Iniciar sessão ou registar-se
  1.  # 41

    sim, este motor é correia.
  2.  # 42

    Colocado por: FFAD

    A corrente troca-se não só quando começa a fazer barulho, mas também de acordo com o plano de manutenção, 60k ou 80k km.

    É difícil diagnosticar, mas como não roda, deve ter gripado.

    Nenhuma marca manda mudar correntes de distribuição aos 60 ou 80 mil kms, aonde foi buscar isso?!
    Se não roda, no caso de partir a distribuição nunca gripa. Neste caso empena ou parte valvulas e/ou a arvore de cames por isso não roda.
    Leio com cada uma...
    Concordam com este comentário: Polski
    Estas pessoas agradeceram este comentário: two-rok
  3.  # 43

    Colocado por: Pedro BarradasA correia de distribuição ( SEAT Leon 1.6Tdi 110cv de 2014) é para mudar aos 120.000km ou 8 anos... mas depois diz que nos modelos fabricados em 2014, é para mudar aos 210.000km... não percebo nada disto...
    Está actualmente com 105000km

    Nos Vag's o que manda é o código do motor e são muitos diferentes, com a mesma cilindrada e aparentemente iguais, mas são diferentes.
    Estas pessoas agradeceram este comentário: Pedro Barradas
    • FFAD
    • 22 Janeiro 2020 editado

     # 44

    Colocado por: Bricoleiro
    Nenhuma marca manda mudar correntes de distribuição aos 60 ou 80 mil kms, aonde foi buscar isso?!
    Se não roda, no caso de partir a distribuição nunca gripa. Neste caso empena ou parte valvulas e/ou a arvore de cames por isso não roda.
    Leio com cada uma...


    No meu VW Golf de 2002 fazia parte do programa de manutenção a troca de correia a cada 80k km...

    Esse leio com cada uma é completamente escusado. Basta pesquisar um pouco no google, que até com 50k km feitos recomendam trocar, se passarem 4 anos. No meu golf eram 80k km, talvez os modelos mais recentes as correias durem mais...
  4.  # 45

    @FFAD correias e correntes são duas coisas diferentes.
    Concordam com este comentário: eu, two-rok, hangas
  5.  # 46

    O meu motor 1.6tdci (ford, psa,...) troca a correia aos +/-200mil, ou 10 anos, o que acontecer primeiro.

    Se for carros que façam poucos km de cada vez recomendam que seja antecipado também.


    As correias mais antigas faziam mais pro lado dos 100/120mil ou 7/8 anos...

    Antecipando nos casos ja referidos pois...


    O ideal é saber o plano de manutenção para levar isso direitinho... ate porque o custo da substituição é relativamente irrelevante comparado com o prejuizo caso ela rebente...
    • FFAD
    • 22 Janeiro 2020

     # 47

    Colocado por: Bricoleiro
    Nenhuma marca manda mudar correntes de distribuição aos 60 ou 80 mil kms, aonde foi buscar isso?!
    Se não roda, no caso de partir a distribuição nunca gripa. Neste caso empena ou parte valvulas e/ou a arvore de cames por isso não roda.
    Leio com cada uma...
    Concordam com este comentário:Polski


    Não é corrente, é correia. Enganei-me...
    Estas pessoas agradeceram este comentário: eu, Bricoleiro
    • FFAD
    • 22 Janeiro 2020

     # 48

    Colocado por: nunos7@FFADcorreiasecorrentessão duas coisas diferentes.


    Isso, enganei-me. O meu golf tinha de trocar a correia de 80 em 80k km.
    Estas pessoas agradeceram este comentário: eu
  6.  # 49

    Colocado por: FFAD

    Não é corrente, é correia. Enganei-me...
    Estas pessoas agradeceram este comentário:eu,Bricoleiro

    Assim já é possível, mesmo assim não conheço planos de manutenção a sugerir mudar aos 60 kkms... normalmente sempre dos 90 para cima. Mas não assuste o homem porque o motor 1.3 ctdi é de corrente e mesmo confirmando a quebra dela, nenhum motor gripa se partir distribuição! 🙂
  7.  # 50

    Colocado por: FFADA corrente troca-se não só quando começa a fazer barulho, mas também de acordo com o plano de manutenção, 60k ou 80k km.


    Ninguém nos falou que isso fazia parte do plano de manutenção, mas sabíamos que devia ser trocada. Só que disseram que era quando começasse a fazer barulho.

    Em tempos ainda perguntámos o preço num mecânico que quase só trabalha com Opel (foi chefe de oficina na Opel aqui perto) e falou-nos em cerca de 450€ para trocar a corrente, o que nos pareceu bastante caro, principalmente se tiver de se trocar a cada 60 ou 80 mil kms.

    Colocado por: euUma corrente só dura 80,000 Kms ?


    Cheguei a ouvir falar em 150mil mas que não fazia parte da manutenção (era por precaução) e que a Opel nem assumia que estes motores têm esse problema. Aliás, em outras marca que usam corrente, a mesma não se troca de todo, a não ser que haja uma razão muito específica para o fazer, são feitas para durar muito tempo. Eu tenho um carro com corrente, tenho-o desde 2005 e nunca se trocou, e tudo indica não precisar de se trocar.

    Colocado por: BricoleiroNenhuma marca manda mudar correntes de distribuição aos 60 ou 80 mil kms, aonde foi buscar isso?!
    Se não roda, no caso de partir a distribuição nunca gripa. Neste caso empena ou parte valvulas e/ou a arvore de cames por isso não roda.
    Leio com cada uma...


    Ah bom, Bricoleiro, também me parecia.

    Colocado por: BricoleiroAssim já é possível, mesmo assim não conheço planos de manutenção a sugerir mudar aos 60 kkms... normalmente sempre dos 90 para cima. Mas não assuste o homem porque o motor 1.3 ctdi é de corrente e mesmo confirmando a quebra dela, nenhum motor gripa se partir distribuição! 🙂


    Certo, o meu antigo Ibiza trocava a correia de 80 em 80mil.

    Mas acha que partiu a distribuição?
  8.  # 51

    Um update que talvez faça diferença para perceber o que avariou:

    O carro não foi imediatamente desligado, eu induzi-vos em erro, sem querer. O carro fez o tal barulho (um barulho muito breve, não foi nenhum chinfrim), a esposa ia numa descida e após o barulho deixou de ter resposta no acelerador, deixou o carro continuar a descer, mas como não acelerava encostou quando ele estava a parar. Ele continuou no "ralenti" até desligar a ignição. Depois disto, não pegou mais.
  9.  # 52

    Eu tive um problema no seat ibiza, onde o carro ficou a trabalhar a 1 cilindro (depois de conduzir mais de 4h seguidas a +-140h com o cruise control, entrei na Autoestrada em Ançã e foi até Mértola sem parar) ao sair da autoestrada em Mértola o carro deixou de responder no acelerador... desliguei e voltei a ligar e continuava sem aceleração... pensei q tivesse sido uma das bobines das velas, pois já me tinha acontecido... ele fica a trabalhar com 1 cilindro, e aquilo nem se mexe... passados 30min sensivelmente coloquei novamente a trabalhar e até hoje sem problemas... já lá vão uns meses... ainda hoje não faço ideia do q pode ter sido...
  10.  # 53

    Colocado por: two-rokMas acha que partiu a distribuição?

    Li atrás que o mecânico onde tem o carro disse que a cambota não roda livre certo?
    Se isto se confirmar partiu.
  11.  # 54

    Já agora uma dica para os 1.3 cdti/multijet.
    Não costuma ser a quebra da corrente a origem do problema. A quebra dela é consequência da falta de tensão do tensor que estica a corrente que depende da qualidade e pressão do óleo, o óleo correto e mudado a tempo nestes carros é a peça crucial para a sua durabilidade.
    Sei que os kits de distribuição aftermarket foram alterados a partir de x data com os tensores a passarem a ter mola para o esticar em vez de serem activados apenas pela pressão do óleo.
  12.  # 55

    Colocado por: BricoleiroLi atrás que o mecânico onde tem o carro disse que a cambota não roda livre certo?
    Se isto se confirmar partiu.


    Certo. Entretanto o carro mudou de oficina, pois o outro mecânico diz que não é trabalho para ele, mas disse logo que quase de certeza se tinha partido a corrente. Este 2º mecânico já confirmou que partiu a corrente. Vai abrir e ver quais foram os danos. É esperar que seja o menos possível.

    Alguém arrisca num intervalo de valores?

    Colocado por: BricoleiroJá agora uma dica para os 1.3 cdti/multijet.
    Não costuma ser a quebra da corrente a origem do problema. A quebra dela é consequência da falta de tensão do tensor que estica a corrente que depende da qualidade e pressão do óleo, o óleo correto e mudado a tempo nestes carros é a peça crucial para a sua durabilidade.
    Sei que os kits de distribuição aftermarket foram alterados a partir de x data com os tensores a passarem a ter mola para o esticar em vez de serem activados apenas pela pressão do óleo.


    O tal 1º mecânico onde o carro esteve (que é onde se costuma fazer as mudanças de óleo neste carro), usa o óleo da marca, diz que tem aquele óleo em stock só para estes motores, é da "GM" (General Motors, acho). E não nos costumamos descuidar nos prazos de muda.
  13.  # 56

    Colocado por: BricoleiroLi atrás que o mecânico onde tem o carro disse que a cambota não roda livre certo?
    Se isto se confirmar partiu.


    Eu estava a ler distribuição e a imaginar transmissão (lol).
  14.  # 57

    Pode ser que não tenha feito grande estrago, se ficou nos martelos, valvulas, prai 600euros, se tiver de tirar a cabeça vai por aí fora...
  15.  # 58

    Para o carro que é se calhar o melhor é trocar o motor por um recondicionado. Procure aqui na net que há muitos motores á venda. Fica mais barato e mais rápido de resolver.
  16.  # 59

    Se for só na zona das valvulas compensa, porque fica com a distribuição mudada, e a mao de obra não é por ai além... agora se tiver de retificar a cabeça levar juntas e mais umas peças e mao de obra, aí deve compensar o recondicionado.
    Estas pessoas agradeceram este comentário: two-rok
    • zeto
    • 4 Fevereiro 2020

     # 60

    Boas, preciso da vossa ajuda e agradeço desde já uma opinião
    Tenho uma L200 de 2007 que comprei para trabalhos particulares visto que sempre gostei destas carrinhas com caixa de madeira.
    acontece que o indicador de temperatura do tablier derrepente subiu mas não até ao vermelho talvês uns quatro mm antes do vermelho, abri o capô e vi que estava tudo normal, nada de estranho tanto o motor como radiador até estavam mais para o morno, como tb tenho andando com a carrina na mesma
    foi ao eletricista, teve a controlar a válvula de temperatura e a medir a corrente da mesma e disse que era da válvula, madei vir uma válvula nova original 20€, metia ao sitio eu próprio visto que é de rosca foi só enroscar e ligar o pino, fiquei zangado porque o problema não se resolveu, o indicador de temperatura ficou na mesma e no mesmo sitio,
    agora aminha duvida é:
    o antigo proprietário da carrinha adaptou a ventoinha de arrefecimento ligada direta sempre que o motor tabalha a ventoinha também trabalha, ou seja está sempre arrefecer,
    neste caso e na minha maneira de ver tanto a válvula te temp. como o indicador interior não estam ali a fazer nada, caso a carrinha tivesse a ventoinha a ligar só de vez em quando como veu de origem ai sim era nesseçário a válvula caso a ventoinha não ligasse automático o indicador subia......ou estou enganado?
    poderei continuar a andar com a carrinha ?
    Obrigado