava em período de fidelização? Os 30 dias de pré-aviso não servem de nada se estiver em período de fidelização!
    • eu
    • 30 Maio 2019 editado

     # 7

    Colocado por: XFE não estava em período de fidelização? Os 30 dias de pré-aviso não servem de nada se estiver em período de fidelização!


    A sério? Acha que escreveria isto se estivesse no período de fidelização? Ou que a loja teria aceite o pedido de rescisão se estivesse no período de fidelização?

    A fidelização já tinha acabado há mais de 2 anos.

    Entretanto, após mais um telefonema para a linha de apoio, o operador confirma o erro e disse que vão corrigir. Resta saber se de facto o vão fazer, ou se continuam a enrolar.

    Se continuar a receber faturas, vou fazer uma queixa na ANACOM.
  5.  # 8

    São absurdos e caricatos estes casos.
    Tenho conhecimento de uma casa que tinha meo. Foi cancelado o contrato, devolvido o equipamento, cumpridas todas as formalidades. O periodo de fidelidade já tinha expirado há muito tempo. A construção existente foi DEMOLIDA e mesmo assim a meo continuava a faturar. Cartas ameaçadoras com contas, etc...
    Explictada novamente a questão, frisando o cancelamento anterior, a demolição da casa... tudo acompanhado com a respectiva documentação!...
    Uma dor de cabeça e a meo já nem podia fornecer o serviço, não havia casa no local. Mas insistiam...
    É como falar para uma parede.
  6.  # 9

    Colocado por: eu

    A fidelização já tinha acabado há mais de 2 anos.



    Uma curiosidade ?

    Mas, a seguir a esse fim de fidelização há mais de 2 anos, em que condições ficou o contrato ?
    Sem fidelização e mesmo preço dos serviços ?
    Sem fidelização, com preços de tabela geral dos serviços ?
  7.  # 10

    Colocado por: size

    Uma curiosidade ?

    Mas, a seguir a esse fim de fidelização há mais de 2 anos, em que condições ficou o contrato ?
    Sem fidelização e mesmo preço dos serviços ?
    Sem fidelização, com preços de tabela geral dos serviços ?
    comigo sem qualquer tipo de problema na NOS para cancelar o serviço obtive mais de 2 anos sem qualquer tipo de contrato e com o preço do contrato anterior , mas só depois de ter dito que não renovava porque não tinham fibra na minha zona na altura e que se alterassem o valor da prestação ia entregar tudo ... depois mudei para a MEO FIBRA dando o mês e nada de especial se passou .
    • eu
    • 30 Maio 2019 editado

     # 11

    Colocado por: sizeSem fidelização e mesmo preço dos serviços ?

    Sim. Eles tentaram tudo e mais alguma coisa para me fidelizar outra vez, mas eu sempre recusei.
    • smart
    • 1 Junho 2019 editado

     # 12

    Colocado por: eu
    Sim, claro.

    Tanto do cancelamento como da entrega dos equipamentos.


    e que tal um email para a ASAE, para inspecionar a pratica economica, com conhecimento ao regulador ANACOM (portal do consumidor) e/ou uma reeclamação no livro de reclamações de uma loja, com a consideração de que se continuarem com o assedio de cobrança, apesar de apresentar o comprovativo de rescisão contratual (remeta um e-mail para servir de prova), e ter seguido todos os pressupostos contratuais, incorrerão na pratica do crime de burla, dado que a atitude já não será de caracter negligencial..mas sim dolosa...vai ver que em 5 dias respondem-lhe...
    Concordam com este comentário: eu
    • eu
    • 1 Junho 2019

     # 13

    Se depois desta última chamada telefónica tudo continuar na mesma, sem dúvida que farei uma queixa formal na ANACOM.

    Já em tempos fiz isso (quando eles aumentaram os preços durante o período de fidelização) e pasmem-se, a ANACOM respondeu à minha queixa, e como recebeu outras queixas similares, multou os operadores e obrigou-os a anular os aumentos.
    Concordam com este comentário: rafaelisidoro
  8.  # 14

    Colocado por: XFE não estava em período de fidelização? Os 30 dias de pré-aviso não servem de nada se estiver em período de fidelização!


    A fidelização é ilegal é indiferente estar ou não nesse período o meu advogado trata desses casos diariamente e ganha os todos e o argumento é sempre o mesmo
  9.  # 15

    LOL

    Essa é nova
    Ilegal?

    Mas se está num contrato que assinas como é ilegal?

    Algo ai não bate certo
  10. Ícone informação Anunciar aqui?

    • eu
    • 7 Junho 2019

     # 16

    Parece que desta vez actualizaram mesmo o sistema, pois nunca mais me incomodaram.
  11.  # 17

    Colocado por: master_chiefLOL

    Essa é nova
    Ilegal?

    Mas se está num contrato que assinas como é ilegal?

    Algo ai não bate certo


    Tu num contrato podes escrever o que bem entenderes isso não faz com que isso seja legal
    Concordam com este comentário: eu
    Estas pessoas agradeceram este comentário: rsvaluminio
  12.  # 18

    A NOS mudou-me para um tarifário mais caro sem eu pedir... mudei logo de operadora, para a NOWO fiquei com mais trafego de internet, pago menos quase 5 euros mensais do que pagava antes. e o serviço aparentemente é igual...
    • smart
    • 8 Junho 2019 editado

     # 19

    Colocado por: Reduto25

    A fidelização é ilegal é indiferente estar ou não nesse período o meu advogado trata desses casos diariamente e ganha os todos e o argumento é sempre o mesmo


    humm...
    com todo o respeito, deveremos afirmar fundamentando o pressuposto legal para arguir a nulidade do contrato.
    O codigo civil estabelece a liberdade contratual, logo que não colida com violação de outros direitos, liberdades ou garantias.
    Com todo o respeito e pode ser ignorância minha a fidelização não será ilegitima.
    Outra coisa é a subscrição de contrato com a omissão ao seu titular do período de fidelização a que está sujeito, podendo nesse caso ser suscitada a sua nulidade pelos motivos á vista...
    Daí que o que se afirma muitas vez dá azo a interpretações que não correspondem á verdade
    Parece-me ser uma boa pratica e transparente do mercado, o facto de um operador vender o seu produto a um preço mais baixo quando o comprador compromete-se aos termos do contrato por um determinado periodo de tempo, sendo o preço do mesmo serviço mais alto para aqueles que apenas os consomem por um período inferior...
    O problema é sempre o mesmo...estamos em Portugal e lembra-me a palavra cartel e sua definição, bem sabendo eu que é apenas imaginação de um lunático, neste caso eu, não vá ferir por aí a imagem de algum operador, se bem que não abordo nenhum em particular nem o sector de actividade e por isso falo em serviços se bem que o tema abordado são as telecomunicações...mas claro falo no geral.
    A titulo de exemplo, ouvi que um operador de electricidade pretende suijeitar os seus clientes empresariais a fidelização por 5 anos....e olhe que estes tem bons gabinetes juridicos e os valores das facturas mensais são milhares....se assim fosse, olhem que a empresa não procederia dessa forma...
    Mas mesmo que assim fosse, relembro que de um lado da balança estaria a denuncia do contrato e seus valores, que se ocorresse no primeiro mês e fosse 50 euros mês em 5 anos ascenderia a 1200 euros...
    Do outro lado, estão as despesas judiciais, taxas de justiça e com o advogado de defesa, que quase aposto iria superar estes valores sem garantias de ganhar a causa...é que depois vem o recurso e estes operadores têm gabinetes a trabalhar em acessoria....
    Já não falo nas dores de cabeça.
    Com isto não quero dizer que vale a pena calar e pagar
    Quero dizer que antes de se agir..é lêr o contrato e executar a sua denuncia nos temos legais e guardar a prova de forma adequada.
    Tudo o que fôr dubio...é um gato de tempo e dinheiro...
    Este artigo é da DECO, que é apenas uma defesa do consumidor sem intervenção administrativa, mas com larga experiência nestes casos. Foi difundido em MAI19, portanto fresquinho e utiliza a palavra "fidelização"...logo posso concluir que além de mim, esta associação crê na aplicação do seu conceito contratual no caso em questão...pelo que será prematuro dizer que as fidelizações não existem..ou não tem valor jurídico...Não tenho intenção de publicitar ou obter vantagem com o artigo mas tão só dar a conhecer a publicação para contribuir no esclarecimento...não vá o diabo tece-las agora com as pauladas da CNPD...

    https://www.deco.proteste.pt/casa-energia/tarifarios-tv-net-telefone/noticias/telecomunicacoes-periodo-de-fidelizacao-na-fatura-detalhada

    .
    Há olhe o artigo da electrica que indico mais uma vez sob as considerações e pressupostos de publicação o paragrafo anterior e olhem que o regulador apenas afirmou que é má pratica o que é distinto de ilegal, só o sendo, naturalmente, nos casos em que o faz unilateralmente ou o contrato expressamente prevê a inexistência de fidelização...

    https://www.publico.pt/2019/01/18/economia/noticia/erse-avisa-fidelizacoes-energia-podem-consideradas-abusivas-1858459

    https://www.tsf.pt/sociedade/interior/regulador-define-prazo-para-clientes-aceitarem-fidelizacao-na-eletricidade-e-gas-10456216.html
data-ad-format="auto" data_ad_region="test">