Iniciar sessão ou registar-se
  1.  # 61

    Colocado por: N Miguel OliveiraOra nem mais... Se mesmo assim acham caro construir cá, que dirão noutros países (?).
    Nos outros paises um gajo contenta-se com 60 ou 70 m2 de casa alugada, que remédio 😂
    Mas sim, enquanto acho que qualquer trolha como eu em portugal consegue facilmente comprar casa ou pelo menos um apartamento na Suíça por exemplo ainda não trabalhei com nenhum trolha que nao pagasse renda!
    Concordam com este comentário: N Miguel Oliveira
  2.  # 62

    Colocado por: DR1982na Suíça por exemplo ainda não trabalhei com nenhum trolha que nao pagasse renda!
    Normal, qualquer barraco passava do milhão de francos. Apartamentozito nos 600k...
  3.  # 63

    Colocado por: DR1982na Suíça por exemplo ainda não trabalhei com nenhum trolha que nao pagasse renda!

    Não faltam trolhas suíços com casa própria
    • RUIOLI
    • 19 Novembro 2020 editado

     # 64

    Colocado por: RRoxxFaça-se á americana, que as casas são tabeladas e a arq tem de se moldar ao que a estabilidade permite, baixa logo os custos.

    Cá cada casa é feita à medida para cada um, e ainda querem milagres. O feito á medida tem sempre de ser dispendioso.


    Comentário sensato.

    Acho que seria bem aceitável ter dois caminhos:

    1 - para quem tem poder aquisitivo, ter uma casa à medida.

    2 - para quem tem orçamento limitado, existirem projetos tipo (não quer dizer que não se adaptem à envolvente e à vivência das pessoas, quando se compra um apartamento ele já está projetado ou feito e a maioria vive bem com isso, só tem de escolher dentro da vasta oferta), bastante optimizados, custos estáveis bem definidos e os custos mais variáveis bem identificados para serem aferidos antes da decisão final de construir.

    Mas claro, somos um país rico, tínhamos um parque escolar com meia dúzia de modelos, fomos modernizar e ficamos com centenas de modelos diferentes, em que a capacidade de optimização racional se perdeu... tinha sido preferível optimizar aquela meia dúzia de modelos, projeto piloto, afinar, replicar e tínhamos o dobro das escolas requalificadas, metade dos custos de exploração. Ah ok, se calhar o objetivo era o preço derrapar...
    Concordam com este comentário: marco1, RRoxx, Pedro Barradas
  4.  # 65

    Colocado por: N Miguel OliveiraNormal, qualquer barraco passava do milhão de francos. Apartamentozito nos 600k...
    Mesmomem França
    Perto de Genève a coisa esta impensável, uma casota qualquer é sempre de 400 mil para cima
  5.  # 66

    Colocado por: Dias Borges
    Não faltam trolhas suíços com casa própria
    Por isso é que eu disse que EU nao conhecia, mas tambem so la estou ha 2 anos!
  6.  # 67

    Colocado por: jamesponde
    Mais areia para os olhos, a ver se engana algum "caloiro"...

    Eu se tenho X dinheiro para gastar, e quero uma casa para X-2, porque levo com uma casa de X*Y+Z?

    Por ser feito a medida, não sabem balizar um projecto?


    Não percebi nada do seu comentário. Elabore lá a ideia...

    Até se pode balizar, o cliente não pode é pedir uma casa de 300m2 com 5 termossifoes 2 piscinas e pintada de cor de rosa fluorescente e querer gastar só 50k.

    Veja como funciona em países mais evoluídos e com mercados mais dinâmicos que os nossos.
  7.  # 68

    Colocado por: RRoxxNão percebi


    Colocado por: jamespondeEu se tenho X dinheiro para gastar, e quero uma casa para X-2, porque levo com uma casa de X*Y+Z?


    RRoxx, creio que o Y e o Z do jamesponde são os requisitos mínimos que estão na lei, mas que o DO comum nem sabe para que servem...
    Os gastos em segurança, em N caixas de visita, os valores aceitáveis para a térmica, efeitos de punçoamento, o valor U do vidro, disto e daquilo, o IVA... Afinal o X eram só um tecto e quatro paredes e foi só isso que o DO pediu...
  8.  # 69

    Colocado por: N Miguel OliveiraAfinal o X eram só


    ... O dinheiro que o DO tinha para gastar.
    Concordam com este comentário: jamesponde, nunos7, N Miguel Oliveira
  9.  # 70

    Colocado por: RRoxx

    Não percebi nada do seu comentário. Elabore lá a ideia...

    Até se pode balizar, o cliente não pode é pedir uma casa de 300m2 com 5 termossifoes 2 piscinas e pintada de cor de rosa fluorescente e querer gastar só 50k.

    Veja como funciona em países mais evoluídos e com mercados mais dinâmicos que os nossos.


    Uma pessoa chega ao pé de um profissional e diz, quero uma casa com 3 quartos, sala, patati e patatá e tenho 200 mil euros para gastar.

    Voces como profissionais que deveriam ser, diziam: Oh chefe, isso que voce quer nao dá nem com 300 mil. Como é? Baixa os requisitos ou sobe o orçamento? Senao, muito obrigado pela visita, mas nao posso continuar nessas condições...

    Mas nãooooooo... A culpa é do DO...Pois é, por escolher o mau profissional, que só olhou para os 6 mil que vai embolsar...


    Colocado por: N Miguel Oliveira



    RRoxx, creio que o Y e o Z do jamesponde são os requisitos mínimos que estão na lei, mas que o DO comum nem sabe para que servem...
    Os gastos em segurança, em N caixas de visita, os valores aceitáveis para a térmica, efeitos de punçoamento, o valor U do vidro, disto e daquilo, o IVA... Afinal o X eram só um tecto e quatro paredes e foi só isso que o DO pediu...


    Meu caro, apartir do momento é que recebe dinheiro para realizar um projecto, cabe a si informar o DO do Y e do Z e fazer de maneira que caibam dentro do X.

    Tudo que seja diferente disso, ou é porque o sonho do DO afinal nao dá com X ( e tem que ser informado disso antes de dar entrada na camara) ou porque nao quis saber logo a partida do X.
    Concordam com este comentário: N Miguel Oliveira, Olim, frpin
  10.  # 71

    Colocado por: rjmsilva... O dinheiro que o DO tinha para gastar.


    Aos poucos lá vão chegando à conclusão que andamos a construir "acima das possibilidades" como dizia o outro...
  11.  # 72

    Colocado por: jamespondeMeu caro, apartir do momento é que recebe dinheiro para realizar um projecto, cabe a si informar o DO do Y e do Z e fazer de maneira que caibam dentro do X.


    Exactamente, o que é que acha que andamos aqui a fazer?
  12.  # 73

    Colocado por: N Miguel Oliveira

    Exactamente, o que é que acha que andamos aqui a fazer?


    A quantidade de DO enrrabus, algo se passa na classe dos arquitectos nos dias de hoje...
    Concordam com este comentário: N Miguel Oliveira, Olim, ACPCastro, RRoxx
  13.  # 74

    E para mim, a maior armadilha é quando se mete na camara algo sem especialidades.

    A tal conversa, para nao andar a fazer contas com algo que pode mudar a pedido da camara. Logo ali, um DO fica entalado.

    Entra na camara, aprova, vai para especialidades e so depois leva com a chapada da realidade com os orçamentos que começa a receber, que afinal a vaca era uma cabra...

    Quem é o DO que depois de 1 ano e tal no primeiro processo volta atrás e refaz tudo de novo? É preciso ter jogo de encaixe...

    Depois vem as tais artimanhas, de procurar empreiteiros vao de escada, fiscais por telefone, etc
    Concordam com este comentário: RUIOLI, N Miguel Oliveira, Olim, ACPCastro
  14.  # 75

    Colocado por: N Miguel OliveiraAgora se neste preço incluir-lhe as visitas à obra, fiscalização, mapas de quantidades/caderno de encargos, projecto de execução, pedido e análise de orçamentos, reuniões, deslocações, telefonemas e emails... e as chatices que o DO bem conhece... você dirá!


    Para nao ficar isto em branco, tudo o que menciona, é extra.
    Concordam com este comentário: Olim
  15.  # 76

    Colocado por: DR1982
    Talvez por isso Portugal seja o pais que eu conheço onde mais gente consegue ter casa própria
    Concordam com este comentário:N Miguel Oliveira

    Só há um motivo verdadeiro para isso acontecer. De uma forma muito generalizada, os valores dos empréstimos para habitação andam de braço dado com os valores do arrendamento. Ora, é certo que a velha máxima do “já que pago, pago para que seja meu no fim” vem ao de cima. O nosso mercado de arrendamento sempre foi um descalabro sem qualquer controle ou rigor. Em tempos de vacas gordas então é uma autêntica loucura. Qualquer QUARTO arrendado na zona de Lisboa anda acima dos 300€ e para um t3 chegar sis 1200€ por Mês é um tirinho. Com valores destes pois é claro que a malta compra.
    Concordam com este comentário: Olim
  16.  # 77

    jamesponde, mas nisso dou-lhe a razão... ainda que voltamos sempre ao mesmo ponto.

    Sobre o custo de obra: depois deste post (#18):
    Colocado por: pauloagsantosEu estou a construir a 850€ o m2 com IVA incluído.

    Do qual não duvido nada nem tenho razões para isso. O Cristiano (autor do tópico) já esqueceu tudo o que comentei antes, nos posts da 1ª página... (de que sendo uma obra pequena, o valor por m2 até será maior que os 1000€ muito provavelmente)...

    É a natureza humana. Apartir daquí o Cristiano já só pensará nos 850m2(com IVA) verdadeiramente... ou estou enganado?
    Mesmo não conhecendo nenhum dos projectos (o do paulogsantos e o do Cristiano).
  17.  # 78

    Colocado por: jamespondePara nao ficar isto em branco, tudo o que menciona, é extra.


    Já sobre os projectos, não deixa de ter razão também.

    Mas o que eu queria saber é se você contratará algum desses extras?!
    Para que a obra fique pelo custo estimado, ou se será você mesmo a gerir a obra?
  18.  # 79

    Eu tambem comentei que os 1000 era uma linha de ajuda. E para nao considerar o tecto maximo que tem a dividir por 1000.

    Porque ha sempre surpresas.

    Agora nao aceito despistes enormes logo a cabeca... isso é mau profissionalismo da parte do responsavel de projecto
  19.  # 80

    Colocado por: N Miguel Oliveira

    Já sobre os projectos, não deixa de ter razão também.

    Mas o que eu queria saber é se você contratará algum desses extras?!
    Para que a obra fique pelo custo estimado, ou se será você mesmo a gerir a obra?


    Sim vou contratar.