Iniciar sessão ou registar-se
  1.  # 201

    Colocado por: PasteleiroEntão não estamos numa fase em que os construtore/empreiteiros que se dão ao luxo de escolher o DO que lhe mais convém?
    E se DO for muito chato, exigir facturas de tudo, medições de quantidades, não facilita no exigir cumprimento das normas, assim como se exigir que o projecto seja rigorosamente cumprido de acordo com o Projcto, não lhe é aplicado a taxa da esquesiti-se? Ou então simplesmente abandona a obra? Ou então abandona a obra!
    • pmdf
    • 22 setembro 2022

     # 202

    Colocado por: RicardoPortoContrate já um fiscal em condições para não ser comido..
    Concordam com este comentário:snob,pmdf


    Tenho um Eng. que acompanha a obra, e de fato alertou-me para algumas situações que não foram acauteladas na execução do projeto. Uma delas, e a que está a fazer derrapar o orçamento, é a altura do muro para contenção de terras que tem que ser todo ele em betão e com sapatas. No entanto, e sendo leigo no tema, existem coisas que saltam á vista... 1ª nos restantes muros, só a base é em betão, tudo o resto é tijolo, logo, não faz nenhum sentido orçamentar 120 ml de muro, e dizer-me que corresponde a 410 m2. Mesmo fazendo todo o muro em bertão não chegaria a estes valores. 2ª Quanto à questão das fundações, tanto o Eng. como o Arq. concordam plenamente com as sapatas, devem estar no terreno de origem, até aqui nada de mais. Mas no meu ponto de vista, vão ser apenas os pilares que terão um aumento. Será justo dizer-me que o preço irá corresponder a mais um piso??? Para mim um piso, leva a zona de pavimento, alvenaria, coberturas etc. Aqui o acréscimo será de betão e ferro (digo eu).

    Já falei tudo isto com o construtor e a reação não foi a melhor, pois pedi que no orçamento retificativo que me irá enviar, discrimine todas as quantidades e que irá usar além do orçamento inicial. Já pensei seriamente em trocar, mas nesta fase em que estamos, encontrar um construtor é como procurar uma agulha num palheiro.
    • pmdf
    • 22 setembro 2022

     # 203

    Colocado por: PasteleiroEntão não estamos numa fase em que os construtore/empreiteiros que se dão ao luxo de escolher o DO que lhe mais convém?
    E se DO for muito chato, exigir facturas de tudo, medições de quantidades, não facilita no exigir cumprimento das normas, assim como se exigir que o projecto seja rigorosamente cumprido de acordo com o Projcto não lhe é aplicado a taxa da esquesiti-se? Ou então simplesmente abandona a obra? Ou então abandona a obra!

    Esta é que é a grande questão... Acho que tem que haver um bom ambiente entre o DO e Construtor. Se começa a existir problemas, acho que a coisa já não irá correr bem, e o mais prejudicado, certamente será o DO. Se questiono é porque não confio e devia procurar outro... Depois começam os trabalhos a atrasar com 1001 desculpas. Acho que o meio termo e bom senso é sempre uma boa solução.
  2.  # 204

    Mas como é que esses muros não lhe aparecem no projecto? Só se a casa tivesse a uma altura mais baixa, e agora subiu...consecutivamente os muros subiram.
    Caso contrário, nos desenhos já deveria aparecer essa altura de muro!
    Não terá sido erro do construtor, que não olhou bem e não o orçamentou?
    • snob
    • 22 setembro 2022

     # 205

    Colocado por: pmdfá falei tudo isto com o construtor e a reação não foi a melhor, pois pedi que no orçamento retificativo que me irá enviar, discrimine todas as quantidades e que irá usar além do orçamento inicial. Já pensei seriamente em trocar, mas nesta fase em que estamos, encontrar um construtor é como procurar uma agulha num palheiro.


    Amigo, não sendo especialista, julgo que está a lidar com um aldrabão.
    Esse tal piso, é o desvão sanitário, como é obvio o construtor sabia sem o que tinha pela frente, mas agora tudo serve para espetar a faca no DO, se calhar julga que encontrou um filão de ouro. Não leve a mal, mas você parece-me bom de mais e que ainda acredita na boa fé do construtor... pense bem no que vai fazer, acho que está a ser cozinhado de cebolada...
    Concordam com este comentário: pmdf
    • pmdf
    • 22 setembro 2022

     # 206

    Colocado por: pmdfBoa noite a todos,
    Vinha pedir a ajuda dos mais entendidos, para tentar entender algumas coisas do orçamento e da construção que está a decorrer bem como os valores que me estão a cobrar.
    Atualmente a construção está conforme a foto. Teve que levar muita terra para chegar à cota, da para ver o desnível com o terreno vizinho.
    O que me estão a cobrar:
    1 - Estaleiro: 1500€
    2 - Terras 10.000€ (foram mais de 70 camiões + compactação)
    Agora começam as questões:
    3 - Toda a estrutura de betão ferro etc para muro 120ml = 12.000€
    4 - Toda a estrutura da casa = 43.400€ que vão aumentar porque as sapatas vão ter que ficar a 2,5m de profundidade, para apanhar o terreno natural - Segundo o construtor é como se fosse outro piso;
    5 - Alvenaria para o muro e Moradia 600m2 = 10.800€
    6 - Revestimento de paredes 2 lados = 11.200€
    7 - Eletricidade completa incluindo ITED = 15.200€
    8 - Canalização = 8.200€
    10 - Esgotos (inclui piscina e pluviais, além da casa em si) = 12.500€

    Tudo mais Iva claro.
      Muros e Terras.jpg


    Esta é a parte do projeto referente á foto. A questão é que o terreno do vizinho vai descer, e o muro teve que ficar mais fundo do que inicialmente previsto. Segundo me informou, o muro levou 25 m3 de betão, e que daria quase para a estrutura da casa (não sei se será verdade mas custa a acreditar).
      Projeto.png
  3.  # 207

    Colocado por: pmdfA questão é que o terreno do vizinho vai descer, e o muro teve que ficar mais fundo do que inicialmente previsto

    Vai descer porquê?

    Colocado por: pmdfo muro teve que ficar mais fundo do que inicialmente previsto.

    Quem definiu essa cota e quem a aprovou?

    Colocado por: pmdfSegundo me informou, o muro levou 25 m3 de betão, e que daria quase para a estrutura da casa (não sei se será verdade mas custa a acreditar).

    Mas os trabalhos realizados até agora não estão a ser acompanhados pela fiscalização?
    • pmdf
    • 22 setembro 2022

     # 208

    Colocado por: zedasilva
    Vai descer porquê?


    Quem definiu essa cota e quem a aprovou?


    Mas os trabalhos realizados até agora não estão a ser acompanhados pela fiscalização?


    Quando a escavação estava feita, e antes de se iniciar a construção do muro, o Engenheiro que acompanha a obra, pediu o projeto do lote ao lado que já está aprovado. E segundo consta, a cota vai descer +/- 0,5m se não estou em erro em relação a cota natural do terreno. Daí terem que fazer um muro maior que o previsto.
  4.  # 209

    Colocado por: pmdfEngenheiro que acompanha a obra

    Trabalha para o empreiteiro ou para si?
    • pmdf
    • 22 setembro 2022

     # 210

    Colocado por: Pickaxe
    Trabalha para o empreiteiro ou para si?

    Este foi contratado por mim. o Empreiteiro tem outro Engenheiro. O muro ia ser feito conforme o projeto, mas o Eng. disse que depois iria ter problemas e seria melhor descer a fundação e sapatas.
  5.  # 211

    Colocado por: pmdfO muro ia ser feito conforme o projeto, mas o Eng. disse que depois iria ter problemas e seria melhor descer a fundação e sapatas.

    Asneira!
    Era responsabilidade do vizinho acautelar a estabilidade do seu muro.
    Tem a certeza que esse engenheiro está a defender os seus interesses?
    Mesmo assim se o muro apenas desceu 0,5m em relação ao projeto, o calculo do volume de betão é muito fácil de fazer.
    O empreiteiro pode e deve é cobrar-lhe esse volume a mais na escavação, escoramento, ferro, cofragem e impermabilização
    • pmdf
    • 26 outubro 2022

     # 212

    Retomando este tópico volto a pedir opinião de alguém que possa ter passado por uma situação semelhante... se é que existe alguém.

    Então é o seguinte:
    Tenho um vizinho muito zeloso e preocupado com a minha construção. Resolveu apresentar queixa na C.M porque achava que a minha casa vai ficar muito alta e vai-lhe roubar o sol.
    A Câmara contactou o fiscal da obra e agora surge o insólito e que nem sei como resolver...

    Tenho um projecto aprovado com uma cota de 220,64, plantas carimbadas e assinadas. No entanto a fiscalização da C.M diz que a casa deveria estar a 220,36 e que é esse o projecto aprovado. Depois de rever toda a pasta, encontro outras plantas também carimbadas e assinadas com cota de 220,36. Agora ninguém quer assumir a responsabilidade para alterar. O arquiteto diz que a C.M está correta, mas foi ele que me deu assim a pasta com os projetos. O fiscal, Eng. E construtor, não assumem pois a casa está conforme plantas que lhes foram entregues.solucao do arquiteto....Ou removo a base da casa e baixo e vai-me custar um valor elevado, ou entrego projecto de alterações e fico uns 6 meses à espera, ou obra embargada.
  6.  # 213

    Não podem existir duas plantas diferentes carimbadas pela câmara.
    • pmdf
    • 26 outubro 2022

     # 214

    O arquiteto diz para não levantar ondas na C.M e baixar a casa, no entanto, não estará ele a tentar evitar problemas para ele? Como entrega 2 projectos diferentes e como a Camara os assina no mesmo dia e pela mesma pessoa? Se a CM também errou, não deveriam assumir o erro e deixar a construção continuar?
    • pmdf
    • 26 outubro 2022

     # 215

    Colocado por: zedasilvaNão podem existir duas plantas diferentes carimbadas pela câmara.

    Garanto que existe, e tenho-as comigo. Amanhã vou a C.M perguntar como isto é possivel e o que me propõe.
    Concordam com este comentário: dedao
    • pmdf
    • 26 outubro 2022

     # 216

    E nem são cópias, são todas originais. Umas junto às especialidades e outras no final da pasta.
  7.  # 217

    Muito provavelmente foram entregues 2 conjuntos de desenhos de arquitetura.
    Um deles, por alguma razão tinha cotas diferentes, a câmara não verificou a validou os dois.
    Tem que ver na memória descritiva ou no quadro sinotico que cotas lá estão.
    Essas é que são as válidas
    • pmdf
    • 26 outubro 2022

     # 218

    Colocado por: zedasilvaMuito provavelmente foram entregues 2 conjuntos de desenhos de arquitetura.
    Um deles, por alguma razão tinha cotas diferentes, a câmara não verificou a validou os dois.
    Tem que ver na memória descritiva ou no quadro sinotico que cotas lá estão.
    Essas é que são as válidas

    Pelo que me diz o Arquitecto são os 220,36. Mas como ninguém viu isto? Será justo ter que suportar um custa adicional por esta confusão? Não deveria o Arquitecto e o fiscal da obra terem visto isto? Pelos vistos é pegar nas plantas e toca a andar. Sinceramente não quero cruar uma "guerra" com a CM, mas o certo é que também induziram em erro.
    • pmdf
    • 26 outubro 2022

     # 219

    Vivs zedasilva, acabei de consultar a memória descritiva e justificativa, que por acaso também está carimbada, e não consta nada da cota. No quadro sinotico, só se referem às areas do lote, da construção, implantação, etc. Nada de cotas.
  8.  # 220

    Nesse caso é mais difícil.
    Porque raio foram apresentados desenhos com cotas diferentes.
    A câmara não pediu a dado momento que fossem alteradas as cotas iniciais do projeto?
 
0.0574 seg. NEW