Iniciar sessão ou registar-se
  1.  # 1

    Olá,

    Na construção em curso da minha moradia, depois de uma fiscalização da camara recebi 3 contra-ordenaçoes.

    Uma por falta do aviso do alvará, que foi destruído pelas chuvas e vento (já está regularizado).
    Outra por licença de construção (alegadamente) caducada, não fosse haver decreto do governo a prolongar o prazo por causa da pandemia !?
    a ultima por não conformidades, como aumento da cota da soleira, que eu pretendo justificar por via da alteração da entrada principal (como o arruamento tem inclinação, uma das entradas está dentro dos parâmetros).

    Alem destes, recebi hoje um telefonema da fiscal a dizer que me vao embargar a obra, e vou-me encontrar com ela amanha (não me disse ainda o motivo).

    Vou ver qual o fundamento e preparar a defesa, no entanto gostaria de saber se a fiscal pode entrar no meu terreno ou se posso, legalmente, impedir a sua entrada na minha propriedade?
  2.  # 2

    Colocado por: Luis Alvesno entanto gostaria de saber se a fiscal pode entrar no meu terreno ou se posso, legalmente, impedir a sua entrada na minha propriedade?

    eu não ía por aí...
    tente resolver a coisa a bem, senão nunca mais o largam...
    Concordam com este comentário: imo
  3.  # 3

    Os fiscais da CM notificam por telefone?
  4.  # 4

    Colocado por: rjmsilvaOs fiscais da CM notificam por telefone?


    Informaram por telefone e agendaram para amanha a visita ao local. Presumo que me apresentem o auto nessa altura.
  5.  # 5

    Colocado por: fernandoFerreira
    eu não ía por aí...
    tente resolver a coisa a bem, senão nunca mais o largam...


    Aparentemente ja tenho algum "amigo" na camara. Eles ja nao me largam. Convem referir que tenho uma exposição ainda em aberto de uma situação de uma construção adjacente.
  6.  # 6

    Fiscais da Câmara! Nada constroem, só destroem.

    Por algum motivo para as empreitadas importantes as Câmaras contratam empresas externas para fazer a fiscalização.

    Já para o trabalho sujo utilizam a prata da casa.
  7.  # 7

    Colocado por: Luis Alvesa ultima por não conformidades, como aumento da cota da soleira, que eu pretendo justificar por via da alteração da entrada principal (como o arruamento tem inclinação, uma das entradas está dentro dos parâmetros).


    pretende justificar, mas não sabe se eles aceitam a justificação. Cheira-me que vai ficar com a obra parada até eles aceitarem a justificação e este é o melhor cenário. Nem queira imaginar o pior cenário caso eles não aceitem a justificação.
  8.  # 8

    O fiscal não tem poder de decisão relativamente aquilo que tem de ajustar em termos de projetos.

    Ou seja, o fiscal limitou se a ver o projeto aprovado e constatar que aumentou a cota de soleira.

    Tem de apresentar os seus argumentos é ao técnico que ficou com a responsabilidade de apreciar o licenciamento ou a comunicação prévia.

    Não vale apena ir com grandes histórias para o Fiscal, a não ser que o convença a esperar um pouco e o seu arquiteto seja rápido a colocar o projeto de alterações na câmara municipal.
  9.  # 9

    Tem que meter os seus técnicos (fiscal, arquiteto) a trabalhar.
  10.  # 10

    Técnicos? Essa malta só serve para cobrar dinheiro. Para resolver problemas é mais complicado...
  11.  # 11

    Colocado por: pauloagsantosNem queira imaginar o pior cenário caso eles não aceitem a justificação.
    o pessoal brinca demasiado ... pensam que altera-se assim a cota de soleira só porque sim.. apetece e tal..
  12.  # 12

    Colocado por: marteloescoproTécnicos? Essa malta só serve para cobrar dinheiro. Para resolver problemas é mais complicado...


    Um engenheiro, por definição, é um gajo que resolve problemas.
    Concordam com este comentário: antonylemos
  13.  # 13

    Colocado por: antonylemoso pessoal brinca demasiado ... pensam que altera-se assim a cota de soleira só porque sim.. apetece e tal..


    Aposto que foi para condizer com os cortinados que a mulher escolheu para a sala.
  14.  # 14

    Colocado por: marteloescoproPara resolver problemas é mais complicado...
    criar problemas é mais fácil.. claro que vão ter de cobrar o trabalho extra.
  15.  # 15

    hahahaha.. vá la.. sempre servem pra alguma coisa

    Colocado por: rjmsilva

    Um engenheiro, por definição, é um gajo que resolve problemas.
    Concordam com este comentário:antonylemos
  16.  # 16

    Colocado por: rjmsilva

    Um engenheiro, por definição, é um gajo que resolve problemas.
    Concordam com este comentário:antonylemos


    Neste caso criaram um, ao subirem a cota de soleira relativamente ao projeto que foi aprovado.
  17.  # 17

    Colocado por: marteloescoproNeste caso criaram um, ao subirem a cota de soleira relativamente ao projeto que foi aprovado.
    isso nao foi o dono a criar o problema?
  18.  # 18

    Colocado por: marteloescoproFiscais da Câmara! Nada constroem, só destroem.

    Por algum motivo para as empreitadas importantes as Câmaras contratam empresas externas para fazer a fiscalização.

    Já para o trabalho sujo utilizam a prata da casa.


    Falso. Há um fiscal na Camara de Odivelas que constrói...e fiscaliza... e depois vende.

    Bom emprego. Não me importava.
    Concordam com este comentário: Fcbp
  19.  # 19

    Colocado por: antonylemosisso nao foi o dono a criar o problema?


    Mas quem é o DTE? Ele não tem que fazer tudo o que o DO manda. É o DTE que tem a responsabilidade civil das decisões que são tomadas.
  20.  # 20

    Colocado por: marteloescoproMas quem é o DTE?
    hahaha.. pois.. possivelmente nem sabe onde fica a obra...
    Concordam com este comentário: marteloescopro, Ultrabasslx