Iniciar sessão ou registar-se
  1.  # 101

    boa noite, e engraçado tenho passado por aqui ( como escolher um empreiteiro) li praticamente todos os comentarios e nem vontade da de responder, pois existe aqui muitos que e so para rir, mas tambem tenho certeza absoluta que muitos dos post aqui e so po flash porque na realidade nao sera isso que se passa garanto quase de certeza, nao estou com isto a defender empreiteiros ou clientes, mas existem normas que sao da prache nao me lixem começar uma obra de remodelaçao no valor de 20.000€ sem xita e de doidos, começar a construçao de uma moradia no valor de 185.000€ ( que por acaso foi a ultima que fizemos deste valor ) sem xita nao me lixem e gozo, comentarios como o empreiteiro tem que ter fiado ya concordo mas o pagamento de 30/60 e ate 90 dias e uma forma de ajudar as empresas a gerir o dinheiro das tranches nao para nos por a pensar se o cliente e de confiança ( porque nao o tem na testa ) e na altura de se vencer as facturas vamos poder cumprir,meus amigos a normas ou regras que as empresas colocam aquando da entrega de uma proposta de orçamento cabe depois ao cliente decidir se aceita ou nao, o cliente tem forma de averiguar se o empreiteiro e de confiança ja o empreiteiro e sempre um risco porque nao tem forma de o saber, e casos como o que o luis salientou eu nem vou falar, ando ca desde 1985 e conheço muita coisa,

    cumps

    David Marques
    Concordam com este comentário: J.C
  2. Ícone informação Anunciar aqui?

    • J.C
    • 4 Outubro 2011

     # 102

    Isto há cada um.
    Então eu, começo a trabalhar, pago os materiais p'rá casa que nem é minha,pago ó pessoal, com o meu dinheiro?!!???
    E quem me diz que depois me vão pagar?
    E a treta do pagar a 60/90 dias é para grandes Empresas, mas reflete-se no orçamento do Cliente, p'ra +,é claro.
    Bem, pelo que diz/pensa, o Paulo Correia,só trabalham as grandes Empresas, médias e pequenas,,,ficam a ver,se calhar tanbem são lixo.
    Granda tópico de ricos.
    Eu, é 40/ 30/ 30, quem quer faz, Quem não quer....Chama o Paulo Correia.
    Isto há cada um...
    Concordam com este comentário: DOGMA, Carlos ***
  3.  # 103

    amigo é o problema de ser empresário, é necessário ter dinheiro

    quanto a garantias, garantias bancárias do cliente.
    • J.C
    • 4 Outubro 2011

     # 104

    Pois....No proximo orçamento, vou pedindo logo o NIB ao cliente, deve ser p'ra rir ficar contentissimo!
    Mais um orçamento perdido, loooooooool.
    • J.C
    • 4 Outubro 2011

     # 105

    Colocado por: PauloCorreiaamigo é o problema de ser empresário, é necessário ter dinheiro

    quanto a garantias, garantias bancárias do cliente.

    Huuuumm.Publicidade??
  4.  # 106

    Fazer-lhe um teste do Poligrafo :)
    • J.C
    • 5 Outubro 2011

     # 107

    Colocado por: joaosantosE nao há kem veja o problema ao contrario ? Tenho aki 4 roupeiros e um closet para uma artista ke depois de confirmar a encomenda,ofendeu se com o pedido de 30 % na adjudicaçao,e agora vou come los com batatas fritas.desistiu porque entretanto arranjou orçamento mais barato e nada disse...


    Pois como eu...
    Diz o Cliente,: Compre o material, e depois das ferias vem cá e coloca-os.
    Até hoje ainda estão de ferias, e eu com o material na garagem.
    A conversa é sempre a mesma...P'rá semana telefono-lhe.
  5.  # 108

    Colocado por: J.CEu, é 40/ 30/ 30, quem quer faz, Quem não quer....Chama o Paulo Correia.

    Ou outro que queira trabalhar noutras condições!
    Para mim já não trabalhava certamente!
    O trabalho tem de ser pago após ter sido efectuado. Para mim pelo menos.
    E claro que está no seu direito de recusar isso. Assim como os clientes estão no direito de recusar o seu sistema de trabalho. É a beleza da livre concorrência.
  6.  # 109

    Colocado por: DOGMA
    também não precisa...já tá pronta..ou não??

    :)
    Você percebeu o que quis dizer. Não seja assim...
  7.  # 110

    Dogma, como em todos os negócios há esses riscos.
    Todos os temos. Falo por mim...
    Temos de os tentar minimizar, tentar ter garantias, mas não concebo cobrar por algo que não se fez. Porque pode se colocar o inverso da questão: e se o prestador não cumpre? Se foge, etc, etc...
    Não é fácil...
  8.  # 111

    Colocado por: J.CHuuuumm.Publicidade??

    Amiguinho, eu não faço publicidade, porque sempre recusei obras para a empresa onde trabalho.
    E nos poucos trabalhos que fiz aqui no Fórum como orçamentista, ninguém me pagou adiantado coisa nenhuma.

    Colocado por: J.CA conversa é sempre a mesma...P'rá semana telefono-lhe.

    Sim, tb conheço a conversas dos empreiteiros que depois de receberem os adiantamentos, dizem exatamente isso. Prá semana já ai vou....

    E se pagássemos adiantado aos subempreiteiros, metade eles não reparavam os belos trabalhos que fazem em obra. Já para não falar das garantias......
  9.  # 112

    Bom ... eu não estou ligado ao ramo da construção em nenhuma das suas várias fases, e como tal posso-me considerar apenas um leigo e um cliente.
    Acredito que muitas empresas e empresários da construção já tenhma tido grandes calotes e ficado a arder com dinheiro, como também acredito em muitos clientes que ficaram a arder com dinheiro e sem obra.

    Todos devemos ter várias histórias para contar, e obviamente que um profissional da construção terá mais do que um cliente ... Normalíssimo.

    Agora eu como cliente, nunca pagarei antecipadamente por um trabalho. Entendo todos os vossos problemas, mas também vocês devem entender os problemas dos vossos clientes. Os clientes financiam-se para conseguir construir, as empresas construtoras tb se podem financiar para construir.

    Não me levem a mal, mas a minha área gera cerca de 50M€ por ano, o cliente paga apenas após receber equipamento, ou até mesmo após os serviços estarem concluídos, e eu tenho de jogar com uma de várias alternativas. Financiamento, ou prazos de pagamentos aos fornecedores e sub-contratados.

    As garantias bancárias são obrigatórias na minha área, e não deixam de ser uma alternativa ao adiantamento.

    Visão de um "Cliente" ... Pagador.
  10.  # 113

    Colocado por: Hugo S. Os clientes financiam-se para conseguir construir, as empresas construtoras tb se podem financiar para construir.
    As empresas construtoras financiam as suas próprias construções quando são simultaneamente os donos-de-obra.
    Não têm de financiar as obras dos outros. Para isso existem os bancos.

    Num outro negócio em que estive envolvido, nenhuma encomenda era aceite sem o pagamento de 50%. E a encomenda só saía da fábrica DEPOIS do pagamento do restante. Depende do negócio...

    No ramo das remodelações (construção), considerando obras de dezenas de milhar de euros que duram 4 ou 5 meses, o que eu exijo sempre é um adiantamento que é pago DEPOIS de a obra começar.
    Na minha perspectiva, o facto de este pagamento ser feito depois de o pessoal estar em obra (com armas e bagagens), é para não criar o mínimo stress ao dono de obra no caso de ser necessário adiar (nem que seja por UM DIA) o início dos trabalhos.
    Os outros pagamentos irão sendo feitos de acordo com autos mensais a que abato a percentagem de adiantamento e os 5 ou 10% que ficarão "como garantia" (que será paga umas semanas após a conclusão dos trabalhos).

    Isto quer dizer que, embora no início o saldo seja favorável à empresa construtora, por outro lado, quando se está quase no fim dos trabalhos - e o Paulo Correia sabe que é assim - com 95-100% dos trabalhos concluídos, apenas ainda foram pagos/recebidos cerca de 70% do total do orçamento.

    Daí que, apesar das cautelas, há muitas empresas que acumulam calotes de cerca de 30% do total dos orçamentos (não é PauloCorreia?).
    Concordam com este comentário: j cardoso, naar, Carlos ***
  11.  # 114

    Colocado por: Luis K. W.Daí que, apesar das cautelas, há muitas empresas que acumulam calotes de cerca de 30% do total dos orçamentos (não é PauloCorreia?).


    Eu na empresa, defendo a empresa

    No Fórum, defendo os clientes porque na industria da construção, são o melxilhão.

    Além disso, se lerem bem para trás, essa é uma forma de despistar os artistas, aqueles que pedem primeiro o adiantamento.

    Eu até posso dar o adiantamento, mas se mo pedirem primeiro, eu fico desconfiado.
    E tanbém defendi, que se nao houver adiantamentos, têm de haver pagamentos mensais, não é pagamentos a perder de vista
  12.  # 115

    Colocado por: Luis K. W.As empresas construtoras financiam as suas próprias construções quando são simultaneamente os donos-de-obra.
    Não têm de financiar as obras dos outros. Para isso existem os bancos.

    Num outro negócio em que estive envolvido, nenhuma encomenda era aceite sem o pagamento de 50%. E a encomenda só saía da fábrica DEPOIS do pagamento do restante. Depende do negócio...

    No ramo das remodelações (construção), considerando obras de dezenas de milhar de euros que duram 4 ou 5 meses, o que eu exijo sempre é um adiantamento que é pago DEPOIS de a obra começar.
    Na minha perspectiva, o facto de este pagamento ser feito depois de o pessoal estar em obra (com armas e bagagens), é para não criar o mínimo stress ao dono de obra no caso de ser necessário adiar (nem que seja por UM DIA) o início dos trabalhos.
    Os outros pagamentos irão sendo feitos de acordo com autos mensais a que abato a percentagem de adiantamento e os 5 ou 10% que ficarão "como garantia" (que será paga umas semanas após a conclusão dos trabalhos).

    Isto quer dizer que, embora no início o saldo seja favorável à empresa construtora, por outro lado, quando se está quase no fim dos trabalhos - e o Paulo Correia sabe que é assim - com 95-100% dos trabalhos concluídos, apenas ainda foram pagos/recebidos cerca de 70% do total do orçamento.

    Daí que, apesar das cautelas, há muitas empresas que acumulam calotes de cerca de 30% do total dos orçamentos (não é PauloCorreia?).
    Concordam com este comentário:j cardoso,naar


    Caro,

    Eu entendo a sua visão e a sua preocupação. Vc como profissional tem medo que o cliente não pague o trabalho, ficando com o problema do pagamento aos seus fornecedores. Eu como cliente, tenho medo que vc não construa aquilo que eu pago antecipadamente.

    Ambos temos a mesma preocupação e a mesma dúvida ... e tudo isso se resume a confiança no outro lado.

    Uma pergunta inocente de alguém que não percebe nada de construção. Se existirem as tais medições e prazos mensais, qual o risco do cliente e do construtor. É esse mês de trabalho, não ser pago ou não ser concluído?
  13. Ícone informação Anunciar aqui?

  14.  # 116

    Colocado por: Hugo S.Uma pergunta inocente de alguém que não percebe nada de construção. Se existirem as tais medições e prazos mensais, qual o risco do cliente e do construtor. É esse mês de trabalho, não ser pago ou não ser concluído?


    O construtor perde um mês de trabalho
    O dono de obra apanha uma encavadela, porque quem lhe for pegar na obra, pede-lhe o dobro para a terminar (excepto claro, se a obra estiver no fim)

    Mas uns ucranianos tb resolvem algumas cobranças
  15.  # 117

    Colocado por: PauloCorreiaE tanbém defendi, que se nao houver adiantamentos, têm de haver pagamentos mensais, não é pagamentos a perder de vista

    Nem mais!
    Assim como não acho bem os adiantamentos, tb não acho bem pagamentos tardios!
    Idealmente trabalho feito, trabalho pago! Como na construção isso é complicado, podem ser combinadas entregas de 15 em 15 dias, ou no máximo todos os meses...
  16.  # 118

    Colocado por: Hugo S.Uma pergunta inocente de alguém que não percebe nada de construção. Se existirem as tais medições e prazos mensais, qual o risco do cliente e do construtor. É esse mês de trabalho, não ser pago ou não ser concluído?
    Acrescentando o que escreveu o PauloCorreia.

    O risco é:
    A empresa mobilizou meios e pessoal para essa obra. Se ao fim de um (qualquer) mês o cliente não pagar, a empresa fica com esperança de receber em breve - porque parar uma obra a meio tem custos (e lucros cessantes), e não é garantido que haja outros trabalhos onde «enfiar» o pessoal de um dia para o outro.
    E passa mais um mês.
    E o calote passa para 2 MESES de trabalho num instante.

    Por outro lado, enquanto que o dono-de-obra tem meios de conhecer a empresa, a empresa não tem meios de saber como se vai comportar o cliente - sobretudo porque a maioria das pessoas só se mete em grandes obras uma ou duas vezes na vida.
    Concordam com este comentário: Jorge Rocha, DOGMA, J.C, Carlos ***
  17.  # 119

    Colocado por: Luis K. W.Acrescentando o que escreveu o PauloCorreia.

    O risco é:
    A empresa mobilizou meios e pessoal para essa obra. Se ao fim de um (qualquer) mês o cliente não pagar, a empresa fica com esperança de receber em breve - porque parar uma obra a meio tem custos (e lucros cessantes), e não é garantido que haja outros trabalhos onde «enfiar» o pessoal de um dia para o outro.
    E passa mais um mês.
    E o calote passa para 2 MESES de trabalho num instante.

    Por outro lado, enquanto que o dono-de-obra tem meios de conhecer a empresa, a empresa não tem meios de saber como se vai comportar o cliente - sobretudo porque a maioria das pessoas só se mete em grandes obras uma ou duas vezes na vida.
    Concordam com este comentário:Jorge Rocha,DOGMA


    Entendo, e qual o risco para o Cliente que apanha um construtor falível ao qual adiantou os tais 20% e não obteve a obra realizada ?
  18.  # 120

    Colocado por: DOGMApara comprar no ebay já ninguém resmunga....é "in" não é??






    (antes de tudo existe um contrato,com todas as condições.)


    Só quem não conhece o ebay é que pode dizer algo assim. O Ebay como outras lojas Online têm riscos que devem ser conhecidos, e o próprio ebay oferece serviços de " financiamento" ou seguro para a compra!

    Mas tb lhe digo, todas as compras "in" que faço no ebay são pagas em contra-reembolso e não adianto o pagamento.
    Agora que penso nisto, existe algo que pago antes de obtêr ... uma ida ao cinema. Pago o filme e só depois o vejo. :)

    Caros, eu não quero fazer de advogado do diabo, acho esta discussão interessante e apenas quis trazer o ponto de vista do cliente final que infelizmente tb sofre calotes de todos os tamanhos e feitios.
data-ad-format="auto" data_ad_region="test">