Iniciar sessão ou registar-se
  1.  # 201

    Colocado por: J.Fernandes
    No momento da construção dos pegões, de facto um nível freático elevado pode complicar as coisas, mas depois de construído, o pegão funciona como qualquer outro elemento de fundação em que, frequentemente, o nível freático do terreno está á superfície, ou perto.


    Obviamente, o problema do nível freático é apenas e só no momento da escavação e da contenção da terras: afinal, se tiver uma sapata de 1.10 por 1.20 e tiver que fazer um pegão com 8 metros de fundo e nível freático à superfície, com é que faço aquela escavação em segurança?

    Tudo depende da posição do nível freático. Se tivermos água 2 metros acima do firme, a água não chateia rigorosamente nada.


    E o que foi dito foi isto:

    Colocado por: ****Os pegões ou poços , funcionam , se não existir nível freático , se existir , lá tem de ser estacas !!


    O que foi colocado em causa foi o funcionamento estrutural, não a facilidade de execução.

    Mas hey, se estava nuns powerpoints de professores catedráticos do Técnico na net é porque é mesmo assim... se está lá escrito, é porque é verdade. Afinal, é a internet. Filtrar a informação e adaptar é uma modernice dispensável.
  2.  # 202

    Nivel freatico alto...varias linhas de geodreno abaixo do edificio e nao só na envolvente, ensoleiramento geral é uma das solucoes que pode ser calculada e admitida como opcao em xx de estacas.mas cada caso é um caso
  3.  # 203

    Ja fizemos um projeto e acompanhamento de obra numa discoteca do montijo (kaxaca) com uso de estacas cravadas no lodo do rio tejo, em que aí tibha mesmo de ser estacas
  4.  # 204

    Colocado por: ****

    Se já vi o problema em obra , porque não ia acreditar ? Vá leve lá a bicicleta e peça mais uns catálogos para o gabinete!




    Vá lá, mostre lá os estudos dos catedráticos onde se demonstra que os pegões não funcionam com nível freático.
    Você vem-me aqui falar em estudos de catedráticos e isto e aquilo e afinal não são mais do que os primeiros powerpoints que aparecem na net se pesquisarmos o google por "pegões" e depois ainda vem gozar com essa dos "catálogos".

    Nada como um tipo que um dia sonhou ser engenheiro mas não passa de aspirante andar a procurar na internet informação sobre como executar pegões, interpretar a informação de modo errado e ainda sai a gozar que são os outros que pedem catálogos.

    Continue a fazer formação em engenharia pela net, pode ser que um dia lhe reconheçam o curso.
  5.  # 205

    Lolol
  6.  # 206

    A diferença entre um curioso...

    Colocado por: ****Os pegões ou poços , funcionam , se não existir nível freático , se existir , lá tem de ser estacas !!




    ... e um engenheiro.

    Colocado por: J.Fernandes
    No momento da construção dos pegões, de facto um nível freático elevado pode complicar as coisas, mas depois de construído, o pegão funciona como qualquer outro elemento de fundação em que, frequentemente, o nível freático do terreno está á superfície, ou perto.



    Não fui eu que disse, foi alguém com formação contínua e com opinião mais do que avaliada por aqui, no que toca ao cálculo de estruturas.
    • Skinkx
    • 14 junho 2018 editado

     # 207

    Colocado por: riscosLolol


    Isto era desnecessário e eu ainda tentei manter a conversa cordial. Como sempre, perante o contraditório, tinham que levar isto para o lado pessoal.

    Ontem passou, hoje fartou. Não tenho orgulho neste tipo de argumento, mas também não gosto de ser vexado.

    Não havia necessidade e até por isso tenho andado mais afastado, mas isto vai dar sempre ao mesmo, há sempre uma necessidade de confrontação pessoal mesmo em coisas que não têm nada a ver com outras guerras.

    Por mim fico por aqui por hoje, a ver se isto não descamba.
  7.  # 208

    Pergunta de um não engenheiro.
    Em situações em que o nível freático é alto, é relevante para a fundação os valores da eventual pressão hidrostática?
    No caso em que o nível freático não é constante ao longo do ano. Em principio teremos tensões de terreno tb variáveis certo?
  8.  # 209

    Skinkx só me ri da vossa conversa..ofendi alguem?
  9.  # 210

    Colocado por: riscosSkinkx só me ri da vossa conversa..ofendi alguem?


    Não, e nem eu disse isso. Aliás, estava a penitenciar-me por isto ter descambado sem necessidade, mas desde ontem que estava a encher com provocações.
  10.  # 211

    Ahh pronto, entao amigos de novo ;😁
  11.  # 212

    Colocado por: Skinkxcom opinião mais do que avaliada por aqui, no que toca ao cálculo de estruturas.

    Por acaso não faço cálculo de estruturas, mas sim, sou engenheiro civil.
    • tmmc
    • 14 junho 2018

     # 213

    Voces ja parecem os picheleiros 😂
  12.  # 214

    Colocado por: zedasilvaEm situações em que o nível freático é alto, é relevante para a fundação os valores da eventual pressão hidrostática?
    No caso em que o nível freático não é constante ao longo do ano. Em principio teremos tensões de terreno tb variáveis certo?

    É uma boa pergunta.

    Mais que o nível freático, conta a sua variação no tempo. Não por causa da pressão hidrostática, mas porque a maior parte dos solos apresenta um nível de assentamento (não a capacidade de carga) diferente conforme esteja saturada ou seca. Um solo saturado vai assentar menos que um seco. Na prática, estamos a falar de assentamentos que ocorrem na fase de construção, sendo que a margem que fica para assentar depois da construção é diminuta, desprezável. Isto na maior parte dos solos que vemos por aí, porque se estivermos a falar de solos essencialmente arenosos ou argilas, por exemplo, as coisas podem ser diferentes.
    Estas pessoas agradeceram este comentário: two-rok
  13.  # 215

    Colocado por: tmmcVoces ja parecem os picheleiros 😂
    isso é raça fraca
    Concordam com este comentário: tmmc
  14.  # 216

    Colocado por: J.FernandesIsto na maior parte dos solos que vemos por aí, porque se estivermos a falar de solos essencialmente arenosos ou argilas, por exemplo, as coisas podem ser diferentes.

    Sim os solos argilosos são dos piores.
    Já agora quer desenvolver mais estas particularidades dos solos arenosos e argilosos?
  15.  # 217

    Colocado por: SkinkxAssim é impossível ter água estagnada encostada nas paredes enterradas.

    Não li o tópico todo mas gostaria de deixar um desafio:
    Como resolver esta questão numa casa com desvão sanitário em que uma das paredes substitui o muro de separação do terreno com o terreno vizinho? Não me parece viável estar a fazer uma vala de drenagem e respetivo recheio já em propriedade alheia, certo?
  16.  # 218

    Colocado por: mhpintoNão me parece viável estar a fazer uma vala de drenagem e respetivo recheio já em propriedade alheia, certo?

    Faz o dreno por baixo da sapata.
    Isto deve ser contemplado no calculo da estrutura daquela zona
    Estas pessoas agradeceram este comentário: mhpinto
  17.  # 219

    Colocado por: zedasilvaFaz o dreno por baixo da sapata.

    E todas as partes que compõem o dreno suportam o peso?
  18.  # 220

    Colocado por: mhpintoE todas as partes que compõem o dreno suportam o peso?

    Por isso é que deve ser tido em conta no calculo.
    Não é chegar á obra e começar a inventar
 
0.0854 seg. NEW