Iniciar sessão ou registar-se
    • AMG1
    • 13 março 2023
    Colocado por: NTORION
    Eu tb sou dessa opinião, mas infelizmente a realidade tem mostrado outra coisa.


    Discordo por completo.
    Temos escolhido livremente e, para o bem e para o mal, temos sido confrontados por completo as consequencias dessa escolha.
    As escolhas da maioria, nunca agradam a todos e nao garantem sequer que são as melhores, mas sao essas as regras do jogo. A vantagem é que o jogo nunca acaba e por isso a mudança pode estar sempre ao virar de uma eleição. Por mim espero que sempre
    • AMG1
    • 13 março 2023
    Colocado por: NTORION
    Eu tb sou dessa opinião, mas infelizmente a realidade tem mostrado outra coisa.


    Discordo por completo.
    Temos escolhido livremente e, para o bem e para o mal, temos sido confrontados por completo com as consequencias dessa escolha.
    As escolhas da maioria, nunca agradam a todos e nao garantem sequer que sejam as melhores, mas sao essas as regras do jogo. A vantagem é que o jogo nunca acaba e por isso a mudança pode estar sempre ao virar de cada eleição.
    Eu espero que se mantenha assim.
  1. Colocado por: HAL_9000se o próprio BCE já deu a saber que pelo menos parte da inflação actual está a ser sustentada não pela procura, mas pelo aumento das margens de lucro das empresas


    O BCE, aquela entidade credivel com um historico de afirmações acertadas como "a inflação é temporaria".

    O BCE, a dizer que a culpa da inflação não é do BCE ter impresso dinheiro a rodos na ultima decada...

    A entidade cujo papel é manter a inflação abaixo dos 2% e que foi incompetente nesse papel a dizer que a culpa é dos outros...

    Colocado por: HAL_9000(além do que seria suposto pelo aumento dos custos de produção), eu não posso defender que a única medida tomada para combater a inflação seja o aumento dos juros.


    Mas concordas que subir os juros é uma medida necessaria?

    Para ti qual seria o limite da subida dos juros?

    Colocado por: HAL_9000O aumento dos juros vai conter a procura, mas não vai limitar o aumento das margens. Logo apraz além do aumento dos juros teem de ser tomadas outras medidas, caso contrário a única coisa que está a fazer é a redistribuir o bolo existente de forma muito pouco socialmente aceitável.


    Ainda estou para ver evidencias de que essas margens subiram assim tanto.

    Colocado por: HAL_9000Pois bem, esse aumento das margens terá de ser contido de alguma forma, provavelmente através de medidas fiscais ( bem sei que isso não cabe ao BCE).


    Ah sim, limitar preços, medidas que atentam ao bom funcionamento dum mercado livre. Nunca correu mal... /s
  2. Colocado por: HAL_9000Taxar os lucros, até ao ponto em que não compensasse especular.


    Já agora, serias a favor da mesma medida aplicada às casas?

    Quando alguém vende uma casa mais cara do que aquilo que comprou, deveria ser taxada em 90% do que lucrou?

    Seria uma otima forma de conter a especulação do imobiliario.
  3. Colocado por: HAL_9000Taxar os lucros, até ao ponto em que não compensasse especular.


    E como é que se faz isso?

    É que produzir mais barato é o objetivo de qualquer empresa pois assim consegue aumentar a margem de lucro (partindo do principio que esse aumento não é taxado ao ponto de não compensar ter esse aumento, cof cof cof).

    Com tanta empresa a tentar fazê-lo, mas pelos vistos não conseguem, o HAL parece ter a solução. Qual é?
  4. E lá se foi o Signature Bank. Terceira peça do dominó a cair.

    Ora portanto:

    - Inflação alta e já com pouca margem de subida de juros;
    - Bancos comprometidos e não se sabe qual o próximo a cair;
    - Mercado de ações/obrigdações instável devido à situação dos bancos;
    - Imobiliário em máximos históricos, sem possibilidade de alavancagem devido aos juros e mesmo com capital próprio a arriscar correção;
    - Certificados de aforro já estão no máximo e bem abaixo do valor da inflação;

    Para onde se vão virar os aforradores/investidores?
    • argo
    • 13 março 2023
    Colocado por: PedroNunes24E lá se foi o Signature Bank. Terceira peça do dominó a cair.

    Para onde se vão virar os aforradores/investidores?


    Empresas que tenham e sejam máquinas de fazer dinheiro.
    Produtos e serviços que se traduzam directamente em dinheiro. Valor há muito e imaterial que vai descambar rápido.
  5. Colocado por: argoEmpresas que tenham e sejam máquinas de fazer dinheiro.


    Preferencialmente as com pouca divida e com bastantes ativos que possam valorizar com a inflação. Cá em PT gosto de uma particularmente.



    Colocado por: PedroNunes24Para onde se vão virar os aforradores/investidores?

    Ouro?
  6. Colocado por: NTORION

    Preferencialmente as com pouca divida e com bastantes ativos que possam valorizar com a inflação. Cá em PT gosto de uma particularmente.




    Ouro?


    Ouro e Bitcoin têm sido a minha aposta já desde 2020 a contar com este cenário. Efetivamente ambos dispararam desde o anuncio dos bancos.

    Já agora, Credit Suisse só hoje já conta com 13% de queda. BNP Paribas com queda de 6.5% só hoje também.

    A meu ver estamos numa crise de confiança. E desta vez os governos já não têm margem para safar os bancos, porque só o conseguem inflacionando ainda mais a própria moeda. Os unicos portos seguros começam a ser instrumentos impossíveis de manipular pelo governo, daí o ouro e Bitcoin estarem a disparar.

    No entanto o ouro continua com o problema de que tem de ser custodiado num banco...
  7. Colocado por: argoEmpresas que tenham e sejam máquinas de fazer dinheiro.


    Curiosamente boa parte dos clientes do SVB são máquinas de fazer dinheiro a partir do nada. Isto dos nómadas digitais e do teletrabalho está a destruir bastante o modo de operar das empresas IT e do mercado imobiliário para escritórios em Silicon Valley. Muitas empresas construiram sedes e fabricas espetaculares... e nisto veio o COVID, problemas nos transportes, etc. Ainda assim não falta dinheiro, precisamente pelo consumo global de tecnologia durante a pandemia. O dinheiro mudou foi de banco ao mesmo tempo, deixando o SVB descalço.

    Colocado por: PedroNunes24E desta vez os governos já não têm margem para safar os bancos,

    Nem sei até que ponto o Estado devia intervir... pois está a meter dinheiro de todos nos maus negócios de alguns.
    Ainda assim, o Biden garante sempre 250k$. O que em Silicon Valley só dá para pagar o salário anual de 2 ou 3 trabalhadores da base da pirâmide. Que farão empresas como a Roku que tinha lá meio bilião de dolares? Está tramado...
  8. Colocado por: N Miguel OliveiraNem sei até que ponto o Estado devia intervir... pois está a meter dinheiro de todos nos maus negócios de alguns.
    Ainda assim, o Biden garante sempre 250k$. O que em Silicon Valley só dá para pagar o salário anual de 2 ou 3 trabalhadores da base da pirâmide. Que farão empresas como a Roku que tinha lá meio bilião de dolares? Está tramado...


    Supostamente é preciso retirar liquidez do mercado... há alguma forma mais rápida do que a evaporação? Só neste foram 10.000.000.000,00$
  9. Colocado por: NTORION

    Supostamente é preciso retirar liquidez do mercado... há alguma forma mais rápida do que a evaporação? Só neste foram 10.000.000.000,00$


    Isso não é retirar liquidez. O problema é que a liquidez não existia. Aliás, para a resolver o problema vai ter de se recorrer a mais inflação.
  10. Colocado por: NTORIONSupostamente é preciso retirar liquidez do mercado... há alguma forma mais rápida do que a evaporação? Só neste foram 10.000.000.000,00$


    O problema é se há contágio, como parece estar a acontecer (signature bank, first republic, etc)... porque ainda assim, o SVB é um banco orientado para um nicho de mercado (IT), e menos para o cidadão comum, pelo que essas empresas tampouco costumam ter tudo num só banco. Apesar de parecer muito dinheiro, os maiores clientes sobreviverão. O problema são as startups e aqueles que estavam ainda a começar e nem os salários conseguirão pagar por falta de acesso às contas nesse banco. Isso sim é um problema.
  11. O problema é que neste momento nem é preciso fundamentos para haver contágio. A simples ideia de "corrida ao banco" é suficiente para criar problemas de liquidez, e ao contrário de 2008, vivemos numa era em que a velocidade da (des)informação é suficiente para ser um problema em si e originar pânico geral (semelhante ao que aconteceu com a pandemia). Este problema é sistémico a qualquer banco que trabalhe com reserva fracionária (praticamente todos)

    Não só isso, como a velocidade do dinheiro também aumentou. O SVB foi drenado em 48h. A bitcoin subiu 21% no mesmo intervalo de tempo. A velocidade com que se consegue transferir dinheiro, utilizando apenas um telemovel, é assustadora.
    Concordam com este comentário: NMGS
    •  
      NTORION
    • 13 março 2023 editado
    Colocado por: PedroNunes24Isso não é retirar liquidez. O problema é que a liquidez não existia. Aliás, para a resolver o problema vai ter de se recorrer a mais inflação.

    Não é retirar liquidez na forma tradicional... É eliminar massa monetária... confesso que a teoria já lá vai há muitos anos e n me lembro das formulas, mas duvido que n tenha efeito até pior.

    Colocado por: N Miguel OliveiraApesar de parecer muito dinheiro, os maiores clientes sobreviverão.

    Não é muito dinheiro, é uma gota de água numa piscina olimpica provavelmente. Mas tem efeitos colaterais.
  12. Colocado por: NTORION

    Supostamente é preciso retirar liquidez do mercado... há alguma forma mais rápida do que a evaporação? Só neste foram 10.000.000.000,00$


    Depende do que evaporou.

    O dinheiro é criado como divida, quando a divida é paga, o dinheiro o que foi criado do nada volta a desaparecer.

    Se a divida nunca for paga, esse dinheiro fica em circulação para sempre.
  13. Colocado por: NTORIONMas tem efeitos colaterais.


    Sim, e aí vem mais um por água abaixo:

    https://www.sfgate.com/tech/article/first-republic-bank-silicon-valley-17836823.php
  14. Colocado por: PedroNunes24A simples ideia de "corrida ao banco" é suficiente para criar problemas de liquidez, e ao contrário de 2008, vivemos numa era em que a velocidade da (des)informação é suficiente para ser um problema em si e originar pânico geral (semelhante ao que aconteceu com a pandemia). Este problema ésistémicoa qualquer banco que trabalhe com reserva fracionária (praticamente todos)

    Não só isso, como a velocidade do dinheiro também aumentou. O SVB foi drenado em 48h.


    Mesmo.
    Nos ultimos tempos tenho estado a viver no bairro onde o SiliconValleyBank tem a sede em Santa Clara. Passo por aquele edificio cinzento que aparece sempre na TV 3 ou 4x por semana, pois estamos com meia dúzia de projectos de desenvolvimento habitacional em massa na cidade de San Jose e cidades vizinhas... e foi mesmo estranho o que aconteceu na semana passada.

    Na 5a feira reuni com um promotor que esvaziou as contas no SVB mal soube da noticia... (o tal discurso na quarta feira à noite). E quando lhe perguntei: "oh, mas se todos fizerem isso, o banco vai mesmo ao charco, não?" E ele: "quero lá saber do banco, não é a primeira vez que o faço... é deixar tudo no minimo (abaixo dos 250k) e siga. É nestes momentos que não se pode hesitar. É o problema da Europa, espera sempre que as coisas se resolvam sem fazer nada..."... e dizia isto na maior das calmas, a mexer o cafezinho, antes de ir de fim de semana prolongado...

    Enfim, não sei se concordo muito... o certo é que o governo tomou conta do banco poucas horas depois... se esse promotor tivesse ficado na sombra da bananeira tava bem tramado.

    É incrivel a velocidade a que as coisas se processam hoje em dia... o acesso à informação e a rapidez das transações de milhões são brutais. Secaram um banco num punhado de horas... Fogo :/
  15. Colocado por: N Miguel OliveiraEnfim, não sei se concordo muito... o certo é que o governo tomou conta do banco poucas horas depois... se esse promotor tivesse ficado na sombra da bananeira tava bem tramado.

    Concordo com esse promotor, muito.

    Se ele tivesse ficado na sombra da bananeira, ia ficar a dever a meia dúzia de fornecedores, secalhar alguns com tal relevância que iriam ficar a dever a mais 2 ou 3 cada um, inclusive a trabalhadores... Já viu a bola de neve que ele iria criar? Assim não só se salvaguardou que ainda protegeu os seus clientes.
  16. Bancos mais uma vez a serem resgatados. A impressão de dinheiro continua.

    O mais preocupante para o cenário português é o efeito da perda de confiança entre bancos que agora vão estar mais reticentes a emprestar dinheiro entre si. Pode significar mais aumentos para a euribor, mesmo que os bancos centrais abrandem a subida de juros.
 
0.9849 seg. NEW