Iniciar sessão ou registar-se
    • emad
    • 12 Setembro 2017 editado

     # 141

    Colocado por: nunogouveia

    Já ganhei o dia. Obrigado EMAD :-)

    Apenas acho que o mercado está a caminhar para construções mais minimalistas e de simples construção, e sem desperdícios, que vão de encontro aos limites orcamentais dos clientes.
    Vou dar um exemplo de desperdício de dinheiro no meu caso. Tenho 3 clarabóias. Uma no WC suite, outra no Hall dos quartos e outra no closet.
    No Hall dos quartos tenho uma janela vertical enorme. Só essa janela serve para dar luz natural. Mais as janelas a nascente que iluminam as escadas.
    As outras duas clarabóias do closet e wc suite também eram dispensáveis. Tenho janela no WC e entra boa luz.
    Só aqui foram 1200€+iva.
    Quando temos janelas grandes ou muitas janelas, vai originar custos em estores, lâminas, cortinas e blackouts.
    As varandas são outro desperdício pela ausência de utilização ou para o pouco uso que lhes damos.
    Casas grandes permitem áreas confortáveis, e isto gera mais custos. Para nao falar nos custos de aquecimento. Quando construimos com limitações de áreas e de €€€€, os arquitectos são obrigados a optimizar todas as áreas.
    Apenas alerto que onde o desperdício é maior não é só nos acabamentos, é no papel/ na origem. E é no papel que o DO tem mais dificuldades em perceber esse desperdício. No meu caso sempre achei a minha casa ideal em termos de áreas. Agora que vivo lá dou por mim com wcs generosos, quartos com bastante espaço, sala, Hall e cozinha com muito espaço. Não consigo dizer que no seu todo existe desperdício no conceito em si, mas dava muito bem para viver com menos espaço.
    Acho que uma casa com 150m2 permite ter-se um T3 com tudo.
    Com isto pretendo dizer que salvo algumas excepções que por aqui andam, estes exemplos de casas são as mais procuradas no presente e no futuro.
    Construir pouco, com qualidade, com arquitectura e de forma sustentada nas necessidades do cliente.
    Concordam com este comentário: enf.magalhaes, rmarinho, nunogouveia, EFHV, Marcopom, Jota5
    Estas pessoas agradeceram este comentário: Jota5, EFHV
  1. Ícone informação Anunciar aqui?

  2.  # 142

    Abrir um tópico com exemplos de casas/projetos pequenos e interessantes, possiveis de construir por preços acessíveis talvez fosse boa ideia...
    Concordam com este comentário: emad, Marcopom
    • emad
    • 12 Setembro 2017

     # 143

    Colocado por: nunogouveiaA casa terá uma salamandra ou recuperador...ainda não decidi.
    Concordam com este comentário:emad
      bloco1.jpg

    Um recuperador com caldeira e com radiadores resolvia de forma acessível o aquecimento se for o caso.

  3.  # 144

    Colocado por: DR1982Acho que uma casa com 150m2 permite ter-se um T3 com tudo.



    e para mim esses 150m2, já tinham de incluir uma garagem para dois carros.
  4.  # 145

    Se disser que quer as paredes em Bloco à vista por opção é uma coisa, agora se for para poupar nos revestimentos nao me parece que seja aí que vai poupar grande coisa...


    Claro que vou poupar. O grande "segredo" numa obra barata é poupar em cada pequena coisa. Reudção dos movimentos de terra, cerâmicos comprados de fins de lote e de 2ª escolha, sistema construtivo corrente, estutura simples e simétrica, contenção de áreas, alpendre e não garagem para o automóvel, móveis de cozinha com mais portas e menos gavetas, e sem ferragens complexas, louça sanitária de pousar, e sim, eliminar alguns rebocos e pinturas. Se eu rebocar e pintar são mais uns milhares e lá se vão os 100mil à vida. Fazer com mais é fácil e qualquer um consegue...difícil é fazer com menos.
    Concordam com este comentário: Pedro Azevedo78, emad, Joao Carlos, 21papaleguas
  5.  # 146

    Colocado por: EFHV

    Tenho acompanhado este fórum para ir amadurecendo ideias e percebendo experiências. Raramente comento, mas este ponto toca-me pessoalmente: o tamanho das casas, a real necessidade em termos de áreas e divisões e... a mudança de paradigma que está mais perto do que se julga. Sempre foi nossa vontade (minha e do marido) viver numa casa pequena mas com espaço exterior privativo. Vivemos durante 17 anos num T2 com 100m2 de área coberta e com um terraço de 30m2, sempre dissemos q bastava pegar naquele T2, acrescentar um pouco de área e colocá-lo num terreno onde não tivéssemos nada à volta, não precisaria ser muito grande. Pois que vendemos o Apartamento e andamos há meses à procura de uma casa para restaurar, com uma área coberta máx de 140m2 ou até menos e área exterior ajardinada com acesso directo pelas zonas sociais (sala e cozinha). A conclusão a que chegamos é que não há, pelo menos na Maia e em Matosinhos, o que está à venda são moradias enormes, disformes, feias, com pisos e mais pisos a preços proibitivos para qualquer restauro ou obras de modernização. E porquê? Porque o paradigma está a mudar, já ninguém as quer, porque são grandes demais. Digo-o com segurança porque tenho conhecimento de vários casos de pessoas que em tempos construíram casas com mais de 200m2, ou ainda maiores com 2 e mais pisos e agora arrependem-se profundamente. Já aqui se discutiu num tópico pois eu já o li. Essa de ser vendável, é conversa para boi dormir. Porque eu tenho a certeza que o será mais vendável que uma com 300 m2 no futuro próximo. A questão que se põe é outra, pois, infelizmente, o mercado ainda não acordou para esta realidade, e essa questão é a de a vender sem perda financeira porque o preço do terreno que a permita fazer térrea+projetos+licenças+imposto+construção, etc torna a coisa inviável nesse sentido. Nós sabemos disso, estamos no meio do dilema, fartinhos de fazer contas. Por um lado sabemos o que queremos, encontramos o terreno com a casa velha que só se aproveitam 4 paredes de pedra, mas os custos são de tal forma que, sendo ponderados como somos, sabemos que é um risco enorme em termos financeiros, não porque não tenhamos a possibilidade de o correr, mas porque a ponderação nos faz perguntar: e se precisar de vender, recupero o investimento, a resposta continua a ser difícil de dar porque esta mudança de paradigma só agora começa a zunir e até se poder embarcar em algo do género a custos mais lógicos, de forma a poder recuperar o investimento... já nem falo em lucro...
    Já aqui aparecem muitos casos de pessoas que só querem construir algo que vá de encontro à real necessidade. Casas com 300 m2 para quê? A não ser que se tenha muitos filhos ainda de tenra idade. O resto é pura ilusão.

    Gostaria de aproveitar e deixar aqui uma nota ao Emad, pois concordo em muito do que diz, apesar de também achar, do pouco que deixou transparecer nos posts que foi fazendo, que parte do que correu mal na sua casa se deveu em parte à falta de alguma preparação... Nós nunca embarcaríamos numa remodelação, (não queremos construir de raiz, ainda que quase) sem ter tudo preto no branco, isto é, tudo bem definido, mapas de quantidades, etc etc, e mesmo assim sabemos que escapa sempre qq coisita e pimba derrapa.

    Espero ter contribuído para desfazer um bocadinho a corrente reinante que só vale a pena construir moradia se tiver mais q X m2 ou ser T3 ou acima etc etc. Estamos na casa dos 40, sem filhos, e conheço muitos casais assim que pensam como eu e também conheço casais com 60 anos que estão na fase "emptynesters", pois os filhos já se mandaram à vida e agora vivem em casas enormes com escadarias e se querem ver livres delas e nos dizem que têm pena de não terem pensado como nós pensamos actualmente. Porque.... bastava, teria chegado na mesma e teriam tido a mesma qualidade de vida ou até mais. Ou seja, o mercado tem potencial, agora todos os da área dizem que não é possível ter lucro...acredito, o chão, a terra, ainda está muito cara, as condicionantes camarárias, cada vez são mais, mas, como em tudo, a lei da oferta e da procura é que vai mandar. Posso estar errada...

    Ah, ainda não avançamos com nada, continuamos à procura...pois a que queríamos mesmo ainda nos assusta...
    Desculpem o post longo.
    Obrigada a todos os que contribuem neste fórum!
    Concordam com este comentário:Marcopom,emad,mhpinto


    Boa noite EFHV.

    Tem que me desculpar, mas acho que se engao quando me esta a citar no seu comentario.

    Nao fui eu quem falou em a falta de procura de determinadas vivendas.
    Pelo contrario, foi a raiz de eu expresar a minha intencao de contrucao da minha moradia,ideiais similares aos seus, que se questionou a funcionalidade da mesma, e a dificuldade de a conseguir vender se a tiver que precisar de a vender num futuro.

    Concordo plenamente com aquilo que voce diz.
    Nao tem mas que ler este, o meu topico, desde o inicio
    Estas pessoas agradeceram este comentário: anselmo
    • EFHV
    • 14 Setembro 2017

     # 147

    Colocado por: Jota5
    Boa noite EFHV.

    Tem que me desculpar, mas acho que se engao quando me esta a citar no seu comentario.

    Nao fui eu quem falou em a falta de procura de determinadas vivendas.
    Pelo contrario, foi a raiz de eu expresar a minha intencao de contrucao da minha moradia,ideiais similares aos seus, que se questionou a funcionalidade da mesma, e a dificuldade de a conseguir vender se a tiver que precisar de a vender num futuro.

    Concordo plenamente com aquilo que voce diz.
    Nao tem mas que ler este, o meu topico, desde o inicio

    ------
    Bom dia,

    Jota 5, foi um erro meu na seleção da citação pois quem escreveu foi o user 21papaleguas, e não Jota5. Peço desculpa pelo lapso. E sim, li o seu tópico todo e por compreender a questão de se fazer algo à medida das necessidades e não demasiado grande é que resolvi partilhar a minha opinião. Tudo certo, estamos na mesma onda ;).

    A citação correcta seria esta:

    " 21papaleguas há 5 dias

    Eu coloco sempre a questão de um dia ter/precisar de vender.
    Este tipo de casa, tenho ideia que não tem muita procura, como tal, se necessitar de vender, pode ter alguma dificuldade.
    A mesma coisa se passa com casas demasiado personalizadas. Ah e tal, fiz assim porque é como eu gosto e é para eu morar.
    Vêem-se por aí algumas que nem de borla alguém lhes pega. Tenho um primo com uma nessas condições.
    Portanto faria sempre mais um quarto pelo menos. Neste caso e como as áreas são pequenas, também optaria por open space. "
    Estas pessoas agradeceram este comentário: Jota5
  6.  # 148

    Colocado por: EFHV
    ------
    Bom dia,

    Jota 5, foi um erro meu na seleção da citação pois quem escreveu foi o user 21papaleguas, e não Jota5. Peço desculpa pelo lapso. E sim, li o seu tópico todo e por compreender a questão de se fazer algo à medida das necessidades e não demasiado grande é que resolvi partilhar a minha opinião. Tudo certo, estamos na mesma onda ;).

    A citação correcta seria esta:

    " 21papaleguas há 5 dias

    Eu coloco sempre a questão de um dia ter/precisar de vender.
    Este tipo de casa, tenho ideia que não tem muita procura, como tal, se necessitar de vender, pode ter alguma dificuldade.
    A mesma coisa se passa com casas demasiado personalizadas. Ah e tal, fiz assim porque é como eu gosto e é para eu morar.
    Vêem-se por aí algumas que nem de borla alguém lhes pega. Tenho um primo com uma nessas condições.
    Portanto faria sempre mais um quarto pelo menos. Neste caso e como as áreas são pequenas, também optaria por open space. "


    Boa tarde EFHV

    Não há nada que desculpar meu deus, só faltava isso.
    Eu sei que, após ler o seu post, que efectivamente, tamos na mesma onda.

    Porcuramos amb@s uma vivenda/moradia pra viver, algo que nos seja funcional e bonita a nos ( os inquilinos ) sem importar que seja feia, disfuncional a os olhos dos vizinhos, amigos ou desconhecidos.....

    A minha moradia pode vir a ser a mais feia e disfuncional do forum, mas pra mim e pra minha familia vai ser ser o nosso lar, uma moradia são 4 paredes, enquanto um lar é algo mais....

    Origado pelo feedback, e ánimo e paciencia na sua procura e eleição.Tudo de bom
  7.  # 149

    Colocado por: DR1982Abrir um tópico com exemplos de casas/projetos pequenos einteressantes, possiveis de construir por preços acessíveis talvez fosse boa ideia...
    Concordam com este comentário:Marcopom,emad


    Isso é tao relativo.
    Interessante desde o ponto de vista arquitectonico, funcional, ambos ou qual?
    Voltamos ao mesmo.Pra o proprietario pode ser o ideal, mas a os olhos do resto pode ser um completo disparate.
    O meu "disenho" pode não gostar a ninguém, mas para mim, é francamente interessante, encaixa que nem uma luva.
    E é digno de um post de ejemplos.....nem por isso
  8.  # 150

    Colocado por: DR1982Se fosse um T2 com 80m2 por exemplo reria procura sempre, porque era uma casa paquena, para um casal sem filhos ou algo do género talvez tivesse procura, no entanto neste caso é uma casa com área quase para ser T3 com apenas 2 quartos, o que faz com que custe o mesmo a construir como uma T3 e custará quase o mesmo no dia de vender também...
    Logo terá menos procura que uma T3, mas o que importa é que a jota5 goste, de resto é apenas a nossa opinião que vale o que vale!


    Eu comprendo perfeitamente as suas palavras DR1982, e ate concordo em certo modo....
    Certo é que não a vou construir com ideia da vir a vender num futuro ( nunca sabemos as voltas que da a vida..) mas espero isso nunca vir a acontecer..

    Apontar tbm que TODOS os comentarios valem e contam , ate os mais maldosos e carregados de soberbia.E ele ( o tal user ) sabe perfeitamente a quem me estou a referir.

    Se não tivese interés em ouvir, ou melhor dito ler outros pontos de vista, nem tivese aberto o topico.Mesmo que seja um topico simples e banal, mas é o meu caso, nem mais nem menos.

    Ja agora fique a saber, que sem ir muito longue, o meu pai, é o primeiro que não esta do meu lado, não concorda ao 100% com o meu "disenho" da casa.
    É o primeiro em ter a mesma ideia que todos voces, e meter outro quarto mais, ficando assim um t3 como maior parte de voces me aconselham.
    Logo acho engraçado quando curiosamente ele tem 5 quartos e 3 de eles estão pra as aranhas e so dar trabalho pra as limpar, alem das eventuais e hipoteticas visitas.... ;-)
  9.  # 151

    Convém salientar que o meu alerta, serve só para caso não tenha pensado nesse pormenor. Não estou a tentar impor nada, nem sequer adivinhar o futuro.
    O meu alerta, serve apenas para salientar que se no futuro tiver NECESSIDADE de vender NA MINHA OPINIÂO, vai ter mais dificuldade.
    Já por aqui disse noutros tópicos, que a minha casa tem 3 quartos, precisamente por causa disso. Só tenho uma filhota, não faço intenções de aumentar o rebanho, portanto esse 3º quarto, até hoje nunca foi utilizado para alguém dormir, já lá vão 8 anos.
    Estas pessoas agradeceram este comentário: Jota5
  10.  # 152

    Jota5, se calhar a opiniao geral é T3 porque 3 quartos penso que seja uma medida acertada, o casal e um filho dois quartos, um 3 para uma eventualidade de ter de acolher um familiar, visitas, um amigo etc etc, mesmo que esse quarto seja utilizado exporadicamente nao me parece que seja dinheiro mal gasto.
    Concordam com este comentário: Nunes&Silva, 21papaleguas
  11.  # 153

    Colocado por: DR1982um 3 para uma eventualidade

    Quantos é que não têm um segundo filho, por um descuido?
    Quantos é que não necessitam de recolher os pais numa altura mais para a frente das suas vidas?
    Existem tantas situações.
    Concordam com este comentário: zinna, DR1982
    Estas pessoas agradeceram este comentário: Jota5
  12.  # 154

    Colocado por: mhpinto

    Fez a soma à área útil, sem contar a garagem? É que dá muito perto desses 80 m2 de que fala...

    Para mim, para torna a casa mais "vendável",não que isso seja importante para a Jota5como já se viu, eu seguiria uma de duas opções:
    - jogava com a sala de estar de forma a poder ser convertível num quarto, tornando-a mais interligada com a zona dos quartos e fazendo com que deixasse de ser zona de passagem. Mas para isso era preciso tornar a cozinha ainda maior, para nessa eventualidade poder então passar a ser open space. Isso já seria fazer uma planta nova de raíz.
    - Como a própria Jota5 dá disse que lhe dava jeito mais arrumação, pois então seria também uma boa hipótese acrescentar uma arrecadação que pudesse ser convertível em quarto. São é sempre mais 10 ou 11 m2.

    Uma pergunta que não posso deixar de fazer: porque é que vai fazer garagem, se já admitiu que um dos carros pode dormir na rua? Porque há de um poder e o outro não? para quem está num regime de contenção essa área de garagem, nesses termos, parece-me algo desperdiçada, podia fazer coisas bem mais interessantes, como a arrecadação de que falo atrás.

    Isto em termos de fundo.
    Indo diretamente à análise da planta, a única coisa que, sem conhecer o terreno e outras condicionantes, eu preferiria seria trocar a posição da sala de estar com a cozinha. Do que já disse, será a cozinha a ser usada quando receber alguém, mas é a sala de estar que está mais perto do WC social. Pelo aqui já dito em termos de arrumação, seria também interessante ter a garagem mais perto da cozinha.
    Quanto à questão de ter a sala de estar separada da cozinha/zona de refeições, pois, para mim, faz bem mais sentido isso do que ter a cozinha separada da sala "geral", leia-se zona de refeições+zona de estar. A não optar pelo open space, seria essa a solução que eu privilegiaria.
    Estas pessoas agradeceram este comentário:Jota5


    Boa tarde mhpinto.
    Em resposta a os pontos resaltados no seu comentario, e por ordem.

    Falando da garagem, como bem aponta falei que um dos carros, por aquilo de ser um carro ja antigo ( uma pick-up) e pra andar na luta e no mato( ja que moro numa zona agricola) não seria maior problema o ter que o deixar fora da garagem, ficando ainda dentro da minha parcela fechada. Ja logo o segundo carro, é algo indispensavel que fique dentro da garagem, por aquilo de ser um carro relativamente novo e de maio valor economico e "sentimental",alem disso,no futuro sempre pode vir a haber um aumento do parque automovilistico, ja bem seja em termos de um 3 carro e/ou motos....

    Por isso ja foi feita um pequeno aumento de area util na garagem, tirei uma pequena area de arrumaçao na lateral y levou um pequeno aumento, ficando agora a garagem com 25,62 m², de forma que agora ja posso guardar dentro as 2 viaturas atuais.Tenha presente que aqui no norte, em Trás-os-Montes, a climatologia é um pouco de extremos,muito calor, muito sol, o muito frio, pelo que as viaturas vão agradecer em temos de conservação.

    Referente a planta , o motivo é que como digo a moradia fica inserida em uma zona rural,agricola (zona do alto douro vinhateiro) e sempre pode ir ou pasar alguem por casa que precise, eventualmente ir a casa de banho ( por isso foi feito o asseo na zona da garagem) Se logo como bem aponta tiver que receber as tais visitas, sempre podem entrar pela zona da cozinha, ali vou ter uma porta que vai dar ao alpendre, por isso a vivenda vai ficar com 2 entradas por assim dizer, mesmo que a segunda ( a da cozinha seja mesmo informal, e ate certo ponto bizarra)

    O motivo por o qual vou fazer a sala ao pe da garagem e não ao contrario, é simplesmente porque na zona da cozinha a vivenda vai ficar com uma zona de relvado nessa lateral,entre a propria vivenda e um riveiro que descurre anexo a propriedade, onde mais adiante vou fazer um pequena zona de refeiçoes e lazer ( churrasqueira, moveis de jardim, piscina? Fica inserido tudo num espaço mais intimo, e fica especialmente bem por isso a cozinha em aquel lado e não no outro(ao pe da garagem), porque com o alpendre que vai ficar e com a porta da cozinha( 210mx160m acho que vai ser), da mesmo jeito pra entrar e sair todo o tempo.Queremos fazer muita vida de rua/jardim enquanto a climatologia o permitir :-)

    A pequena arrumaçao que falei, ja resolvi tambem o assunto, sacrifiquei tamanho num quarto que ficou agora em 13 m² y pasei a ter uma pequena dispensa de 2m² na cozinha, que me vai dar realmente muito jeito em termos de poder sempre ter a mão comestiveis ao pe da cozinha.
    Mais adiante se precisar de mais espaço de arrumaçoes, ( nunca temos que chegue xd ,logo é so tralha que la fica a apanhar po) tenho 1.100m², sempre posso fazer uma pequena arrecadaçao a volta da vivenda, onde melhor o conseguir encaixar em termos de funcionalidade e sem romper muito a "armonia".Mas espero não ter que acrescentar nada, não gosto de esas construçoes, que constan de uma casa e depois 300 barracos a volta de ela.( podem dar muito jeito, mas fica com ar de Diogenes xd )

    É mesmo bizarra minha barraca , mas se ficar tudo como tenho pensado, vai ser mesmo funcional, vamos pasar belos momentos la.

    Não sei que se consegui explicar bem o que tenho em mente, e é por isso o principal motivo da tal distrubuiçao bizarra que presenta o meu disenho.

    Cumprimentos
  13.  # 155

    Colocado por: DR1982Jota5, se calhar a opiniao geral é T3 porque 3 quartos penso que seja uma medida acertada, o casal e um filho dois quartos, um 3 para uma eventualidade de ter de acolher um familiar, visitas, um amigo etc etc, mesmo que esse quarto seja utilizado exporadicamente nao me parece que seja dinheiro mal gasto.
    Concordam com este comentário:Nunes&Silva


    Concordo, mas como ja referi anteriormente, o meu pai e o meu irmao moram ao pe de mi, umas centenas de metros, os meu pais tem ainda 3 quartos vazios, e o meu irmao,ainda tem outro.

    Por sorte somos uma familia unida, e onde dormen 6, dormem 12 pontualmente, nem que seja.

    Não estou a construir a casa a contar com poder disponer da casa dos mus pais/irmao ante futuras vistas, da mesma maneira que naõ me vou deixar condicionar pelas tais posiveis visitas , ante uma hipotetica visita, na hora de construir a minha.

    Se recebir visitas, as visitas dormem na minha casa e eu vou dormir a casa os meus pais.Se o tempo for bom, ate de baloiço se dorme no verão :-). Não há drama
      SWING-COASTAL.jpg
  14. Ícone informação Anunciar aqui?

  15.  # 156

    Boa tarde.
    Alguém me consegue dizer onde posso encontrar ca em Portugal, pedra artificial para revestimento, mais concretamente do tipo, artificial envelhecido medieval?

    Estou a procura e não encontrei nada.
    Ja encontrei em Espanha, mas nao quero ir buscar, fica muito longe esa parte de Espanha, e se mandar vir, os custos de envio imagino sejam um bocado puxados

    A pedra é esta pra ser mais exacto.Se alguém me dizer onde posso arranajar, agradeço.

    Obrigado
      aplacado_mares_persiana_soller_verniprens1.jpg
      obra8.jpg
      993895_179208688916926_1891034155_n.jpg
  16.  # 157

    Colocado por: nunogouveia

    Claro que vou poupar. O grande "segredo" numa obra barata é poupar em cada pequena coisa. Reudção dos movimentos de terra, cerâmicos comprados de fins de lote e de 2ª escolha, sistema construtivo corrente, estutura simples e simétrica, contenção de áreas, alpendre e não garagem para o automóvel, móveis de cozinha com mais portas e menos gavetas, e sem ferragens complexas, louça sanitária de pousar, e sim, eliminar alguns rebocos e pinturas. Se eu rebocar e pintar são mais uns milhares e lá se vão os 100mil à vida. Fazer com mais é fácil e qualquer um consegue...difícil é fazer com menos.
    Concordam com este comentário:Pedro Azevedo78,emad,Joao Carlos


    So agora vi o seu comentario nunogouveia

    Eu não podia ter dito melhor.
    Vou ser eu quem vai comprar e escolher os sanitarios, torneiras, mosaico, ceramicos, janelas, portas.....vou ser eu a pintar......

    É assim, uma casa náo é algo que se faz todos os dias, um tem que se tomar o trabalho de dar algumas voltas e expremer os 4 neuronios saudaveis que ainda restan...
    Como voce bem esta a referir, muitos poucos poupados aqui e ali, fazem um muito.

    Cumprimentos
  17.  # 158

    Colocado por: Jota5

    So agora vi o seu comentario nunogouveia

    Eu não podia ter dito melhor.
    Vou ser eu quem vai comprar e escolher os sanitarios, torneiras, mosaico, ceramicos, janelas, portas.....vou ser eu a pintar......

    É assim, uma casa náo é algo que se faz todos os dias, um tem que se tomar o trabalho de dar algumas voltas e expremer os 4 neuronios saudaveis que ainda restan...
    Como voce bem esta a referir, muitos poucos poupados aqui e ali, fazem um muito.

    Cumprimentos
    O problema é que poupa-se e poupa-se e depois quer uma pedra XPTO, falta o tal "equilíbrio" como alguém costuma dizer...
  18.  # 159

    Há que ver o contexto global da obra e fazer bem as contas. Não será impossível incorporar um pormenor de carpintaria, ou sanitas suspensas, ou outro pequeno luxo, desde que se fique por aí, senão perde-se o controlo
    Concordam com este comentário: Pedro Barradas
  19.  # 160

    Colocado por: DR1982O problema é que poupa-se e poupa-se e depois quer uma pedra XPTO, falta o tal "equilíbrio" como alguém costuma dizer...


    O tal equilibrio que esta a referir é ser eu a escolher e comprar as coisas e não delegar em terceiros , por perguiça e falta de personalidade, as escolhas no empreiteiro/construtor , e que ele fique com aquilo que eu posso poupar, simplesmente por ser o intermediario, sem mover uma palha.

    Acho que voce esta, especialmente a perceber o quero dizer, certo?

    É incompativel fazer boas escolhas e olhar pelo dinheiro onde for possivel, com querer fazer as escolhas mais acertadas em termos qualidade-preço?

    Se eu querer poupar em quartos,ou materias ao fazer uma vivenda, sou obrigada logo a deixar de vestir gangas da Levi's ou o meu marido deixar de gastar sapatos Martinelli ? Ou temos que ir ao grupo Inditex?
    Acho que há qualquer coisa que me estou a perder...

    Bela hipocrisia, aca mais de um gosta de barrer pra sua casa...certo???Enquanto outros, na sombra, são simplesmente cobras entre os pes....

    Bom fim de semana
data-ad-format="auto" data_ad_region="test">