Iniciar sessão ou registar-se
  1.  # 61

    Colocado por: marco1há casas que em 12 anos valorizaram 100%, isto no quente de 2018/2019


    Sim, o avaliador oficial que fez a avaliação contou-me que na minha zona (raio de 3km) há uma elevada taxa de parque imobiliário que valorizou mais que 100% em 12 anos. A avaliação foi feita em Out. 2019.
    • PoisÉ
    • 22 junho 2020 editado

     # 62

    Colocado por: GambinoNão os vejo desesperados, apesar de terem essas casas à venda há pelo menos 8 meses!

    Não está mesmo a ler o que eu escrevo.

    Colocado por: ANdieselA maioria dos imóveis não vão descer.

    A maioria não sei.
    Alguns não vão descer. São exactamente os mesmos que ficaram por vender na última crise, por exemplo. Quando digo exactamente os mesmos, é isso mesmo, são os mesmos.
    Há imóveis novos "à venda" há 10 anos, repito, há 10 anos. Aliás, há imóveis novos à venda há quase 20 anos.
    Estes imóveis ainda são alguns.
    A questão desta crise é que este número de invendáveis vai subir vertiginosamente com toda a nova construção que está em curso, ao preço a que está a ser planeada, pelo menos na região de Lisboa.

    Colocado por: GambinoO que me impressiona é que a conversa do fim da bolha é sempre a mesma e acaba sempre, para minha frustração, em: "espere mais um ano", "para o ano é que é", "está quase a rebentar", etc...e não passamos disto!

    O período ideal para comprar foi em 2011-2014. Desta vez, nada vai baixar além dos valores desses anos - o preço mínimo foi encontrado nessa altura.

    Colocado por: ANdieselNão há "bolha", esqueça isso.

    Talvez em algumas zonas do país.
    Noutras, há. Casas que se vendiam por 200.000€ há 4 anos custam agora 400.000€. Daqui a 4 anos custam 600.000€?
    Os preços literalmente duplicaram em muitas zonas de Lisboa.
    • PoisÉ
    • 22 junho 2020 editado

     # 63

    Colocado por: buraburamonosegundo o idealista.pt o metro quadrado em Lisboa está 43% mais caro do que em Milão e 18% mais caro do que em Madrid, mas alguma gente aqui acha isso normal e que ainda pode subir mais?

    Exactamente.
    Isto não é sustentável, isto é absurdo.
    Portugal está a tentar atrair estrangeiros com base no seu baixo custo. Esse argumento, com o preço das casas, foi-se. Como é que continuam a atrair estrangeiros? Por causa do sol? Pela comida? Não brinquem comigo.

    Colocado por: marco1duvido que se vá voltar ao tempo de casas por 3 patacas

    Não sei o que são 3 patacas mas, na minha opinião, isso nunca aconteceu.

    E o segmento de luxo, aquilo que os estrangeiros compram, também vai baixar.
    Quando a borla dos 10 anos de IRS acabar (a lei fez 10 anos em 2019, os primeiros a usufruir em quantidade devem ser de 2010, ora, 2010 + 10 anos = 2020!, ou seja, está na altura de começar a vender), acham que esses estrangeiros vão ficar com as casas em Portugal?
    Não. Vão procurar outro paraíso fiscal para repetirem a receita.
    E vão vender com menos valias - as mais valias deles foram o lucro do alojamento local durante os 10 anos e o IRS de borla que não pagaram nos seus países.
    Quando começarem a vender em barda com menos valias, quero ver o que vai acontecer...

    Ou vocês ainda são daqueles inocentes que acham que os estrangeiros compram pelos nossos lindos olhos, porque somos simpáticos? Isso é um bónus.
    Compram porque é barato (era...) e porque têm 10 anos sem pagar IRS e sem ter que cá por os pés um único dia por ano.
    As casas, mesmo caras, ficam-lhes totalmente de borla em muitos dos casos.

    Caso não saibam, somos um paraíso fiscal.
  2.  # 64

    Colocado por: PoisÉ
    Exactamente.
    Isto não é sustentável, isto é absurdo.
    Portugal está a tentar atrair estrangeiros com base no seu baixo custo. Esse argumento, com o preço das casas, foi-se. Como é que continuam a atrair estrangeiros? Por causa do sol? Pela comida? Não brinquem comigo.


    Não sei o que são 3 patacas mas, na minha opinião, isso nunca aconteceu.

    E o segmento de luxo, aquilo que os estrangeiros compram, também vai baixar.
    Quando a borla dos 10 anos de IRS acabar (a lei fez 10 anos em 2019, os primeiros a usufruir em quantidade devem ser de 2010, ora, 2010 + 10 anos = 2020!, ou seja, está na altura de começar a vender), acham que esses estrangeiros vão ficar com as casas em Portugal?
    Não. Vão procurar outro paraíso fiscal para repetirem a receita.
    E vão vender com menos valias - as mais valias deles foram o lucro do alojamento local durante os 10 anos e o IRS de borla que não pagaram nos seus países.
    Quando começarem a vender em barda com menos valias, quero ver o que vai acontecer...

    Ou vocês ainda são daqueles inocentes que acham que os estrangeiros compram pelos nossos lindos olhos, porque somos simpáticos? Isso é um bónus.
    Compram porque é barato (era...) e porque têm 10 anos sem pagar IRS e sem ter que cá por os pés um único dia por ano.
    As casas, mesmo caras,ficam-lhes totalmente de borlaem muitos dos casos.

    Caso não saibam, somos um paraíso fiscal.



    Não vejo nada disso a suceder, parece-me distante.

    É sempre a mesma coisa: "vai ser assim e assado e vai ficar finalmente a preços aceitáveis".

    Depois vai a ver-se e nem a porcaria da pandemia meteu isto a preços normais.

    Essas frases parecem-me sempre desejos de como as coisas deviam ser com explicações, um explica que vai ser por causa dos "camones" deixarem as casas, outro porque os bancos não dão mais crédito, outro porque vai aumentar o juro e...nada!

    Continua tudo absolutamente caro.

    Quem como eu estava com dificuldade em comprar casa, continua secalhar até com ainda mais. Nada mudou e nem vejo que vá mudar e olhe que eu gostava!
    • AMVP
    • 23 junho 2020

     # 65

    Colocado por: ml21

    Consegue enviar link com esses dados do INE? Não consigo encontrar. Obrigado

    Estão publicados. Dados sobre inflação.
    • AMVP
    • 23 junho 2020

     # 66

    Colocado por: Gambino

    Sinceramente não vejo nada disso aqui na minha zona...aliás tenho visto anuncios de novos projectos de condominios de luxo que vão começar obra agora! Fico pasmado. Mas o meu amigo que é dono duma imobiliária diz-me que os estrangeiros continuam a comprar em POrtugal e até é por isso que as imobiliárias ainda não começaram a fechar.


    Pois, acredito que sim. Por aqui é o que vejo. Aliás até vejo pessoas que mantendo o imóvel na imobiliária andam a anunciar o mesmo pelos seus meios. Tb vejo um condomínio a iniciar construção, apenas um. Mas repito, cada vez vejo mais casas novas diretas para o mercado de arrendamento. Ainda hoje vi mais umas. Mas pronto, cada um vê a sua realidade.
    • ml21
    • 23 junho 2020

     # 67

    Colocado por: AMVP
    Estão publicados. Dados sobre inflação.


    Ja encontrei, obrigado, tem que se pesquisar por índice de preços no consumidor. Também vi que amanha sai o índice de preços da habitação, vamos ver se realmente se confirma a tendência de descida dos preços nas casas ou não.
  3.  # 68

    Sim não é fácil explicar e também a história dos estrangeiros/vistos gold parece-me ser mais uma explicação de senso comum do que outra coisa, não obstante de contribuir algo para a situação.

    Mas sem dúvida que o mercado imobiliário português perdeu a noção da realidade e do salário mediano da população. Já para não falar que portugal é o 3º país mais envelhecido da Europa e 5º do mundo. ninguém consegue adivinhar um excedente de casas a médio prazo?

    Possíveis contribuições:
    - Hoje em dia é quase grátis ficar endividado e parece que ainda vai ficar mais grátis.
    - É preciso pagar para ter o dinheiro no banco, qual é o método de investimento mais imediato ao cidadão comum?
    - As agências imobiliárias hoje em dia parecem esquemas de ponzi. Quanta gente se meteu nisso desde há 3 anos para cá? Quantos imóveis é preciso vender por dia e por que valor para sustentar tanta gente? (compreensível, os trabalhos bons são inacessíveis, o resto é por norma uma miséria em termos de salário, conteúdo e progressão de carreira.)


    Colocado por: Gambino


    Não vejo nada disso a suceder, parece-me distante.

    É sempre a mesma coisa: "vai ser assim e assado e vai ficar finalmente a preços aceitáveis".

    Depois vai a ver-se e nem a porcaria da pandemia meteu isto a preços normais.

    Essas frases parecem-me sempre desejos de como as coisas deviam ser com explicações, um explica que vai ser por causa dos "camones" deixarem as casas, outro porque os bancos não dão mais crédito, outro porque vai aumentar o juro e...nada!

    Continua tudo absolutamente caro.

    Quem como eu estava com dificuldade em comprar casa, continua secalhar até com ainda mais. Nada mudou e nem vejo que vá mudar e olhe que eu gostava!
  4.  # 69

    Colocado por: buraburamonoSim não é fácil explicar e também a história dos estrangeiros/vistos gold parece-me ser mais uma explicação de senso comum do que outra coisa, não obstante de contribuir algo para a situação.

    Mas sem dúvida que o mercado imobiliário português perdeu a noção da realidade e do salário mediano da população. Já para não falar que portugal é o 3º país mais envelhecido da Europa e 5º do mundo. ninguém consegue adivinhar um excedente de casas a médio prazo?

    Possíveis contribuições:
    - Hoje em dia é quase grátis ficar endividado e parece que ainda vai ficar mais grátis.
    - É preciso pagar para ter o dinheiro no banco, qual é o método de investimento mais imediato ao cidadão comum?
    - As agências imobiliárias hoje em dia parecem esquemas de ponzi. Quanta gente se meteu nisso desde há 3 anos para cá? Quantos imóveis é preciso vender por dia e por que valor para sustentar tanta gente? (compreensível, os trabalhos bons são inacessíveis, o resto é por norma uma miséria em termos de salário, conteúdo e progressão de carreira.)




    Este meu amigo que é dono da imobiliária conta-me exactamente isso.

    A imobiliária, ou seja ele, fica com os "clientes a sério" que querem mesmo comprar e que são investidores/empreiteiros com dinheiro.

    Os desgraçados dos vendedores ficam com "os ossos" como ele diz e vendem muito pouco.

    Os vendedores dele 84% desiste em 12 meses, ele diz-me que é assim em todas as imobiliárias. Desistem porque simplesmente não vendem nada, ou quase nada, mas na maioria...é mesmo nada!
    • AMVP
    • 23 junho 2020

     # 70

    Colocado por: Gambino

    Este meu amigo que é dono da imobiliária conta-me exactamente isso.

    A imobiliária, ou seja ele, fica com os "clientes a sério" que querem mesmo comprar e que são investidores/empreiteiros com dinheiro.

    Os desgraçados dos vendedores ficam com "os ossos" como ele diz e vendem muito pouco.

    Os vendedores dele 84% desiste em 12 meses, ele diz-me que é assim em todas as imobiliárias. Desistem porque simplesmente não vendem nada, ou quase nada, mas na maioria...é mesmo nada!


    É pena Portugal produzir tantos "investidores" de imobiliario e tão poucos para outros investimentos.
  5.  # 71

    O preço não vai diminuir, e terá tendência a aumentar. No caso do imobiliário, na minha opinião, a lei da oferta e da procura não leva a grande variação nos preços, porque quem tem os imóveis em carteira, normalmente não tem problemas de liquidez e antes de perder dinheiro coloca os imóveis em arrendamento e quando o mercado voltar a estar em grande voltam a vender.

    Podemos por exemplo olhar para o salário mínimo nacional, em 2010 o SMN era de 475 €, hoje é de 635 €
    Se um imóvel custava em 2010 85000 € na mesma percentagem de aumento salarial o imóvel custaria agora 113000 €

    Aumenta o poder de compra, aumenta tudo o que vem atrás.

    A tendência da descida dos preços das casas vai depender de quem vende, se eu tiver um imóvel para venda e o mínimo que aceito são 100000€, não é a tendência da descida dos preços que me vai fazer descer o preço. O que me vai fazer descer o preço é eu precisar mesmo de vender.
  6.  # 72

    Colocado por: Ovelheironão é a tendência da descida dos preços que me vai fazer descer o preço. O que me vai fazer descer o preço é eu precisar mesmo de vender.


    Claro. Mas está trocado o sentido de causalidade.
    Não é a tendência de uma descida generalizada que leva a que um vendedor desça os seus preços. É a descida de preços que os vendedores fazem nos sites imóveis (pelos mais diversos factores) que levam a uma tendência.

    Esperar que, devido ao covid, se encontrem baixas generalizadas de 50% ou algo de género, parece - me ridículo. Tinha que, de forma generalizada, estar tudo com a corda ao pescoço.

    O melhor é fazer como sempre e como em qualquer outro sector: ser realista e procurar por ofertas dentro do orçamento.
  7.  # 73

    Colocado por: Gambino

    Brando?!

    Infelizmente não vejo lume nenhum.

    Em 23 imóveis ter exactamente a mesma resposta de preço agora que tive há 8 meses, é desapontante. E pior, ainda ouvir do banco que agora as condições de acesso ao crédito ainda são mais difíceis!...


    Isso só significa que você está a apontar alto demais. Tem expectativas irrealistas.
  8.  # 74

    Colocado por: DavidMendesEu também gostava de comprar um Ferrari de 200k por 120k...


    Tal e qual.
    Tem de ir ao stand e "negociar" eheh.

    Por alguns posts, até parece que se julga que os proprietários de casarões têm algum tipo de dever de colocarem as propriedades à venda por valores acessíveis a todos...
  9.  # 75

    Este tópico faz lembrar o user adias, que andou anos a pregar o excesso de imóveis construídos por cá e a iminência de um tombo nos preços do imobiliário.
  10.  # 76

    Colocado por: luisvvEste tópico faz lembrar o user adias, que andou anos a pregar o excesso de imóveis construídos por cá e a iminência de um tombo nos preços do imobiliário.


    O excesso? Esse excesso que ainda não estão terminados e já estão quase todos vendidos? Pelo menos aqui na zona de Gaia e estamos a falar de apartamentos de 170000 € para cima.
  11.  # 77

    Colocado por: pguilherme

    Claro. Mas está trocado o sentido de causalidade.
    Não é a tendência de uma descida generalizada que leva a que um vendedor desça os seus preços. É a descida de preços que os vendedores fazem nos sites imóveis (pelos mais diversos factores) que levam a uma tendência.

    Esperar que, devido ao covid, se encontrem baixas generalizadas de 50% ou algo de género, parece - me ridículo. Tinha que, de forma generalizada, estar tudo com a corda ao pescoço.

    O melhor é fazer como sempre e como em qualquer outro sector: ser realista e procurar por ofertas dentro do orçamento.


    Isso de baixas generalizadas de 50% é esperar que rebente outra bolha imobiliária e o pessoal para não se endividar tenta vender, hoje em dia isso está escasso, ainda com as moratórias dos bancos mais dificilmente vai acontecer.
    Havia sim, mas era quando não faltavam por aí insolvências com fartura, mas esses já foram todos e os que há os bancos tentam rentabilizá-los ao máximo, já só os vendem ao preço da uva mijona em ultimo caso.
    Concordam com este comentário: pguilherme
  12.  # 78

    Colocado por: Ovelheiroapartamentos de 170000 € para cima.


    Isso pode ser muito caro, muito barato, ou até ser um preço equilibrado :)
    Há apartamentos e apartamentos...
  13.  # 79

    Colocado por: pguilherme

    Tal e qual.
    Tem de ir ao stand e "negociar" eheh.

    Por alguns posts, até parece que se julga que os proprietários de casarões têm algum tipo de dever de colocarem as propriedades à venda por valores acessíveis a todos...



    Eu nunca falei em "nenhum" casarão!

    Para sua info, aquilo que procura é um imóvel com 3 quartos! Não é um casarão!
  14.  # 80

    Colocado por: Ovelheiro

    Isso de baixas generalizadas de 50% é esperar que rebente outra bolha imobiliária e o pessoal para não se endividar tenta vender, hoje em dia isso está escasso, ainda com as moratórias dos bancos mais dificilmente vai acontecer.
    Havia sim, mas era quando não faltavam por aí insolvências com fartura, mas esses já foram todos e os que há os bancos tentam rentabilizá-los ao máximo, já só os vendem ao preço da uva mijona em ultimo caso.
    Concordam com este comentário:pguilherme


    Dizem sempre que vai rebentar outra bolha...e olhe se não rebentou agora, não sei se rebenta.
 
0.0744 seg. NEW