Iniciar sessão ou registar-se
  1.  # 141

    Colocado por: duartecordeiroO que eu disse foi que para quem compra, se pagar essa bica antes de lha servirem e fugirem com o seu dinheiro, não é relevante para quem compra.

    Não?
    Olhe,eu ficava bem lixado.

    Colocado por: duartecordeiroClaro que para quem vende é relevante essa e mais uma centena.

    Está a ver?
  2. Ícone informação Anunciar aqui?

  3.  # 142

    Colocado por: Hugo S.Ó Jorge ... Não sei a que lojas vai, mas eu pago quando tenho o artigo comigo ... e tenho 15 dias para o devolver e receber o dinheiro de volta ... Quer continuar a comparar com essas lojas?

    Claro que não...nós damos 5 anos para reclamar,quer mais?
  4.  # 143

    Colocado por: danobregaNão é possível ser o banco a pagar ao construtor? Do género, o banco de X em X tempo vai à obra, vê o que está feito e paga. Assim o risco para ambas as partes era minimizado.

    O melhor seria o consumidor final comprar o material...aí não havia risco para ninguém.
  5. Procura serviços ou materiais para a sua casa? Contrate quem ajuda no fórum.

  6.  # 144

    Colocado por: Jorge Rocha
    Claro que não...nós damos 5 anos para reclamar,quer mais?


    Não falei em garantias, falei em devolução. Não falei em reparação, falei em devolução. O que prova que estamos a falar de coisas bem diferentes, não é!? Pois ....
    Mas já vi que não vale a pena continuar a conversa, dado que já não me parece que ninguém aqui queira de facto debater o tema, mas sim desviar-se do tema!
  7.  # 145

    Colocado por: Jorge Rocha
    Não?
    Olhe,eu ficava bem lixado.


    Está a ver?


    Jorge, não seja assim.
    O meu ponto, como bem sabe, não é dizer que eu não ficaria lixado. É que se isso me acontecesse, eu não terei que suportar esse roubo durante 10 ou 15 anos para reaver o dinheiro perdido.
    Continuo a dizer que a dimensão das coisas leva-nos a soluções diferentes. Para o café e a lata de coca-cola, as soluções serão umas, para casas e barcos outras. E continuo a dizer que o adiantamento pode muito bem fazer sentido no caso das casas. Um compromisso entre o cliente e o fornecedor parece-me o mais acertado. Creio que radicalismos ("não aceito adiantamentos" ou "não aceito menos que 30% de sinal) são, como em tudo, uma mostra de falta de diálogo, o que por si levará a outros problemas quando as complicações durante a construção da casa surgirem.
    Espero ter-me explicado melhor desta vez :)
    Concordam com este comentário: Jorge Rocha
  8.  # 146

    Colocado por: Hugo S.Não falei em garantias, falei em devolução. Não falei em reparação, falei em devolução.

    Devolução ou reparação não pertence a garantia?
    Claro que paga quando tem o artigo consigo,mas ele há gente que acredita no mesmo em construção,sabendo que um subempreiteiro terá que pagar ao seu fornecedor atempadamente.
  9.  # 147

    Colocado por: Hugo S.

    Não falei em garantias, falei em devolução. Não falei em reparação, falei em devolução. O que prova que estamos a falar de coisas bem diferentes, não é!? Pois ....
    Mas já vi que não vale a pena continuar a conversa, dado que já não me parece que ninguém aqui queira de facto debater o tema, mas sim desviar-se do tema!
    qual tema? essa é engraçado que eu saiba a discussão é
    Como escolher um empreiteiro
    já se vai na parte em como entalar o empreiteiro, mas eu percebi qual a classe que pertence
  10.  # 148

    Colocado por: Jorge Rocha
    Devolução ou reparação não pertence a garantia?
    Claro que paga quando tem o artigo consigo,mas ele há gente que acredita no mesmo em construção,sabendo que um subempreiteiro terá que pagar ao seu fornecedor atempadamente.


    Jorge, Não! A Devolução não é parte integrante da garantia. A garantia existe à muitos anos, e a devolução é algo bem mais recente que está previsto na lei.

    Ninguem critica ou duvida que todos os pagamentos, por todos os intervenientes no processo de aquisição ou construção de um imóvel devem ser feitos atempadamente. O que aqui se discute é se esse mesmo pagamento deve ser feito antecipadamente ou não.

    Já se percebeu que o maior problema são as garantias e falta de confiança entre as partes, ou seja o construtor tem medo que o cliente não pague, e o cliente tem medo que o construtor não cumpra.
    O que aqui se pretendia discutir (na minha opinião) é se existem formas de proteção a todos os intervenientes na construção (incluindo o cliente) para minimizar o risco de cada um, sem ter de adiantar dinheiro.

    Falou-se em garantias bancárias, em prazos de pagamento, etc... mas infelizmente a conversa desviou-se para o café, o ebay e a worten ... paciência.
  11.  # 149

    Colocado por: DOGMA
    não desviou...são exemplos concretos!!..num lado pagam e não bufam mas noutros gosta-se de complicar.


    Tem toda a razão. O Trolha tem toda a razão! Exemplos concretos que mostram que tem razão! I'm Done ...
  12.  # 150

    Parece-me daquelas situações que ng tem razão ou deixa de ter.
    Os empresários decidem como querem levar o seu negócio. Os clientes escolhem. Ponto
    Concordam com este comentário: DOGMA, Carlos ***
  13.  # 151

    Colocado por: DOGMAa minha razão é a mesma que a sua!!


    Ainda bem que concorda comigo então.
  14.  # 152

    Colocado por: Jorge RochaO melhor seria o consumidor final comprar o material...aí não havia risco para ninguém.


    Também não teria problemas com isso se a coisa se processa-se sem grandes burocracias, e pela Internet. Exemplo, construtor vai levantar material a empresa X. Empresa X envia factura para pagar por email, eu pago, o construtor vai buscar ou a empresa X entrega na obra. Mas sinceramente parece-me mais simples todos os meses pagar o que estiver feito e/ou comprado.

    O problema em Portugal é a falta de confiança, que é um sério problema para se avançar com negócios. A palavra das pessoas vale de pouco... enfim. É uma pena.
  15.  # 153

    O topico era "escolher um empreiteiro"...
    Voltando a esse tópico deixo aqui a minha esperiência... uma empresa grande, multinacional, portuguesa mas com negocios e sub-empresas em varios paises...
    Mas mesmo assim, não passou de mais um empreiteiro aldrabão, que com palavras educadas e imagem impecavel de fatos Armani e carros topo de gama, enganou 5 clientes com 5 moradias...

    A historia: http://www.hmais.net

    Que sirva de alerta
  16.  # 154

    Colocado por: Cota40Que sirva de alerta

    Só se for para incautos, porque essa empresa nem alvará de construção tem, logo não é "empreiteiro".
    Concordam com este comentário: Luis K. W., Carlos ***
  17.  # 155

    "E com isto a H+ conseguiu o que a maioria dos empreiteiros parece ter aprendido na faculdade: empatar os 5 anos da garantia, para depois lavar as mãos."
    Já lhe expliquei que esta empresa não se trata de nenhum empreiteiro, portanto não venha para aqui insultar os empreiteiros, você é que é um nabo que não sabe a quem é que compra a casa.
    Concordam com este comentário: Luis K. W., J.C
  18. Ícone informação Anunciar aqui?

  19.  # 156

    Sr. Picareta,

    Chamar "nabo" de forma gratuita não abona muito a seu favor até porque eu disse "a maioria dos empreiteiros" considerando que alguns ainda poderão ser dignos de confiança!
    Nitidamente a carapuça enfiou pelo que vejo que não está incluido nesse pequeno lote de empreiteiros idóneos.

    Agora, se é assim tão informado, diga-me ... a H+ Construções, não tem Alvará actualmente, nunca teve ou você não sabe?
    É possivel ter projectos aprovados pelas Câmaras Municipais sem Alvará de construção?


    "pedido de reaprovação de projecto de arquitectura, ao abrigo do disposto no d.l. n.º 445/91 proc. 189/99 h+ construções, as reqt.º 3780/00, de 27/06 e 3798/01, de 27/06 prédio situado no gaveto entre a praça almirante reis e a travessa de jesus - freguesia s. julião
    Prop. Nº 247/2001 - DHU/DIGU
    Ver anexos"
    Veja o primeiro PDF... o pedido até foi aprovado.

    E já agora obrigado!
  20.  # 157

    Cota40,

    Não fui ver o PDF mas, pelo texto, a construções h+ actuou como proprietário/promotor imobiliário, e não como «empresa de construção».

    Para requerer à Câmara a aprovação de um projecto de arquitectura não é preciso ser licenciado em Arquitectura, NEM TER ALVARÁ de construção!! Basta ser o proprietário. :-)

    Já agora:
    Se eu (imagine que eu sou Laponês) escrever aqui que «a maioria» dos portugueses são ignorantes, invejosos, mal-formados, e armados em chico-espertos, como é que VOCÊ se sente ??

    (refinando: se eu escrever que «a maioria» dos portugueses-com-nickname-começado-por-C, são ign... etc. etc. , como é que VOCÊ se sente?)
  21.  # 158

    uma pessoa paga uns poucos euros por um carro que é dar durar uns curtos anos - mas como quer não ser enganado leva o seu mecanico para testar a sua compra

    mas

    quando uma pessoa paga milhares de euros por uma casa que é para a vida - não leva ninguem porque não precisa de ninguem - portanto só colhe o que semeia

    e parabens aos gajos que enganam pois só fazem o que lhes pedem.
    eu como sou burro perco uma série de negocios porque não consigo enganar - provavelmente tenho de ir aprender ou mudar de ramo.

    ab
    • Shev
    • 21 Março 2012

     # 159

    Boa tarde pessoal do Forum

    Eu posso-vos contar a minha experiência acabei de construir a minha casa e tenho tido grandes problemas com um empreiteiro de serralharia que é uma empresa situada em Esmoriz, "HENRIPAL ALUMÍNIOS" e que desaconselho pois não são cumpridores, em nenhum sentido.Querem apenas apanhar as obras para depois fazerem a vida negra aos donos de obra, acordam orçamentos e depois dão o dito por não dito, nunca cumprem com prazos acordados, exigem pagamentos adiantados antes de terem o material aplicado em obra, não atendem o telefone, não respondem a emails enfim são tipicamente uma empresa de vão de escada. Fujam é o conselho de um amigo que infelizmente foi apanhado na teia que essa empresa lança sobre as pessoas que acreditam na conversa da treta que os responsáveis da mesma apresentam na fase negocial.....

    Cumprimentos
  22.  # 160

    acordam orçamentos e depois dão o dito por não dito...
    Para isso é que servem os contratos de empreitada
    nunca cumprem com prazos acordados ...
    Para isso é que servem os contratos de empreitada
    exigem pagamentos adiantados antes de terem o material aplicado em obra...
    Isso já não se usa para acautelar isso existem os contratos de empreitada
    não atendem o telefone, não respondem a emails
    Azar os deles se não querem trabalhar vai-se a outro
    Concordam com este comentário: Carlos ***
data-ad-format="auto" data_ad_region="test">