Iniciar sessão ou registar-se
  1.  # 81

    Colocado por: macinblackcontribui para a falta de saúde da economia com essas práticas.
    Era legal até agora, por isso quem fazia compras pelo aliexpress, simplesmente usava um serviço que estava disponivel. O que contribui para a falta de saude da economia, não é fazermos compras em meios permitidos, mas sim o dinheiro dos nossos impostos ser desbaratado em BPN, Novo banco, TAP, nomeações despropositadas (Ex. Tiago Preguiça, Ana paula vitorino, pedro adão e silva), manutenção da crónica ineficiência de alguns serviços públicos (SS, Finanças, algumas CM), e não haver o minimo de estímulo ás empresas nacionais ou a operar em Portugal. Isso sim arruína a economia, e a pouco e pouco coloca-nos na cauda da europa em termos de crescimento económico e poder de compra, não é comprar meia dúzia de bugigangas em sites que operam dentro da legalidade.
    • eu
    • 10 junho 2021 editado

     # 82

    Colocado por: luisvvIsso não existe, nem aqui nem em lado nenhum

    Nem parece seu dizer uma barbaridade destas... claro que existem regras dentro de cada geografia política.

    Colocado por: luisvvAs "regras" têm custos, que são impostos a uns ou outros, consoante as circunstâncias. Neste caso, os custos são traduzidos em pior qualidade de vida e redução do poder de compra dos potenciais compradores.

    Claro que era mais simpático para os consumidores não pagar IVA, não pagar taxas alfandegárias, e ter preços baixos porque essas empresas não pagavam IRC na Europa.

    Mas devemos distinguir a perspetiva egoísta do consumidor daquilo que deve ser um ambiente concorrencial com regras iguais para todos.

    Você gostava que uma empresa concorrente da sua, oferecesse os mesmos serviços, mas mais baratos, porque não pagava IVA, nem IRS nem contribuições para a SS ?
  2.  # 83

    Colocado por: macinblack
    Eu procuro sempre mais barato, dentro de um mercado regulado, e não de um mercado que foge a impostos e regras como garantias.

    Óptimo para si. Eu, por exemplo, pondero em cada caso se a garantia me é útil e faz algum sentido. E pondero muitas outras coisas, como o tempo de entrega, a adequação do produto ao uso que lhe quero dar, etc.
    Fugir a impostos? Não foge, tem isenção e ainda bem. Custa mais cobrar o imposto do que isentar..



    Se me quiser chamar moralista, esteja a vontade que não me afeta em nada. Você apenas quer é pagar o mais barato sem olhar a meios, mesmo sendo ilegais como fuga de impostos.

    Tretas. Eu quero pagar mais barato, ponto. A fuga aos impostos já é invenção sua. Se lhe faz comichão outros países terem cargas fiscais diferentes da nossa, é problema seu.



    Você é só mais um que pensa assim, e depois vem dizer para o fórum que não temos poder de compra, a culpa é do governo, etc etc, mas contribui para a falta de saúde da economia com essas práticas.

    Re-Tretas. Quando você comprava uma capa de telemóvel por 3€ no Ali, p.ex, não estava a tirar "saúde à economia". Pelo contrário, estava a comprar algo que satisfaz uma necessidade sua, por um valor baixo, que lhe permitia ter mais rendimento disponível para satisfazer outras necessidades. Agora, quando for comprar a mesma capa por 3€ e pagar mais 0,69€ de IVA + 10€ de desalfandegamento, está a contribuir com exactamente ZERO a mais para a economia. Os 10,69€ que pagará a mais deixam de estar disponíveis para os gastar noutros bens. O seu bem-estar reduziu, o bem-estar dos vendedores dos bens que você deixará de comprar idem. Aumenta o bem-estar de quem desalfandegar, claro, mas à custa do seu.

    Se em vez disso preferir comprar cá em Portugal uma capa por 13,69€, terá o prazer de ... comprar algo vindo do mesmo sítio, que custou na origem ainda menos, mas que graças à escala da importação terá os custos da alfândega diluídos e aí sim, entregar uma margem a um intermediário. Parabéns.



    Eu deixei de comprar coisas na China já há algum tempo, e não senti a minha qualidade de vida a reduzir. Teve vantagens e desvantagens, mas preferi optar por deixar de fomentar uma prática criminosa.


    Óptimo para si, espero que seja feliz assim.
    Incrível como se passa de "isenção de IVA abaixo de 22€" para "prática criminosa". Enfim..
  3.  # 84

    Colocado por: Bruno.Alves
    Não acho que o objectivo seja impedir a entrada de produtos, até porque isso é indesejável num mercado global.

    Não interessa qual é o objectivo, os efeitos ocorrem simplesmente, independentemente da intenção. Se há uma barreira, há efeitos, que podem ir da redução da entrada ao aumento de preço.


    É sim que o IVA (que é um imposto devido em todos os países da UE) seja efectivamente pago. Se a diferença forem os 23% de facto é relevante, mas é justo no contexto do mercado.


    Não, não é. A diferença não são os 23%, são os 23%+ o desalfandegamento + taxas. A isenção existia entre outros motivos porque o custo de cobrar praticamente não compensa o que se recebe.




    Os custos de desalfandegamento poderão prejudicar muito aquelas compras de muito baixo custo.
    E eu faço muitas dessas, sobretudo electrónica de hobby. A ver como se desenvolve.

    Que são precisamente as afectadas - as outras já estavam sujeitas.
  4.  # 85

    Colocado por: eu
    Nem parece seu dizer uma barbaridade destas... claro que existem regras dentro de cada geografia política.

    A concorrência perfeita nos termos do eu não existe nem existirá, ponto.



    Claro que era mais simpático para os consumidores não pagar IVA, não pagar taxas alfandegárias, e ter preços baixos porque essas empresas não pagavam IRC na Europa.

    Pois não, pagam os impostos que lhes cabem lá nos sítios deles, que são e serão diferentes dos nossos. E terão outras condições que melhorarão com o crescimento económico que advem do comércio internacional.


    Mas devemos distinguir a perspetiva egoísta do consumidor daquilo que deve ser um ambiente concorrencial com regras iguais para todos.


    Egoísta é dizer: nós, que já somos ricos estabelecemos as regras para os pobres concorrerem connosco.



    Você gostava que uma empresa concorrente da sua, oferecesse os mesmos serviços, mas mais baratos, porque não pagava IVA, nem IRS nem contribuições para a SS ?


    Surpresa: todos os dias empresas de outros países onde não existem essas coisas ou a existirem têm taxas muito mais baixas competem com empresas portuguesas em todo o lado. Lamento se não é possível a uma empresa portuguesa produzir e vender capas de telemóvel a 3€, mas isso só significa que não é esse o mercado que ela deve explorar. Essa empresa deve dirigir-se ao cliente que está disposto a pagar 20€ e não impedir os chineses de vender as deles a 3€. São clientes diferentes, que não se devem confundir.

    E ainda lhe digo mais: graças a Deus que no resto do Mundo há taxas de impostos mais baixas, é isso que apesar de tudo ainda vai mantendo as nossas no nível a que estão.
    • eu
    • 10 junho 2021

     # 86

    Colocado por: luisvv
    A concorrência perfeita nos termos do eu não existe nem existirá, ponto.

    Mas quem é que falou em concorrência perfeita? Esta medida não procura a perfeição, pretende apenas promover uma concorrência mais leal dentro da UE.
  5.  # 87

    Colocado por: eu
    Mas quem é que falou em concorrência perfeita? Esta medida não procura a perfeição, pretende apenas promover uma concorrência mais leal dentro da UE.


    sim claro super leal pagar 10 euros para levantar produtos de cêntimos
  6.  # 88

    Não é 10€, sejamos coerentes. Diz o comunicado dos CTT que é "a partir de 2€".
    Continua a ser muito em relação ao valor do produto. Vamos ver como evolui.

    Mas sim, o IVA aceito claramente que tenha de ser pago. O desalfandegar pois... Vai depender do rácio.
    "cabos para breadboard macho-fêmea 60cts". Desalfandegar 2€. Raisparta.
    Mas depois vais à Mauser e são 5€ + 5€ de portes. Porra. (estou a inventar, não faço ideia de quanto custam na Mauser, era um exemplo tosco)
    Mas é algo que se pratica em todos os produtos vindos de fora da Europa,
    Concordam com este comentário: eu
  7.  # 89

    Colocado por: eu
    Mas quem é que falou em concorrência perfeita? Esta medida não procura a perfeição, pretende apenas promover uma concorrência mais leal dentro da UE.


    Você, quando se queixa de outros países terem outras regras..
  8.  # 90

    Colocado por: Bruno.AlvesDiz o comunicado dos CTT que é "a partir de 2€".

    É como as promoções de até 70% e como a velocidade de internet até xxxmb
    • eu
    • 11 junho 2021 editado

     # 91

    Colocado por: luisvv
    Você, quando se queixa de outros países terem outras regras..


    Eu não me queixei de outros países terem outras regras, queixei-me de produtos que são vendidos na UE (é importante perceber que se trata de uma compra feita na UE) com regras diferentes, conforme se trate de uma compra numa loja da UE ou numa loja de fora. Então as lojas da UE têm que pagar IVA e taxas alfandegárias e as lojas de fora da UE não? Isto faz algum sentido?

    Não acham que é estúpido estarmos a favorecer fiscalmente as lojas de fora da UE? Eu acho, e pelos vistos a União Europeia também.

    De qualquer das formas, nunca falei de "concorrência perfeita", isso foi um termo que o luisvv inventou... a tal falácia do espantalho que tantas vezes criticou (e bem).
    • eu
    • 11 junho 2021

     # 92

    Colocado por: Reduto25sim claro super leal pagar 10 euros para levantar produtos de cêntimos

    Compre-os numa loja da UE.
  9.  # 93

    Colocado por: eu
    Compre-os numa loja da UE.


    Ah, a concorrência saudável, traduzida assim: quer comprar? tem que dar € a um intermediário, porque de repente nós entendemos que deixá-lo comprar directamente fora da UE é chato. Custava 5 e agora vai pagar 20? É um pequeno preço a pagar pelo bem-estar do intermediário..

    (de certeza que o que comprar numa loja da UE foi fabricado na UE, certo? Yeah, right..)



    Eu não me queixei de outros países terem outras regras, queixei-me de produtos que são vendidos na UE (é importante perceber que se trata de uma compra feita na UE) com regras diferentes, conforme se trate de uma compra numa loja da UE ou numa loja de fora. Então as lojas da UE têm que pagar IVA e taxas alfandegárias e as lojas de fora da UE não? Isto faz algum sentido?

    Queixou, sim: "ah e tal, agora vamos concorrer com empresas que não pagam IVA, TSU, etc"



    Não acham que é estúpido estarmos a favorecer fiscalmente as lojas de fora da UE? Eu acho, e pelos vistos a União Europeia também.


    A isenção para valores baixos tinha razão de ser e não é nenhum benefício fiscal - é porque a máquina fiscal e aduaneira custa dinheiro e é absurdo ocupar recursos com valores desprezáveis.

    Estúpido é estabelecer medidas proteccionistas cujos únicos efeitos serão entupir serviços e reduzir o bem-estar dos cidadãos - porque não há nem haverá nunca na Europa capacidade para produzir com a mesma eficiência o tipo de produtos que estão em causa.



    De qualquer das formas, nunca falei de "concorrência perfeita", isso foi um termo que o luisvv inventou... a tal falácia do espantalho que tantas vezes criticou (e bem).


    Pois não, mas eu também não a utilizei nos termos clássicos. Utilizei e utilizo aqui, no sentido de umas imaginárias "mesmas regras", que não existirão nunca.
    • eu
    • 11 junho 2021 editado

     # 94

    Colocado por: luisvvAh, a concorrência saudável, traduzida assim: quer comprar? tem que dar € a um intermediário, porque de repente nós entendemos que deixá-lo comprar directamente fora da UE é chato. Custava 5 e agora vai pagar 20? É um pequeno preço a pagar pelo bem-estar do intermediário..


    Parece que o luisvv descobriu agora que o comércio mundial não é livre e tem uma coisa chamada alfandega...

    Mas pelos vistos, muita gente está-se marimbando para concorrência leal, ou regras iguais para empresas de dentro ou de fora da UE. O que interessa é comprar baratinho, e o resto que se coza...

    Eu não compreendo como é que alguém pode defender que se pague IVA de um produto feito na UE e o mesmo produto vindo da China não pague IVA. É surreal que defendam isto.
    Concordam com este comentário: macinblack
  10.  # 95

    Colocado por: euParece que o luisvv descobriu agora que o comércio mundial não é livre e tem uma coisa chamada alfandega...

    Não, não descobri agora, obrigado. Acontece que o argumento é precisamente esse: o suposto papel pró-concorrência leal das taxas alfandegárias é a mais rematada mentira.


    Mas pelos vistos, muita gente está-se marimbando para concorrência leal, ou regras iguais para empresas de dentro ou de fora da UE. O que interessa é comprar baratinho, e o resto que se coza...


    O problema é equivaler concorrência leal à imposição de taxas alfandegárias. As taxas alfandegárias não servem para mais nada senão desencorajar a aquisição de bens de outros países, têm ZERO efeito de promoção de concorrência leal, sendo uma maneira hipócrita de prolongar a situação de pobreza noutras zonas do mundo.




    Eu não compreendo como é que alguém pode defender que se pague IVA de um produto feito na UE e o mesmo produto vindo da China não pague IVA. É surreal que defendam isto.


    Cobre o IVA, então, e esqueça as taxas alfandegárias. Negócio aceite.
    • eu
    • 11 junho 2021

     # 96

    Colocado por: luisvvAcontece que o argumento é precisamente esse: o suposto papel pró-concorrência leal das taxas alfandegárias é a mais rematada mentira.

    Não é bem assim, as taxas aduaneiras são essenciais para evitar práticas de dumping, que são claramente uma ameaça à concorrência.


    Colocado por: luisvvCobre o IVA, então, e esqueça as taxas alfandegárias. Negócio aceite.

    Na maior parte dos casos, basicamente é isso que vai acontecer.
  11.  # 97

    Deixem de gastar os euros em xinesisses supérfluas e gastem numa boa garrafa de vinho.
    Concordam com este comentário: rafaelisidoro, Vítor Magalhães
  12.  # 98

    Moral da história as coisas baratas não vale a pena mas as coisas caras baratas já vale a pena ... 🤔 Óbvio que o governo está se a **** para as empresas , o estado quer é taxas e taxoes ... A concorrência vai acontecer sempre agora mais que nunca ...
  13.  # 99

    Quando se manda vir algo e pára na alfândega tem que se levantar ?
  14.  # 100

    Tava a dar uma vista de olhos aqui nos CTT e não percebo nada disso mas é impressão minha ou os valores para serem cobrados as taxas estão mais altos só apartir de 150 , até aí só se paga iva Maia 2 euros , ou não percebi nada disso direito 😂
 
0.0379 seg. NEW