Iniciar sessão ou registar-se
  1.  # 101

    @supermantorras, passa por este site, tens lá imensos DB de vários VEs.

    Se t€ns r€strição, usado sem dúvida!
    Um VE é sempre uma exceletne opção monetária.

    Se tiveres outro CI juntamente com o VE, essa preocupação da autonomia não se põe.
    Aconselho é comprares o VE com maior autonomia possivel, rapidamente chegarás à conclusão que vais querer ir de VE para todo o aldo ;-)
  2. Ícone informação Anunciar aqui?

  3.  # 102

    Colocado por: supermantorrasResta saber se novo ou usado (r€strições p€ssoais).

    Se comprar por uma empresa (deduzir o IVA) compre novo, senão compre usado.
  4.  # 103

    Colocado por: supermantorrasAquela viagem anual ou bi-anual ao algarve ou aquela viagem inesperada em que tenho de fazer uma distância maior ainda me aparecem de quando em vez a colocar macaquinhos no sotão.
    Tenho Leaf40, e fui no verão passado da zona de Mafra a Monte Gordo, ~320km... parei uns 20mins no PCR na AS de Aljustrel, tempo suficiente par comprar uns gelados.... tempo passa rápido!

  5.  # 104

    Colocado por: CarvaiSe comprar por uma empresa (deduzir o IVA) compre novo, senão compre usado.
    Ou então, um usado em que possa deduzir o IVA, melhor ainda ;-)
    Concordam com este comentário: Carvai
  6.  # 105

    Obrigado a todos. Pois, será mesmo para comprar pela empresa mas mesmo sendo usado há vários negócios que aparecem com a indicação (esperemos que verdadeira!) que o IVA ainda é dedutível.

    Lá em casa temos um veículo com motor a combustão (de dois lugares) pelo que 'apeados' nunca ficaremos mas é como dizem, e bem, depois de ter um elétrico iremos querer ir sempre com esse carro. Daí o estar aqui a fazer contas de cabeça para conseguir ir buscar o novo I3 já com uma bateria mais robusta.
  7.  # 106

    Colocado por: mafgod@supermantorras, passa por estesite, tens lá imensos DB de vários VEs.

    Se t€ns r€strição, usado sem dúvida!
    Um VE é sempre uma exceletne opção monetária.

    Se tiveres outro CI juntamente com o VE, essa preocupação da autonomia não se põe.
    Aconselho é comprares o VE com maior autonomia possivel, rapidamente chegarás à conclusão que vais querer ir de VE para todo o aldo ;-)


    Já lá estou e criei este tópico assim que iniciei esta busca pelo elétrico com maior fervor :)

    https://www.nissanleafpt.com/viewtopic.php?f=4&t=7748
  8.  # 107

    Eu lamento ser sempre contra a corrrente, mas faça bem as contas! Se fosse carro para empresa eu dizia que o eléctrico podia ser boa aposta. Tenho um amgo que comprou um Zoe para a empresa e deduziu tudo e mais alguma coisa que era possível e acho que ainda deduz a electricidade com que o carrega. Agora, sobretudo se tem r€strições, porque não considera um equivalente mas a gasolina ou gasóleo? Se for para usado consegue um carro do mesmo tipo ou maior por metade do preço e quase novo. Com menos de 16.000€ já encontra um Peugeot 308 a gasolina com poucos quilómetros.
  9.  # 108

    Colocado por: pcspinheiroEu lamento ser sempre contra a corrrente, mas faça bem as contas! Se fosse carro para empresa eu dizia que o eléctrico podia ser boa aposta. Tenho um amgo que comprou um Zoe para a empresa e deduziu tudo e mais alguma coisa que era possível e acho que ainda deduz a electricidade com que o carrega. Agora, sobretudo se tem r€strições, porque não considera um equivalente mas a gasolina ou gasóleo? Se for para usado consegue um carro do mesmo tipo ou maior por metade do preço e quase novo. Com menos de 16.000€ já encontra um Peugeot 308 a gasolina com poucos quilómetros.


    Só dedutível o IVA da aquisição (só como quem diz...)
    • eu
    • 6 Junho 2019

     # 109

    Colocado por: supermantorrasLá em casa temos um veículo com motor a combustão (de dois lugares) pelo que 'apeados' nunca ficaremos

    Então pode ficar com o melhor dos dois mundos.
  10.  # 110

    Colocado por: pcspinheiroTenho um amgo que comprou um Zoe para a empresa e deduziu tudo e mais alguma coisa que era possível e acho que ainda deduz a electricidade com que o carrega.


    Pois, é isso que pretendo fazer, inclusive mudar o contrato de eletricidade para o nome da empresa. As condições de aquisição de um carro para empresa são muito mais favoráveis no caso de ser um elétrico. E não estão restritas à tal situação do IVA dedutível (embora seja uma parte muito importante).
  11.  # 111

    Sinceramente acho que o incentivo deveria ser mais para os consumidores. Voltamos ao mesmo, empresa, dedução de IVA e outras tantas coisas e um carro de 65 mil fica a 35 mil.
    Esse valor dava para três pobres comprarem um elétrico mais económico.
    Concordam com este comentário: margarett, pcspinheiro, nunos7, JoelM
  12.  # 112

    Não há um incentivo de 3000€ ou 3500€ para a compra de um veículo eléctrico? Um dia destes, não há muito, andava de volta do tópico (penso que quando se começou a falar no corsa-E) e encontrei uma site onde se podia fazer registo para essa dedução. Acho que não sonhei isto...
  13.  # 113

    há um incentivo do estado para X veículos por ano..
    se não estou em erro por este ano já se acabou.
  14.  # 114

    Colocado por: pcspinheiroNão há um incentivo de 3000€ ou 3500€ para a compra de um veículo eléctrico? Um dia destes, não há muito, andava de volta do tópico (penso que quando se começou a falar no corsa-E) e encontrei uma site onde se podia fazer registo para essa dedução. Acho que não sonhei isto...

    Há, limitado aos primeiros 1000 registos do ano. Este ano esgotou até Abril julgo eu.

    Eu por acaso discordo muito deste incentivo... Como está colocado será sempre para compras feitas a contar com ele e nunca para a generalidade das pessoas. Eu preferia que investirem os 2,5M€ na rede de carregamento, instalando postos nas regiões menos apetecíveis para os privados. Pelo menos era dinheiro público para todos os utilizadores.

    No que diz respeito às empresas vs particulares, isso então é de bradar aos céus. Mas enfim, é o que é.
    Eu não tive qualquer incentivo e continuo muito contente com a minha compra :-)
    Concordam com este comentário: mafgod, eu
  15.  # 115

    Colocado por: margarettNo que diz respeito às empresas vs particulares, isso então é de bradar aos céus. Mas enfim, é o que é.

    Isso sempre existiu (existe) para viaturas comerciais, que os particulares não podiam deduzir o IVA.
    Concordam com este comentário: mafgod
  16. Ícone informação Anunciar aqui?

  17.  # 116

    Certo, simplesmente agora com o advento dos carros elétricos começou a compensar muito mais este tipo de veículos do que um comercial.

    Não só a nível do IVA mas também da tributação autónoma.
    Concordam com este comentário: mafgod
  18.  # 117

    O incentivo já acabou para este ano, mas a Nissan "baixou" o preço do Leaf no valor do incentivo.
    Ou seja, para o comprador, o valor agora a pagar é o mesmo que seria no inicio do ano menos o incentivo (se conseguisse).
  19.  # 118

    Colocado por: mafgodO incentivo já acabou para este ano, mas a Nissan "baixou" o preço do Leaf no valor do incentivo.
    Ou seja, para o comprador, o valor agora a pagar é o mesmo que seria no inicio do ano menos o incentivo (se conseguisse).

    É o mesmo que dizer que o incentivo é para enganar os pobres.
  20.  # 119

    Eu não diria tanto. É um "incentivo" pago com dinheiros públicos, que está balizado de acordo com o que o legislador entendeu. Na minha opinião entendem pouco sobre o que legislam, mas isso é transversal a muitas outras áreas...

    A Nissan, privado, decidiu publicitar como oferta própria um desconto equivalente ao incentivo entretanto esgotado. É uma estratégia comercial como qualquer outra.

    Acho que no geral é uma medida mal conseguida por ser discriminatória (no tempo, só para carros novos, etc), agora "ser para enganar" (pobres ou ricos) não acho.
    Concordam com este comentário: mafgod
  21.  # 120

    Também nada de novo nesta estória dos incentivos. O Estado não dá nada, limita-se a saquear um pouco menos nos impostos a titulo de ser muito "verde".
    Exatamente o mesmo que acontecia há uns anos atrás com o abate de viaturas.
    O Estado não dá nada a ninguém - ou saqueia um pouco menos ou distribui o produto do saque pelos seus serviçais.
data-ad-format="auto" data_ad_region="test">