Iniciar sessão ou registar-se
  1.  # 41

    AN,

    Se se sente mais seguro e confortável, acho muito bem que tenha alarme. Não tenho nada contra.
    O alarme afasta o ladrão banal como afastam trancas de qualidade em janelas e portas.
    Os que resolverem avançar, os ladrões de casas portanto?
    Não se vão ver atrapalhados pois nenhum vai assaltar o que seja com as sirenes a tocar. Nenhum ladrão "especializado" vai assaltar o que seja sem neutralizar o alarme. Portanto , até pode ter 50 sirenes.
    Primeiro vão estudar o alarme, que tipo de alarme, que infraestrutura têm, como têm, quando está em casa, quando não está, o tempo de resposta e a forma dele atuar. Sem isso , nenhum vai fazer assalto nenhum.
    Em terceiro , se têm família e se gosta deles e de si, se alguém entrar em sua casa, é conveniente que esqueça essa ideia de se levantar e preparar.
    Não vejo como por em risco você ou a sua família vai ajudar no que for. Se for um ladrão a sério, nunca vai assaltar consigo lá, se for um ladrão de ocasião, ou não passa pelas portas e janelas, ou se passar, significa que está desesperado e descuidado o que significa que se torna um perigo iminente e imprevisível.
    Não me parece que enfrentá-lo seja sequer prudente. Principalmente porque será capaz de tudo . Quem não tem nada a perder é sempre mais perigoso do que alguém que têm algo a perder.
    Em quarto lugar, se confia em dispositivos a distância, controlados remotamente e em soluções de domótica, aconselho a perder algum tempo no Google e ser curioso.
    Se calhar vai ter uma surpresa.
    Agora o que importa é que se sente mais seguro, deve ter.
    Isso é que é importante.
    Concordam com este comentário: Jota5
  2.  # 42

    Colocado por: NelhasO alarme afasta o ladrão banal como afastam trancas de qualidade em janelas e portas.

    Mas para saberem, já tentaram arrombar a porta e causaram estragos na mesma. Mas claro que tenho boas portas e janelas, lógico.


    Colocado por: NelhasNão se vão ver atrapalhados pois nenhum vai assaltar o que seja com as sirenes a tocar. Nenhum ladrão "especializado" vai assaltar o que seja sem neutralizar o alarme. Portanto , até pode ter 50 sirenes.

    Permita-me discordar. Lhe garanto que a menos que haja fuga de informação por parte de quem o instalou, até chegarem à caixa central do alarme ainda vão demorar (e tenho dúvidas que encontrem).


    Colocado por: NelhasPrimeiro vão estudar o alarme, que tipo de alarme, que infraestrutura têm, como têm, quando está em casa, quando não está, o tempo de resposta e a forma dele atuar. Sem isso , nenhum vai fazer assalto nenhum.

    Aqui concordo no seguinte: quem quiser assaltar, assalta. Mas não é esse o tipo de ladrão que vem a uma casa. Esses tais que descreve assaltam bancos, ourivesarias, carrinhas de valores, etc.


    Colocado por: NelhasEm terceiro , se têm família e se gosta deles e de si, se alguém entrar em sua casa, é conveniente que esqueça essa ideia de se levantar e preparar.

    É bom levantar-me e preparar-me: num dos quartos existe uma porta de segurança. Se ficar lá fechado até chegar ajuda será melhor, penso eu.


    Colocado por: NelhasSe for um ladrão a sério, nunca vai assaltar consigo lá, se for um ladrão de ocasião, ou não passa pelas portas e janelas, ou se passar, significa que está desesperado e descuidado o que significa que se torna um perigo iminente e imprevisível.

    De acordo consigo. Mas o ladrão desesperado não vem à casa que tem alarme, entra na mais fácil.


    Colocado por: NelhasEm quarto lugar, se confia em dispositivos a distância, controlados remotamente e em soluções de domótica, aconselho a perder algum tempo no Google e ser curioso.

    Eu sei, tudo é falível. Mas vivemos numa era informatizada, que tudo tem riscos. Não podemos ser extremistas a pensar no pior. Melhor alguma coisa, que nada.


    Colocado por: NelhasAgora o que importa é que se sente mais seguro, deve ter.

    Isso mesmo. Até posso vir a dar-me mal, mas pelo menos ficarei de consciência tranquila ao saber que fiz tudo que podia.


    Colocado por: NelhasSe se sente mais seguro e confortável, acho muito bem que tenha alarme. Não tenho nada contra.

    Também respeito quem não tem: até me dá jeito que ao lado os vizinhos não ponham alarme, serão os primeiros a ser assaltados (ou não, mas é o tal ponto de vista que é discutível e cada um com a sua ideia).
    Concordam com este comentário: Nelhas
    • shc
    • 16 julho 2019

     # 43

    eu tenho da Ennio e são 5 estrelas caso seja necessário alguma coisa e além disso o material tbm é bom.
  3.  # 44

    A título de curiosidade, há muitos anos atrás num determinado prédio onde vivi, coloquei na minha porta um pequeno autocolante da securitas direct que um amigo me deu. Uns meses depois, nesse piso, dos vários apartamentos existentes o único que não assaltaram por arrombamento da porta foi precisamente o meu, onde as portas eram todas iguais e a única diferença era esse mesmo autocolante.
  4.  # 45

    Treker666, como questumo dizer placas são meio alarme.

    Isso do ter alarme “chama atenção pois estamos a guardar algo com valor é totalmente errado” instalo muitos alarmes em que o cliente tem as paredes e pouco mais... instalam-se alarmes por muitas razões.

    Um alarme verdadeiramente bem instalado o ladrao não tem maneira de saber que tipo de alarme está a lidar e antes de ele entrar em casa já o alarme começou a fazer o seu trabalho, infelizmente nem sempre é possível fazer o melhor a nível de instalação pois quem dita isso é o bolso do cliente.
    Concordam com este comentário: ANdiesel
  5.  # 46

    Colocado por: helderdlsUm alarme verdadeiramente bem instalado o ladrao não tem maneira de saber que tipo de alarme está a lidar e antes de ele entrar em casa já o alarme começou a fazer o seu trabalho, infelizmente nem sempre é possível fazer o melhor a nível de instalação pois quem dita isso é o bolso do cliente.

    O alarme que foi instalado na minha moradia é exemplo disso: assim que alguém violar o perímetro, a central receptora é de imediato notificada. O alarme tem bateria de funcionamento autónomo e UPS dedicado. A comunicação é feita por IP e GSM. A central está em local oculto, impossível de um estranho encontrar (local construído para o efeito). Só existe cabo.
    Claro que posso ser assaltado, entrarem e quando alguém chegar já não apanhar ninguém. Mas sei que não andarão à vontade (logo menos tempo para roubar), não serei surpreendido e tudo ficará registado.
  6.  # 47

    Um gerador de neblina e fica top ANdiesel
  7.  # 48

    Colocado por: helderdlsUm gerador de neblina e fica top ANdiesel

    Ficava completo. Mas não chegarei a tanto.
    Concordam com este comentário: barbeiro
  8.  # 49

    Cortam o cabo de internet, metem um inibidor de redes moveis e um pano molhado a volta da sirene e passam la a tarde dentro a beber café...

    Tá sujeito igual aos outros... n ha volta a dar!
    Concordam com este comentário: Nelhas
  9.  # 50

    Colocado por: GT_racingCortam o cabo de internet, metem um inibidor de redes moveis e um pano molhado a volta da sirene e passam la a tarde dentro a beber café...

    Tá sujeito igual aos outros... n ha volta a dar!

    Isso já são filmes seus. A realidade não é tão profissional.
  10.  # 51

    GT_racing, repare:
    1. Corte do cabo de internet (mexer em caixas subterrâneas distantes de casa...): alarme comunica de imediato corte de internet pelo GSM;
    2. Inibidor de GSM: alarme comunica de imediato anomalia no GSM por IP;

    Pode inverter a ordem dos acontecimentos, ele atua de imediato da outra forma. Cortar internet e ligar inibidor de sinal GSM em simultâneo será muito dificil. Mesmo que o consigam (!!!!!!!!!), terão que lidar com a barulheira dentro de casa e com a dúvida acerca se o inibidor e o corte de internet foram simultâneos de forma que o alarme não tenha comunicado.
    São opções, prefiro ter alarme. Gasta-se tanto dinheiro em futilidades, que não é por investir uns trocos num sistema de segurança para o nosso maior bem (o nosso lar)!
    Concordam com este comentário: helderdls
    Estas pessoas agradeceram este comentário: AgostinhoAbreu
  11.  # 52

    Colocado por: ANdieselGT_racing, repare:
    1. Corte do cabo de internet (mexer em caixas subterrâneas distantes de casa...): alarme comunica de imediato corte de internet pelo GSM;
    2. Inibidor de GSM: alarme comunica de imediato anomalia no GSM por IP;

    Pode inverter a ordem dos acontecimentos, ele atua de imediato da outra forma. Cortar internet e ligar inibidor de sinal GSM em simultâneo será muito dificil. Mesmo que o consigam (!!!!!!!!!), terão que lidar com a barulheira dentro de casa e com a dúvida acerca se o inibidor e o corte de internet foram simultâneos de forma que o alarme não tenha comunicado.
    São opções, prefiro ter alarme. Gasta-se tanto dinheiro em futilidades, que não é por investir uns trocos num sistema de segurança para o nosso maior bem (o nosso lar)!
    Estas pessoas agradeceram este comentário:AgostinhoAbreu


    Ao ler os seu comentarios, vi que o seu sistema de alarme pode ser uma boa opção, ainda para mais com possibilidade de domotica mais interessante achei.

    Pode dizer que sistema tem? se quiser pode mandar o pm.
    Cumps
  12.  # 53

    O sistema de detecção de intrusão é sempre algo interessante a considerar.

    Imensa gente tem sistemas de detecção de intrusão.. e mesmo assim os ditos espaços são alvo de intrusões, pelo que é bastante óbvio que por si mesmos não impedem as intrusões.

    Por vezes nem sequer impedem a extensão dos danos/ prejuízo... basta pensar em todos os estabelecimentos comerciais com alarmes que chegam a estar a tocar, a polícia normal e de choque a ver tudo e a não conseguir fazer nada em situações em que estão envolvidas centenas/ milhares de pessoas a estragar/ furtar/ roubar/ agredir.

    Mesmo em situações normais, imensas vezes a polícia está ocupada num acidente qualquer e não pode ir ver de mais um alarme a tocar mesmo que lhes digam que está lá mesmo gente a assaltar, como são e essas coisas... às vezes não têm veículos para deslocar-se porque estão com uma avaria qualquer.

    A segurança é tão fraca quanto o ponto mais fraco e as circunstâncias do momento.

    O que muitos fazem é associar a sistemas de domótica (fechar portas, janelas e cofres; ligar névoa de desorientação; ligar luz desorientadora; ligar sirenes extremamente desagradáveis; inundar certas divisões para dificultar o acesso a áreas críticas; recolher objectos de grande valor para dentro de cofres/ divisões de maior segurança automaticamente; dar livre acesso a cães de guarda; etc.), e essa combinação realmente pode ser muito útil para retardar o avanço do(s) intruso(s) e em alguns casos para os fazer desistir.

    Vale ainda lembrar que embora confrontar criminosos não seja algo recomendado o que não falta por esse país e mundo fora é "malucos" que são mil vezes mais perigosos que os ditos intrusos... mas não podem é estar a dormir profundamente, têm de saber que algo aconteceu para se prepararem para o confronto para o qual podem estar mais que habilitados e preparados (basta pensar em algumas pessoas que trabalham nas operações especiais das polícias e das forças militares por exemplo).
  13.  # 54

    Colocado por: AgostinhoAbreu

    Ao ler os seu comentarios, vi que o seu sistema de alarme pode ser uma boa opção, ainda para mais com possibilidade de domotica mais interessante achei.

    Pode dizer que sistema tem? se quiser pode mandar o pm.
    Cumps


    Não sei qual é o sistema do ANdiesel, mas eu tenho um sistema da Jablotron, série 100 (central 101KR LAN), que permite o cenário descrito: a central está normalmente ligada ao exterior através da ligação LAN (pelo meu serviço de Internet), mas tem também um módulo SIM que se encarrega das comunicações para o exterior quando a LAN está inoperacional.
    Sempre que a LAN falha, recebo de imediato uma comunicação por GSM a avisar do sucedido. Aliás, é possível configurar uma série de eventos de notificação.

    A juntar a isso tenho um módulo de 8 saídas digitais (on/off) ligado ao bus do sistema e que me permite integrar os recursos do alarme com a minha domótica. No meu caso estou a usar um Raspberry PI com HASSIO, pelo que essas saídas digitais estão ligadas aos inputs que o RPI tem. Isso permite-me fazer uso dos sensores PIR para ligar luzes automaticamente, por exemplo, ou para fechar de imediato todos os estores e desligar todas as luzes caso o alarme dispare.
  14.  # 55

    Colocado por: ANdiesel
    Isso já são filmes seus. A realidade não é tão profissional.


    A realidade não é tão profissional porque assalta fácil qualquer casa com ou sem alarme, ligado ou nao a serviços de segurança...

    10min dentro de casa não mete lá ninguém, nem a si próprio, nem familiares nem ninguém...

    E 10min, 2 ou 3 putos correm a casa toda, remexem lhe as gavetas e limpam lhe as jóias e os aparelhos que lhes interesse...

    Menos de 1min ta dentro de qualquer casa... basta uma rebarbadora portatil, uma cena para partir vidros, ... uma cena qualquer assim...

    Mandai lixar os alarmes, é uma coisa qualquer e sorte, sorte!!!
  15.  # 56

    Colocado por: GT_racing

    A realidade não é tão profissional porque assalta fácil qualquer casa com ou sem alarme, ligado ou nao a serviços de segurança...

    10min dentro de casa não mete lá ninguém, nem a si próprio, nem familiares nem ninguém...

    E 10min, 2 ou 3 putos correm a casa toda, remexem lhe as gavetas e limpam lhe as jóias e os aparelhos que lhes interesse...

    Menos de 1min ta dentro de qualquer casa... basta uma rebarbadora portatil, uma cena qualquer assim...

    Mandai lixar os alarmes, é uma coisa qualquer e siga...

    É a sua opinião.
  16.  # 57

    Ya, gosto muito de tecnologia, mas também é facil olhar para a sociedade e ver que quanto mais, por muitas firewalls que tenha, mais sujeito fica, até porque fornece dados para a rede sobre a sua permanencia em casa, habitos,... não é a casa com o alarme com mais comunicação que decerto vai ser a menos afetada por um possivel assalto.

    O fator fisico, de ter as coisas bem escondidas, fora de sitios logicos, ou se possivel nem as ter... esses sim eliminam as hipoteses dos ladroes terem sucesso.
  17.  # 58

    O problema na maioria das vezes não tem a ver com os bens perdidos.
    Tem a ver com a sensação de insegurança e de violação do espaço pessoal e privado.

    Se o assaltarem na rua e lhe roubarem 10€, o problema não são os 10€.
    O problema é que a partir daí vai olhar para todos e para tudo com desconfiança e receio - e isso é bem mais valioso que 10€.
    Concordam com este comentário: helderdls, zed, Jota5
  18.  # 59

    Colocado por: PoisÉO problema é que a partir daí vai olhar para todos e para tudo com desconfiança e receio


    Então ai 50 por cento dos jovens dos anos 90 na linha de Sintra e na Margem Sul hoje em dia entupiam os consultórios de saúde mental...
  19.  # 60

    Realmente ninguém deve partir do princípio que não vão conseguir entrar, e contaram-me de pelo menos uma casa em que todas as janelas & vidros de separação e portas interiores (e exteriores) são de alta-segurança, pelo que "correr" a casa toda não será feito com essa facilidade toda normal em 99,99% das habitações... se aqueles que lá vivem as mantiverem fechadas, que supostamente é o que fazem precisamente para não apanharem um susto um dia. É casa de gente muito abastada... do género de ter elevador panorâmico dentro da própria casa e tudo, que levam a segurança realmente a sério.

    Os menos abastados, mas preocupados com a sua segurança também podem dificultar a progressão pela casa, começando por utilizar as fechaduras existentes, mantendo as portas trancadas pelo menos quando saem de casa e eventualmente trocando as fechaduras para umas de melhor qualidade, e eventualmente com o tempo podem ir substituindo as portas em si para umas de alta-segurança para dificultar ainda mais a progressão... claro que se as paredes forem de gesso cartonado ou similar portas de alta-segurança serão inúteis.

    Como não é possível evitar que a malandragem descubra a maior parte dos locais "secretos" em poucos minutos é melhor ter um bom cofre resistente simultaneamente à intrusão e a um incêndio, pelo menos por 30 minutos, se possível certificado "ECB-S" segundo a norma "EN 1143-1:2019" quanto maior o nível de segurança melhor... e não interessa o quão pesado seja, deve estar bem fixado à parede e ao chão, e se possível oculto de forma a que terceiros (em especial visitantes e trabalhadores domésticos) não o encontrem mesmo que estejam perante ele (exemplo: com um móvel de madeira com uma parte que tape tudo e que só dê para abrir com um íman ou outra coisa qualquer que não torne óbvio que está algo no interior).

    O alarme de intrusão, mesmo quando funciona, tem as tais limitações já referidas anteriormente, contudo é melhor saber que algo se passa, do que não saber... nem que seja para evitar ir para o local sem tomar precauções extra.
    Em alguns casos a malandragem consegue evitar que todos os sinais sejam enviados para o exterior (corte de linhas e bloqueio simultâneo de sinais rádio com uso de inibidores de rádio-frequência)... mas um bom sistema manterá um contacto permanente com servidores remotos (esperemos que sejam seguros...) e que devem ser capazes de detectar a falha na comunicação e informá-lo... ainda que seja um aviso técnico, a pessoa pode agir como se fosse um alarme real com a excepção de chamar a polícia a menos que tenha um contracto especial em que eles tenham de ir mesmo que não exista qualquer alarme confirmado (geralmente tais contractos só estão ao alcance de estabelecimentos bancários e similares).. mas empresas de segurança privada, trabalhadores seus, familiares, vizinhos ou outros da sua confiança... nada impede de lhes pedir que deem uma espreitadela.
 
0.0290 seg. NEW