Iniciar sessão ou registar-se
  1.  # 201

    Já faltou pouco para fazer o mesmo, o banco CTT parece ser uma boa alternativa com as operações mais correntes.

    Estou com alguma expectativa sobre o que vão lançar no crédito habitação, se for interessante fazia a mudança de tudo!
  2. Ícone informação Anunciar aqui?

  3.  # 202

    Também pretendia fechar a minha conta na CGD e abrir no banco dos CTT, mas não cobram comissões até quando??? Vão abdicar desse lucro?! Não será agora uma campanha para angariar clientes e daqui a dois ou três anos começarem a cobrar?
  4.  # 203

    Colocado por: SabrinaTambém pretendia fechar a minha conta na CGD e abrir no banco dos CTT, mas não cobram comissões até quando??? Vão abdicar desse lucro?! Não será agora uma campanha para angariar clientes e daqui a dois ou três anos começarem a cobrar?

    claro que sim,,ninguem da nada a ninguem!mas poupar 2 anos em comissões ja não è mau!
  5. Procura serviços ou materiais para a sua casa? Contrate quem ajuda no fórum.

    • emad
    • 31 Outubro 2016 editado

     # 204

    Abram conta nos ctt e depois venham ca abrir um tópico "adeus aos ctt".
    Os ctt ainda não sabem fazer credito. O banco ctt vai aguentar-se ate engolir os lucros que os ctt vao dando. Quando os accionistas virem que foi ma opçao, sao eles que enviam cartas para encerrar aa contas.
    Agora ate vedem credito da cetelem.
    Tristeza de banco. E vocês querem tudo gratuito, spreads invisíveis e terem qualidade de serviço.
    À português. Mas habituem-se porque pagar vai tocar a todos.
    Concordam com este comentário: zeto
  6.  # 205

    Isso é a sua previsão! Pode não ser nada disso que diz. Não se sabe.
    • emad
    • 31 Outubro 2016 editado

     # 206

    Colocado por: SabrinaIsso é a sua previsão! Pode não ser nada disso que diz. Não se sabe.

    Infelizmente ja acertei em coisas deste género.
    E uma delas foi o resgate da CGD.
    Registe este tópico para confirmação futura.
    • eu
    • 31 Outubro 2016

     # 207

    O cenário que o emad traça até é bem provável que ocorra. Mas se isso acontecer... não há problema, muda-se para outro banco, o que for mais favorável na altura. E enquanto isso não acontece, é de aproveitar.

    Mas uma coisa é certa: eu não fico quietinho a ver as taxas e comissões a subir todos os anos de forma arbitrária, ainda por cima para pagar asneiras de gestão de senhores muito bem pagos... para esse peditório só dou se for obrigado.
    Concordam com este comentário: Sabrina, Toino
  7.  # 208

    Colocado por: emadAbram conta nos ctt e depois venham ca abrir um tópico "adeus aos ctt".
    Os ctt ainda não sabem fazer credito. O banco ctt vai aguentar-se ate engolir os lucros que os ctt vao dando. Quando os accionistas virem que foi ma opçao, sao eles que enviam cartas para encerrar aa contas.
    Agora ate vedem credito da cetelem.
    Tristeza de banco. E vocês querem tudo gratuito, spreads invisíveis e terem qualidade de serviço.
    À português. Mas habituem-se porque pagar vai tocar a todos.
    Concordam com este comentário:zeto


    O problema é que mesmo pagando não há qualidade de serviço, por isso mas vale pagar o menos possível!
    Concordam com este comentário: Sabrina
    • eu
    • 2 Novembro 2016

     # 209

  8.  # 210

    Colocado por: emadAbram conta nos ctt e depois venham ca abrir um tópico "adeus aos ctt".
    Os ctt ainda não sabem fazer credito. O banco ctt vai aguentar-se ate engolir os lucros que os ctt vao dando. Quando os accionistas virem que foi ma opçao, sao eles que enviam cartas para encerrar aa contas.
    Agora ate vedem credito da cetelem.
    Tristeza de banco. E vocês querem tudo gratuito, spreads invisíveis e terem qualidade de serviço.
    À português. Mas habituem-se porque pagar vai tocar a todos.
    Concordam com este comentário:zeto



    Hum... tenho conta em 4 bancos e a única coisa que pago, de comissões, é relativa à anuidade de um cartão multibanco no Santander. E pago cheques, em qualquer um dos 4 bancos, se precisar deles, e transferências online, em 2 deles. De resto, comissões zero. É possível sim, e nem dá trabalho. E ainda tenho juros de miséria (<1%), mas pelo menos é melhor que nada.
  9.  # 211

    Colocado por: emad
    Infelizmente ja acertei em coisas deste género.
    E uma delas foi o resgate da CGD.
    Registe este tópico para confirmação futura.


    Eu já fechei conta na CGD há mais de 5 anos. CGD, MIllennium e Popular, fechei tudo. Mudei para muito melhores serviços, por valores muito mais em conta e ainda tenho muito melhor acompanhamento de cliente e recomendações com pés e cabeça, em vez das recomendações financeiras miseráveis que os meus familiares recebem nos bancos da praça.

    Ao típico português falta critério, informação e algum arrojo financeiro. É por isso que foge a 7 pés de depósitos a taxas mais altas, mas se a taxa for bastante mais alta, nem sequer quer saber se é depósito ou aplicação financeira, tipo o papel comercial do BES.

    Somos nós que fazemos os nossos bancos. O nosso medo de mudar, o nosso temor, a nossa falta de exigência, tudo isso faz com que os bancos se acomodem e ofereçam serviços cada vez mais caros e atendimentos cada vez piores. Sejam exigentes, olhem pelos vossos interesses, que mais ninguém o faz por vós.
    Concordam com este comentário: master_chief, pires1, Sabrina, Toino
  10.  # 212

    Caro Skinkx,

    Seria capaz de partilhar connosco a sua solução?
  11.  # 213

    Colocado por: CaravelleCaro Skinkx,

    Seria capaz de partilhar connosco a sua solução?


    Bancos de presença online, essencialmente, não há milagres. Um deles, o BEST, até é público neste momento.

    Comecei por mudar para o Activobank porque tinha conta no BCP e era exactamente igual, simplesmente não pagava comissões. Ao princípio a minha mulher chateou-me a cabeça com essa coisa dos "bancos da internet", mas passado algum tempo sonegou-me a conta, que passou a conjunta, já lá abriu uma só para ela, está a fechar as contas que tem na CGD e Montepio e acabou por se render às evidências, porque dá muito menos trabalho e é tudo mais barato, desde comissões de manutenção de conta (zero), cartões de débito (zero), cartões de crédito (zero) e transferências online (zero).

    Ao princípio custou-me a entrar nas linguagem financeira, ter que ler as FIN e os preçários, mas depois um tipo começa a falar a linguagem deles e em poucos segundos entra num banco e sabe quem é que está pra nos ajudar e para nos enganar. No BCP já tive quem me quisesse enganar e já tive um tipo que, ao ver o NIB que era do AB, só me perguntou se era ou não um espectáculo trabalhar com o AB...

    Tenho muita estima pelo meu dinheiro e não gosto de pagar para ter o dinheiro no banco. Eles que cobrem por serviços que realmente prestam e não apenas por existirem... felizmente, neste mercado a lei da oferta e da procura funciona.

    As pessoas têm é que ser informadas, nem demasiado arrojadas, nem demasiado temerosas - informadas. Lembro-me bem das dúvidas que os meus pais tiveram quando lhes recomendei certificados do tesouro, que são garantidos pelo estado, ao mesmo tempo que lhes viram impingidas obrigações da CGD que demoram 10 anos a vencer... CDG essa que, como todos sabem, não fosse mais um resgate subreptício do Estado e também ela já teria ido ao ar.

    Dito por um colega meu, filho de bancários - ninguém está lá para nos ajudar e a maioria só nos quer enganar ou cumprir os objectivos. Como conheço a mãe dele e é a pessoa que abriu a minha primeira conta, aos 16 anos, admito uma honrosa excepção, mas até acho muito maior conforto em lidar com quem não conheço minimamente atrás do balcão ou até ao telefone, do que lidar com conhecidos cujas relações de amizade constrangem o meu bom ou mau discernimento.

    O que não falta são pessoas a dizer que o senhor "X" do BES ou do BANIF os enganou. Até hoje, em banco nenhum da net apareceu alguém, até porque são impessoais, a tentar impingir-me qualquer produto em específico. Mandam umas espécies de newsletters, com novos produtos, mas um gajo lê e arruma para o lado. É a vantagem de não ter que se falar directamente com o senhor "X" e, quando damos por ela, já metemos o dinheiro numa coisa que não queríamos.
    Concordam com este comentário: eu, miguelg, two-rok, pires1, dmrs
    Estas pessoas agradeceram este comentário: master_chief, Toino, Caravelle
  12.  # 214

    Caro Skinkx,

    Obrigado pela sua colaboração. Vou olhar para isso com olhos de ver.

    E em relação a crédito habitação?
  13.  # 215

    Colocado por: CaravelleCaro Skinkx,

    Obrigado pela sua colaboração. Vou olhar para isso com olhos de ver.

    E em relação a crédito habitação?


    Nunca fiz. Evito o crédito, usei para o meu carro e desde aí que tenho poupado e tenho posto os bancos a trabalhar para mim.
    Nesses bancos online tenho feito depósitos bancários sucessivamente a 2.2%, 2.2% e agora a 1.5%. É uma miséria, mas é 10 vezes mais que na banca tradicional...

    Como não uso crédito, não posso recomendar nada. Mas uso cartão de crédito, com cashback, de modo a que algum €€€ volte para mim. Só nos últimos 12 meses tenho cerca de 176 € em cashback dos meus cartões de crédito. É 1% aqui, 0.5% ali e ao fim de algum tempo é dinheiro. É pouco, mas é meu e não deles.
    Estas pessoas agradeceram este comentário: Caravelle
  14. Ícone informação Anunciar aqui?

    • emad
    • 4 Novembro 2016 editado

     # 216

    Skinkx parece que você encontrou uma forma de explorar os bancos e nao o contrario.
    E ainda por cima descobriu que os bancos não precisam de colaboradores para lhe ajudar a tomar decisões e a engana-lo.
    Estou a começar a gostar desta ideia. Bancos sem caras e sem colaboradores manhosos.
    Será que sem colaboradores e com custos mais reduzidos nao conseguiriam pagar por depósitos 1,5% e emprestar a 1,25% e ter cartoes de graça e sem despesas de manutenção? Isto é que era um sonho.
    Faz-me lembrar os hipermercados com caixas automáticas self service sem colaboradores. Ja temos as bombas de gasolina self-service.
    Também temos os check- in automático nos aeroportos. Viaverde em detrimento de colaboradores incompetentes e antipáticos.
    Maquinas de lavar carros self-service. Temos máquinas de comida e bebidas 7/24.
    Mais...
    Ah, temos as compras na Net que nao precisamos de aturar ninguém, escolhemos pagamos e mandam para casa.
    No Japão existem já umas coisas nao sei o nome, que os homens nem precisam de mulheres para se satisfazer. Para que raio precisamos de aturar as mulheres? Elas tambem ja tem utensílios para dispensarem os homens, portanto.
    Lembrei-me de uma muito boa. Redes socias. Sim redes. As redes são uma forma de nós preenchermos a nossas vidas vazias sem contato directo com pessoas.
    Isto já parece uma dissertação sobre o início do fim da humanidade.
    Cuidado. Ainda passaram muito poucos anos destas modernices, mas elas avançam e desenvolvem-se cada vez mais e nós nem damos por ela.
    Eu já devia estar a dormir, e estou para aqui a dissertar sem nexo nenhum.
    •  
      damned
    • 4 Novembro 2016 editado

     # 217

    Colocado por: emadSkinkx parece que você encontrou uma forma de explorar os bancos e nao o contrario.
    E ainda por cima descobriu que os bancos não precisam de colaboradores para lhe ajudar a tomar decisões e a engana-lo.
    Estou a começar a gostar desta ideia. Bancos sem caras e sem colaboradores manhosos.
    Será que sem colaboradores e com custos mais reduzidos nao conseguiriam pagar por depósitos 1,5% e emprestar a 1,25% e ter cartoes de graça e sem despesas de manutenção? Isto é que era um sonho.
    Faz-me lembrar os hipermercados com caixas automáticas self service sem colaboradores. Ja temos as bombas de gasolina self-service.
    Também temos os check- in automático nos aeroportos. Viaverde em detrimento de colaboradores incompetentes e antipáticos.
    Maquinas de lavar carros self-service. Temos máquinas de comida e bebidas 7/24.
    Mais...
    Ah, temos as compras na Net que nao precisamos de aturar ninguém, escolhemos pagamos e mandam para casa.
    No Japão existem já umas coisas nao sei o nome, que os homens nem precisam de mulheres para se satisfazer. Para que raio precisamos de aturar as mulheres? Elas tambem ja tem utensílios para didpensatem os homens, portanto.
    Lembrei-me de uma muito boa. Redes socias. Sim redes. As redes são uma forma de nós preenchermos a nossas vidas vazias sem contato directo com pessoas.
    Isto já parece uma dissertação sobre o início do fim da humanidade.
    Cuidado. Ainda passaram muito poucos anos destas modernices, mas elas avançam e desenvolvem-se cada vez mais e nós nem damos por ela.
    Eu já devia estar a dormir, e estou para aqui a dissertar sem nexo nenhum.


    Não me admirava muito (alias, já não estamos longe) de serviços como o Paypal serem o que agora vemos como bancos, num futuro próximo. O Paypal é uma instituição bancária, sediada em luxemburgo e é regulada como tal. Depois temos os apple pay e por aí fora, é visivelmente o futuro para as transacções e depósitos mais corriqueiros que não exigem qualquer tipo de analise/gestor.
    • emad
    • 4 Novembro 2016

     # 218

    .
  15.  # 219

    Colocado por: emadSkinkx parece que você encontrou uma forma de explorar os bancos e nao o contrario.
    E ainda por cima descobriu que os bancos não precisam de colaboradores para lhe ajudar a tomar decisões e a engana-lo.
    Estou a começar a gostar desta ideia. Bancos sem caras e sem colaboradores manhosos.
    Será que sem colaboradores e com custos mais reduzidos nao conseguiriam pagar por depósitos 1,5% e emprestar a 1,25% e ter cartoes de graça e sem despesas de manutenção? Isto é que era um sonho.
    Faz-me lembrar os hipermercados com caixas automáticas self service sem colaboradores. Ja temos as bombas de gasolina self-service.
    Também temos os check- in automático nos aeroportos. Viaverde em detrimento de colaboradores incompetentes e antipáticos.
    Maquinas de lavar carros self-service. Temos máquinas de comida e bebidas 7/24.
    Mais...
    Ah, temos as compras na Net que nao precisamos de aturar ninguém, escolhemos pagamos e mandam para casa.
    No Japão existem já umas coisas nao sei o nome, que os homens nem precisam de mulheres para se satisfazer. Para que raio precisamos de aturar as mulheres? Elas tambem ja tem utensílios para dispensarem os homens, portanto.
    Lembrei-me de uma muito boa. Redes socias. Sim redes. As redes são uma forma de nós preenchermos a nossas vidas vazias sem contato directo com pessoas.
    Isto já parece uma dissertação sobre o início do fim da humanidade.
    Cuidado. Ainda passaram muito poucos anos destas modernices, mas elas avançam e desenvolvem-se cada vez mais e nós nem damos por ela.
    Eu já devia estar a dormir, e estou para aqui a dissertar sem nexo nenhum.


    Poupe-me... você não usa caixas ATM? Se eu quiser fazer um depósito, vou ao banco e opto preferencialmente pela máquina, porque metade dos funcionários são antipáticos e a outra metade está para almoçar quando tenho tempo de lá passar.

    O negócio dos bancos é aceitar depósitos por 1 e emprestar por 2, não precisam de se encher com milhares de taxas e taxinhas e comissões. Que sejam escrupulosos com o dinheiro que lá está depositado, o fim do BPP/BPN/BANIF/CDG não se deve a clientes escrupulosos que deixaram de querer pagar comissões por tudo e por nada mas sim por actos de gestão danosa. Ora, eles podem não olhar pelo dinheiro deles, mas eu gosto e olhar pelo meu.

    E digo-lhe mais, esta atitude é tão somente uma questão de mentalidade. Fiz um crédito para automóvel há uns anos e quando terminei com ele, antecipadamente, inverti o ciclo e comecei a poupar e depositar, em vez de pedir emprestado e consumir. Em poucos anos atingi a plena independência financeira e estou cada vez mais perto de realizar os meus projectos.

    Tendo isto sido em 2011 (+/-), tinha 3 contas onde pagaria cerca de 5 €/mês só para ter a conta aberta. 5 €/mês, 3 instituições, 12 meses/ano, 5 anos corridos, a matemática é fácil e dá 1000 euros. 1000 euros que ficaram do lado de cá e que não se perderam do lado de lá. Há quem prefira vergar a mola um mês inteiro para ter os mesmos 1000 euros, quando bastava ser escrupuloso.
    Concordam com este comentário: eu, Toino
  16.  # 220

    E quando quero contacto directo com as pessoas tenho sempre dinheiro no bolso para ir beber umas minis... :-)
data-ad-format="auto" data_ad_region="test">