Iniciar sessão ou registar-se
    • AMVP
    • 24 junho 2020

     # 121

    Colocado por: AMVP

    Acredito que sim, mas é lá consigo. Sabe quantos casos há à venda na zona? Quantos aparece por regra à venda? 2 casos até podem ser 100%.


    Mais, são 2 casos a aceitar a realidade.

    Bem pode vender o seu peixe, tudo sobe e desce. Os preços subiam aos milhares todas as semanas, há é o mercado a funcionar. quando se falar em descer… há tal não vai acontecer, nunca aconteceu. Então não é o mercado a funcionar? E claro que aconteceu, acontece sempre em situações de crise profunda e acontece em todas as zonas.
  1.  # 122

    Colocado por: AMVP

    Mais, são 2 casos a aceitar a realidade.

    Bem pode vender o seu peixe, tudo sobe e desce. Os preços subiam aos milhares todas as semanas, há é o mercado a funcionar. quando se falar em descer… há tal não vai acontecer, nunca aconteceu. Então não é o mercado a funcionar? E claro que aconteceu, acontece sempre em situações de crise profunda e acontece em todas as zonas.


    Eu bem queria que descesse...mas meu amigo, não vejo nada disso. Descem o valor de que já faziam de desconto e pouco mais, isso não chega para nós portugueses comçarmos a comprar casa. Está muito, muito longe disso.
  2.  # 123

    Colocado por: pguilhermeMas consegue-se ter uma ideia do nº de imóveis que baixaram e comprar com o nº de imóveis que mantiveram o preço. Como está essa métrica?


    Foi isso que perguntei, mas para uma panorama generalizado.

    Estava a falar de uma tendência localizada, especificamente nessa zona? O que indicaria isso? Certamente não será um estudo sobre o efeito da pandemia.

    Mais, que tipo de conclusões poderia tirar com base num universo de 2 casos?
  3.  # 124

    Colocado por: AMVPMais, são 2 casos a aceitar a realidade.


    Como digo, os preços até podem vir a descer. Mas ao dia de hoje, essa não é a realidade.
    E 2 casos de baixa de preços não significa nada, muito menos valida uma teoria que não corresponde com o observado.
  4.  # 125

    O valor das casas reflete maioritariamente o retorno que se consegue com as rendas/airbnb. Nas cidades aliás, o airbnb foi o combustivel que elevou os preços do imobiliario para os valores estratosféricos que temos visto. As taxas de juro irrisórias também não ajudaram.
    Dado que as rendas já começaram a descer há alguns meses e os airbnbs estão como estão é uma questão de tempo até que os preços sejam ajustados também.
    Claro que vai depender da área. Se até aqui o ambiente urbano viu as maiores subidas, o rural poderá aguentar-se melhor a partir de agora.

    Além disso, o facto dos restaurantes e outros negócios no geral estarem muito mais vazios vai fazer com que as pessoas não possam pagar rendas tão altas.
    Airbnbs nas cidades igual...

    Mais um caso real. Um amigo que alugava um T1 sozinho por 600 euros, ao perder o emprego foi alugar um quarto por 200 euros num T3. Os outros 2 colegas de casa fizeram exactamente o mesmo. Com isto passaram a existir mais 2 apartamento vazios e sem rendimento do que antes. No entanto as hipotecas e custos gerais continuam a ter de ser pagos.

    Tal como em outras crises os ajustes não são repentinos. Na crise de 2008 demorou 6 anos até o fundo ser atingido em portugal.

    Quem vive num planeta utópico em que o imobiliário não tem correções de tempos a tempos acredito que vá ter uma surpresa.

    Deixo uma imagem dos preços médios de T2 na costa da caparica.


    Preços T2 Costa da caparica
    Concordam com este comentário: AMVP
  5.  # 126

    Colocado por: Gambinonós portugueses comçarmos a comprar casa


    Concordo que os valores no mercado de habitação estão desajustados face ao salário mediano e provavelmente até face ao médio. É injusto, mas é o que é.

    No entanto, a procura de imóveis para compra deve abranger essencialmente as ofertas dentro das possibilidades.
    Pode sempre fazer uma aposta e esperar 1 ano, na esperança que os preços baixem. É provável que sim.
    Se baixarão o suficiente para que um salário médio consiga comprar o que hoje está totalmente inacessível.... é esperar para ver.
    • Nelhas
    • 24 junho 2020 editado

     # 127

    O preço das casas em Portugal tendo em conta o nível médio de rendimento e as condições do pais é dos mais altos do mundo.
    Mas o mercado é que dita.
    É uma absoluta vergonha que um casal trabalhador onde ambos ganhem o salário mínimo do pais , salário esse que existe como pressuposto do rendimento mínimo que se necessita para viver condignamente, mal dê para sobreviver com um filho e com uma casa condigna.
    Concordam com este comentário: Sira
  6.  # 128

    E o que é uma casa condigna?
    Eu ate acho que nao nos podemos queixar muito em PT, com dois salários mínimos ou as vezes ate com um se consegue comprar um apartamento/casa, aqui na Suíça por exemplo, pelo que ouço, comprar casa só os ricos!
  7.  # 129

    Colocado por: WarrenGNas cidades aliás, o airbnb foi o combustivel que elevou os preços do imobiliario [...] Claro que vai depender da área. Se até aqui o ambiente urbano viu as maiores subidas, o rural poderá aguentar-se melhor a partir de agora.


    Também acredito que essa componente poderá ter algum peso. No entanto, os proprietários podem, em vez de vender ao desbarato, simplesmente fechar as portas e esperar por melhor altura. Há demasiadas variáveis.


    É normal um impacto financeiro ao perder emprego. Mas se o aumento era derivado aos AL e airbnb, estes casos terão menos expressão.

    Mesmo no nos 2 apartamentos do caso que relata, podem ter hipotecas elevadas, baixas ou nem ter hipotecas de todo. A situação e capacidade de cada proprietário irá ditar o que irá fazer com o imóvel.
  8.  # 130

    Colocado por: DR1982ate com um se consegue comprar um apartamento/casa,


    Acho que isso devia ser nos anos 90.
    Concordam com este comentário: eu
    • eu
    • 24 junho 2020 editado

     # 131

    Colocado por: DR1982com dois salários mínimos ou as vezes ate com um se consegue comprar um apartamento/casa

    Não nas cidades.
    • eu
    • 24 junho 2020

     # 132

    Colocado por: DR1982aqui na Suíça por exemplo, pelo que ouço, comprar casa só os ricos!

    Aí, até para tomar café é preciso ser-se rico.
    • Nelhas
    • 24 junho 2020 editado

     # 133

    Colocado por: DR1982E o que é uma casa condigna?


    O Problema do país não é o valor do rendimento.
    É o preço do custo de vida, onde o estado também mete o dedo em tudo a valores altos.

    Mas os privados também. Basta o estado baixar algum IVA, que dentro de 2 ou 3 meses o privado já meteu o preço no mesmo sitio.

    Um jovem trabalhador que queira trabalhar a vida toda num McDonald por sua opção, a ganhar o salário mínimo, esse salário mínimo tem de lhe proporcionar habitação, comida e uma vida condigna pata ele viver sozinho se desejar.

    E isso não existe.
    É so isso que não entendo no país.
  9.  # 134

    Colocado por: DR1982Suíça por exemplo, pelo que ouço, comprar casa só os ricos!


    Se fosse só na suiça. Em amsterdão, dublin, londres (falando so do que conheço) as casas para compra no centro da cidade também são só para ricos. os outros alugam, e 600e não dá para um T1, dá para um quartinho, se tiver I.S. propria já é uma sorte.
  10.  # 135

    Colocado por: Nelhas

    Acho que isso devia ser nos anos 90.
    Concordam com este comentário:eu
    Eu pago menos de 200€ de prestação pelo meu apartamento no centro de uma pequena cidade, pequena mas que tem tudo!
  11.  # 136

    Colocado por: DR1982Eu pago menos de 200€ de prestação pelo meu apartamento no centro de uma pequena cidade, pequena mas que tem tudo!

    Aqui pelo que ouço as casas sao caras seja numa pequena ou grande cidade, compram a 3 gerações
    • eu
    • 24 junho 2020

     # 137

    Colocado por: DR1982Eu pago menos de 200€ de prestação pelo meu apartamento no centro de uma pequena cidade, pequena mas que tem tudo!

    E quando é que foi comprado esse apartamento?
    • PoisÉ
    • 24 junho 2020 editado

     # 138

    Ainda estou à espera que o Gambino diga a zona onde quer comprar um T3 por 200.000€.

    Em Lisboa, há muitos sítios onde se compram T3 por 200.000€.
    Nas Águas Livres encontra muita oferta e até mais barato que isso.
    Em Marvila, também, assim como nos Olivais. Na Ajuda...
    Então se formos para Arroios e coisas assim mais centrais, também se arranja facilmente.

    Para aqueles que vivem fora de Lisboa, para verem o absurdo a que se chegou, vejam este exemplo.
    Um T0 por 250.000€: https://www.imovirtual.com/anuncio/qatest-mercury-apartamento-t0-ID13b7U.html
    Por extenso: duzentos e cinquenta mil euros.
    Digam-me lá, sinceramente, quem é que no seu perfeito juízo vai comprar este apartamento por este valor nos próximos 10 anos?
    Reparem como, segundo a descrição, ainda podem colocar uma cama naquela despensa.
    E isto numa zona mééééééé, Ajuda/Alcântara/Rio Seco, que parece uma Reboleira mas em desordenado e sem qualquer verde à vista (a Reboleira ainda tem verde, jardins, árvores, relva, etc.). Este sítio? Na minha opinião? É deprimente...
    Entrou hoje na listagem.
    Graças à Euribor negativa, 750€ de prestação com uma entrada de 15.000€ e 12.600€ de impostos de aquisição. Um grande negócio.

    E querem-me convencer aqui que este preço é adequado, que o preço desta casa não deve baixar?
    Este, a não ser que baixe o valor, vai ser daqueles que ou serve para AL (e os hóspedes nem sabem onde foram parar) ou não serve para nada.

    EDIT: e não é que um dos T0, com uma área bruta de 30,97m2, já foi vendido?! Não percebo. Estou estupefacto.
  12.  # 139

    Deus nos valha.

    E os acabamentos nem são nada por ai alem.
    loiça sanitana, tinta cinaqua, aparelhagem efapel logus 90.. coisas bastante simples até..

    enfim, espero que tenham metido lubrificante pelo menos.
    Concordam com este comentário: ferreiraj125
  13.  # 140

    Colocado por: PoisÉAinda estou à espera que o Gambino diga a zona onde quer comprar um T3 por 200.000€.

    Em Lisboa, há muitos sítios onde se compram T3 por 200.000€.
    Nas Águas Livres encontra muita oferta e até mais barato que isso.
    Em Marvila, também, assim como nos Olivais. Na Ajuda...
    Então se formos para Arroios e coisas assim mais centrais, também se arranja facilmente.

    Para aqueles que vivem fora de Lisboa, para verem o absurdo a que se chegou, vejam este exemplo.
    Um T0 por 250.000€:https://www.imovirtual.com/anuncio/qatest-mercury-apartamento-t0-ID13b7U.html
    Por extenso: duzentos e cinquenta mil euros.
    Digam-me lá, sinceramente, quem é que no seu perfeito juízo vai comprar este apartamento por este valor nos próximos 10 anos?
    Reparem como, segundo a descrição, ainda podem colocar uma cama naquela despensa.
    E isto numa zona mééééééé, Ajuda/Alcântara/Rio Seco, que parece uma Reboleira mas em desordenado e sem qualquer verde à vista (a Reboleira ainda tem verde, jardins, árvores, relva, etc.). Este sítio? Na minha opinião? É deprimente...
    Entrou hoje na listagem.
    Graças à Euribor negativa, 750€ de prestação com uma entrada de 15.000€ e 12.600€ de impostos de aquisição. Um grande negócio.

    E querem-me convencer aqui que este preço é adequado, que o preço desta casa não deve baixar?
    Este, a não ser que baixe o valor, vai ser daqueles que ou serve para AL (e os hóspedes nem sabem onde foram parar) ou não serve para nada.

    EDIT: e não é que um dos T0, com uma área bruta de 30,97m2,já foi vendido?! Não percebo. Estou estupefacto.


    Lamento, mas não lhe vou dizer que zona procuro, pois é parte da minha privacidade.

    O que digo apenas é que falam, falam, falam, e preços para tugas nada! Eu até sei que a maioria dos tugas nem dinheiro tem para comprar alguma coisa de 200mil.
 
3.1139 seg. NEW