Iniciar sessão ou registar-se
  1.  # 1

    Achei por bem criar esta discussão para se falar sobre veículos elétricos (VE) sejam eles bicicletas, motas, carros ou outros.

    Inicio então com a minha experiência.
    À cerca de 3 anos e meio, tinha um FIAT Bravo 1.9 JTD, com mais de 400.000Kms e mais de 15 anos, e que necessitava de algumas reparações:
    - mais uma correia distribuição em breve
    - centralina do airbag com avaria
    - banco condutor a precisar de reparação
    - transmissão a fazer uns barulhos estranhos...

    Comecei a fazer as contas por alto e, apesar de me ter custado cerca de 21.000€ em 1999, já tinha gasto com ele algo como:
    - mais de 22.000L de gasóleo
    - cerca de 30 idas à oficina para revisões (óleo e filtros)
    - duas correias distribuição mudadas
    - pequenas correções/avarias e outras nem tanto (bimassa do volante do motor por ex.)

    Em resumo, cerrtamente tinha gasto bem mais de 30.000€, o que somado ao valor de compra dava uma quantia superior a 50.000€!

    Procurei na altura um CI (combustão interna) na casa dos 5.000€ mas continuaria com um carro com muitos anos e sabe-se lá o estado em que estaria.
    Aumentando o valor teria um CI com menos anos mas continuaria a ter a despesa da oficina e combustível.

    Ponderei num VE e comecei a frequentar um forum sobre VE, mais especificamente o Nissan Leaf.
    Novo na altura estava fora do meu orçamento.
    Usado, importado com dois anos seria uma hipotese.

    Procurei e comprei um Nissan Leaf MK1 (os primeiros) de 24kwh, com dois anos, ~20.000km e a cerca de metade do preço de um novo.

    Nestes 3 anos e meio, já percorri quase 90.000km.
    Fui 3 vezes à oficina para a revisão anual (mudar filtros habitácculo e do AC e numa delas óleo dos travões).
    Problemas = zero
    A garantia da bateria (5 anos ou 100.000km) expirou há mais de 6meses e o estado dela dá-me uma autonomia de ~90km antes da reserva (na reserva ainda me permite fazer entre 15 a 20km).

    Nas minhas contas, e vale o que vale, desde que o tenho, e se o carregasse em casa sempre no horário de vazio, deixei de gastar 6.300€ (face ao que teria de gastar com um CI entre combustivel e revisões periódicas).

    Tenho obtido algumas benesses nestes 3 anos e meio:
    - tarifário verde bi-horário e-move da EDP com 10% desconto no horário de vazio e no primeiro ano me devolveu 400€+IVA na conta
    - pagando 12€ à EMEL por ano posso estacionar durante um ano em qualquer parque operado pela EMEL em Lisboa sem cancela
    - há concelhos onde posso estacionar sem pagar
    - enquanto estiver a carregar, em qualquer posto, não pago o estacionamento (sem cancela)
    - carregando gratuito aínda nos postos públicos

    Para além de que, entro e saio da garagem sem fazer barulho nem a impestar de gazes, nem cheiros, nem a deitar óleos para o chão da garagem.

    Tenho em casa um CI, que é usado pela minha esposa e por mim esporadicamente em viagens maiores (a mala do Leaf não se compara à de uma Megane), e que brevemente vai ser substituído pelo novo Leaf.
  2. Ícone informação Anunciar aqui?

  3.  # 2

    O grandes problema dos eletricos é mesmo a autonomia, para quem tiver de fazer viagens longas está lixado, logo tem de ter sempre um segundo carro!
  4.  # 3

    vou ficar atento ao topico.

    cada vez têm mais autonomia e eu que gasto uns 200/300€ mês em gasoleo então...

    pena o Leaf não caberem 3 cadeiras de criança a trás.
    Concordam com este comentário: pcspinheiro

  5.  # 4

    Também vou acompanhar.
    Começo a fazer planos para adquirir um aspirador desses!
    Este para já, seria a proposta mais interessante.
    http://www.zeev.pt/carros-eletricos/kia/soul-ev/
    • mafgod
    • 22 Novembro 2017 editado

     # 5

    A meu ver, o problema dos elétricos é ainda a falta de informação de quem vende e de quem compra.
    Os vendedores e marcas ainda não estão para aí virados (VE) e preferem vender os CIs.
    Salvo algumas exepções, como a Nissan e obviamente a Tesla, praticamente todas a outras tem um ou outro modelo porque assim foram obrigadas.

    Quando vamos comprar um CI, basicamente preocupamo-nos com o preço e com o aspecto exterior/interior.
    Já se sabe que ao fim de uns 10 a 15 anos o carro valerá pouco ou quase nada, que irá ter reparações caras e que o combustível estará ao preço que o quiserem por.

    Quando se vai comprar um VE, assim como um CI, preocupamo-nos com o preço e com o aspecto exterior/interior e admitimos que iremos ter uma despesa semelhante ao de um CI.
    E depois, pior, onde o vou carregar?!

    Quando ponderei comprar o meu VE, o que me fazia mais impressão era o de ter por a carregar todos os dias (faço todos os dias ~80km).
    Foi como quando passei a usar um telemóvel "esperto" em que o temos de por a carregar todos os dias em vez de o anterior em que bastava uma vez por semana.
    É uma questão de hábito, desde o início que a primeira coisa que faço quando o estaciono em casa é ligar o cabo... quando chega à hora marcada (00:00) ele carrega sozinho.
    Se já me esqueci?
    Já, e tive de o por a carregar quando acordei... :-) ... .enquanto me despachei mais a familia carregou o suficiente para chegar ao emprego (próximo tenho um posto de carga).
    Quando o carrego a 16A, equivale a uma média de carga de 28km/h.

    Já fiquei sem carga?
    Não, aínda não. Mas já fiquei sem combustível por duas vezes em dois CIs que tive :-)
    O carro indica no GPS um range aproximado para a autonomia tendo em conta a média dos ultimos Kms e a quantidade de energia na bateria restante.
    Indica também os posto de carga registados na rede MOBI.e.
    Ficar sem energia só mesmo forçando os limites... ou chegar a um posto de carga e ele estar avariado. :-(

    E como estão os postos de carga?
    Na zona de Lisboa estamos relativamente bem.. o resto é ainda infelizmente paisagem.
    Está a mudar e nos ultimos meses temos visto aparecer muitos postos de carga rápida (PCR) e alguns dos normais (PCN).
    Para saber o estado dos mesmos, há uma APP (electromaps) que indica o estado dos mesmos, informação obtida pelos utilizadores.
    É, mesmo assim, mais fiável que o site da mobi.e.

    Como carrego um VE se não tenho garagem?
    Se pode carregar no emprego, ou se estiver próximo de um posto de carga, não precisa de carregar em casa.
    A vantagem de carregar e casa, para além do comodismo, é poder carregar a um baixo preço.
    Se morar num apartamento e se tiver um lugar de garagem ou parqueamento, é possivel colocar um posto de carga (que no limite é uma tomada) na garagem e carregar o VE.
    Tem de comunicar ao condomínio e pagar do seu bolso a instalação.
    Se usar a eletricidade do condomínio, deverá também de a pagar.

    O que é preciso ter para carregar um VE?
    Basta uma tomada elétrica com terra que suporte a amperagem máxima de carga do VE (14A, 16A ou 32A).
    Se o VE suporta até 32A, pode não haver interesse (installação mais cara) em colocar uma tomada que suporte 32A.... assim coloca uma que suporte 16A e um disjuntor de 16A e regula o carro para carregar apenas a 16A.

    Moro em Lisboa, posso ir ao Porto ou ao Algarve de VE?
    Claro, e muitos o fazem mesmo com uma autonomia de 100Km.
    Desde agosto do ano passado que se pode ir do Porto ao Algarve por AE sem grandes preocupações.
    Há vários PCRs em várias áreas de serviço que permitem um qualquer VE com autonomia real de 100km fazer esse percurso.

    É pá, então de Lisboa ao Algarve é um dia inteiro!?
    Não necessariamente.
    Partindo de Lisboa carregado a 100% em direção ao Algarve serão uns 300Km.
    Provavelmente irá ter de parar umas três vezes para carregar num VE com autonomia de 100km.... o que será mais 2h15m (admitindo uma média de 45min por carga) em relação a não ter de parar.
    É muito tempo? É...
    Não paga combustível, paga em tempo.
    Se o VE tiver autonomia de 300km, não precisa de parar... ou então é o tempo de ir beber um cafésito :-)
  6.  # 6

    Colocado por: Paulo Portocada vez têm mais autonomia e eu que gasto uns 200/300€ mês em gasoleo então...
    É fazer as contas :-)

    Colocado por: Paulo Portopena o Leaf não caberem 3 cadeiras de criança a trás.
    Poucos serão os carros que o permitam sem grande problema.
    Já experimentou em algum Leaf?
    E as crianças também crescem e deixam de precisar das ditas ....
    Conhece esta na versão passageiros?
    Deve ter espaço suficiente :-)
    Estas pessoas agradeceram este comentário: Paulo Porto
  7.  # 7

    Colocado por: 21papaleguasTambém vou acompanhar.
    Começo a fazer planos para adquirir um aspirador desses!
    Este para já, seria a proposta mais interessante.
    http://www.zeev.pt/carros-eletricos/kia/soul-ev/
    Um aspirador faz muito barulho.... um VE não faz tanto ;-)

    O Kia Soul não está mau.... mas equiparado em termos de autonomia tem:
    Hyindai Ioniq - dificil de comprar novo cá em PT.... mas compra-se com poucos meses importado na casa dos 30.000Kms
    Leaf 30kwh . a partir dos 24.700€ novos

    E o novo Leaf 40kwh que na versão 2.Zero, custa pouco mais de 30.000km.
  8.  # 8

    comprou o seu importado? quanto custou a legalização? foi fácil de legalizar?
  9.  # 9

    Colocado por: fsilva106comprou o seu importado? quanto custou a legalização? foi fácil de legalizar?
    Comprei importado já legalizado.
    Segundo o que tenho lido, a legalização é facílima, basta seguir a burocracia :-)
    Preços... sei de quem o tenha feito, importando um de França, segundo ele e valores de cabeça:
    - transporte ~500€
    - inspeção B - ~70/80€
    - IMTT ~40€
    - DUA ~50/60€
    - COC ~100€
    - alfândega 1,2€


    O IUC é zero €.
  10.  # 10

    Tenho uma Mégane de 2004, quero ver se a aguento mais uns 4 ou 5 anos até os VE a baterias ou pilha de combustível se tornem mais atrativos.
  11.  # 11

    Eu acho muita piada a estes carros, mas nunca experimentei e nos próximos anos já estou "despachado".
  12.  # 12

    Colocado por: mafgodPoucos serão os carros que o permitam sem grande problema.
    Já experimentou em algum Leaf?
    E as crianças também crescem e deixam de precisar das ditas ....
    Conheceestana versão passageiros?


    não experimentei mas o espaço atrás é o mesmo em quase todos os carros, é 1 criança de 3anos+2 bébés.
    ainda vão demorar a crescer.
    um carro normal só cabem 2 cadeiras a 3º já não cabe
    gostei da sua sugestão, obrigado
  13.  # 13

    Colocado por: mafgodComprei importado já legalizado.
    Segundo o que tenho lido, a legalização é facílima, basta seguir a burocracia :-)
    Preços... sei de quem o tenha feito, importando um de França, segundo ele e valores de cabeça:
    - transporte ~500€
    - inspeção B - ~70/80€
    - IMTT ~40€
    - DUA ~50/60€
    - COC ~100€
    - alfândega 1,2€


    O IUC é zero €.


    esses valores são peaners, paguei por legalizar um hyundai 5.500€ diesel
  14.  # 14

    É tudo muito bonito mas há quem não tenha vida para ter um VE.

    Por exemplo há quem chegue a casa e não se possa dar ao luxo de arrumar o carro na garagem para carregá-lo, há quem precise do carro para ir ao pão, para ir à casa da sogra, para ir às compras, para ir onde for preciso...
    E essas voltinhas todas somadas em cima do trajeto casa - trabalho e vice versa facilmente esgota a autonomia suposta para 1 dia.
    A autonomia continua a remeter os VE para quem possa ter um segundo carro.
    Concordam com este comentário: skypt
  15.  # 15

    E as baterias? Quanto custa uma bateria de um Leaf 24 ou 30 - ou as potentes 40 - se houver o azar dela dar o berro já fora da garantia?
  16. Ícone informação Anunciar aqui?

  17.  # 16

    Colocado por: mafgodComprei importado já legalizado.
    Segundo o que tenho lido, a legalização é facílima, basta seguir a burocracia :-)
    Preços... sei de quem o tenha feito, importando um de França, segundo ele e valores de cabeça:
    - transporte ~500€
    - inspeção B - ~70/80€
    - IMTT ~40€
    - DUA ~50/60€
    - COC ~100€
    - alfândega 1,2€


    O IUC é zero €.

    E de IA? Os eletricos nao pagam IA?
    • mafgod
    • 22 Novembro 2017 editado

     # 17

    Colocado por: carlosj39E as baterias? Quanto custa uma bateria de um Leaf 24 ou 30 - ou as potentes 40 - se houver o azar dela dar o berro já fora da garantia?
    Preço da bateria de 24kwh Nissan é de 7.300€ tudo incluído.
    As de 30 e de 40 ainda não há preços.

    Colocado por: DR1982E de IA? Os eletricos nao pagam IA?
    Nope.

    Colocado por: BricoleiroÉ tudo muito bonito mas há quem não tenha vida para ter um VE.
    Concordo.
    Eu também não tinha vida para ter 2 CIs... e já despachei um e o outro é para o ano.

    Colocado por: BricoleiroPor exemplo há quem chegue a casa e não se possa dar ao luxo de arrumar o carro na garagem para carregá-lo, há quem precise do carro para ir ao pão, para ir à casa da sogra, para ir às compras, para ir onde for preciso...
    E essas voltinhas todas somadas em cima do trajeto casa - trabalho e vice versa facilmente esgota a autonomia suposta para 1 dia.
    A autonomia continua a remeter os VE para quem possa ter um segundo carro.
    Há carros com autonomia na casa do 200km por menos de 30.000€... para estes casos que indicou deve de chegar.

    O problema não está na autonomia, está na falta de oferta de postos de carga rápida e normal, a funcionar e sem estar um CI a ocupa-lo.

    Temos de mudar a mentalidade de hoje de ter de ir à bomba abastecer o carro de vez em quando para..... enquanto o carro estiver parado estar a carregar.
    Seja, em casa, trabalho, centro comercial, parque estacionamento, ....

    Colocado por: Paulo Portonão experimentei mas o espaço atrás é o mesmo em quase todos os carros, é 1 criança de 3anos+2 bébés.
    ainda vão demorar a crescer.
    um carro normal só cabem 2 cadeiras a 3º já não cabe
    gostei da sua sugestão, obrigado
    O de 3 anos não pode já usar uma cadeira de assento apenas (sem o encosto)?
  18.  # 18

    Para quem não sabe aínda:

    Incentivos fiscais para carros elétricos e híbridos


    Para 2018, tudo pode mudar para pior, melhor ou ficar na mesma.
  19.  # 19

    Já há proposta de Orçamento de Estado para 2018.
    • mafgod
    • 22 Novembro 2017 editado

     # 20

    Colocado por: rjmsilvaJá há proposta de Orçamento de Estado para 2018.
    Enquanto não sair em decreto lei.... nada vale :-)
data-ad-format="auto" data_ad_region="test">