Iniciar sessão ou registar-se
  1.  # 1

  2. Ícone informação Anunciar aqui?

  3.  # 2

    O tópico é interessante mas começa com um erro no titulo. Os carros a hidrogénio - ou fuel cells - não são híbridos. Os híbridos são os que têm 2 motores diferentes, 1 a combustão (gasolina ou diesel) e um elétrico.
    O problema do hidrogénio é a sua produção muito cara e o transporte. É possível que no futuro estes 2 problemas sejam atenuados.
    Tal como os elétricos o problema sempre foi - e ainda é - as baterias. Com a evolução destas as coisas estão a mudar mas ainda há muito caminho a percorrer.
  4.  # 3

    É como disse, se as marcas quisessem e apostassem no desenvolvimento da tecnologia, penso que só teríamos a ganhar, produtores e consumidores.
    A questão das fuel cells ainda não li muito sobre isso, mas se tiver pernas para nadar, porque não?

  5.  # 4

    Não se pode só dizer que "se as marcas quisessem"....
    A tecnologia do hidrogénio tem severas limitações, na minha opinião a principal é que virtualmente todo o hidrogénio produzido é-o a partir de gás natural (logo petróleo).
    É caro, ineficiente, a utopia da extracção a partir de água é, actualmente, isso mesmo uma utopia com equipamentos caríssimos e com rendimento inferior a 50%.

    Na minha opinião merece continuar a ser investigado (afinal o H2 é o elemento mais abundante no universo) e pode ser usado em transportes de longa distância mesmo na situação actual em que tudo vem de petróleo.
    Para carros particulares, em altura nenhuma acho que tenha vantagens sobre as alternativas eléctricas
    Concordam com este comentário: RCarvalho
  6.  # 5

    Colocado por: margarettPara carros particulares, em altura nenhuma acho que tenha vantagens sobre as alternativas eléctricas

    É neste ponto que discordo totalmente.
    Se tiver oportunidade de ter um veículo que me transporta de A para B menos poluente que um térmico actual, que não tem grandes problemas com o abastecimento (tempo) por um valor razoável, sem dúvida que opto por esse veículo em detrimento por um eléctrico.
    A Renault, soube esta semana que vai começar a comercializar veículos comerciais com esta tecnologia.
    Dos comerciais aos particulares, não deve existir uma distância muito grande, portanto...
    https://autoportal.iol.pt/novidades/master-ze-hydrogen/renault-lanca-master-e-kangoo-a-hidrogenio-com-maiores-autonomias
  7.  # 6

    Colocado por: margarettNão se pode só dizer que "se as marcas quisessem"....

    O Elen Musk é um bom exemplo para aquilo que disse.
  8.  # 7

    Colocado por: 21papaleguasSe tiver oportunidade de ter um veículo que me transporta de A para B menos poluente que um térmico actual, que não tem grandes problemas com o abastecimento (tempo) por um valor razoável, sem dúvida que opto por esse veículo em detrimento por um eléctrico.

    Sim, em casos particulares. Em casos (poucos) de pessoas que efectivamente fazem MUITOS kms diários ou que não tenham como carregar em casa, essa poderá ser uma opção. Não fecho a porta a nenhuma possibilidade e esta decididamente é importante.
    Mas o que existe de hidrogénio (usando a origem fóssil) já é mais caro que gasolina. Quem pode carregar em casa perde zero minutos a carregar no dia a dia. Daí que tenha sempre muita dificuldade em perceber como é que o eléctrico é pior alternativa.

    Falando de hibridos, até julgo que é melhor alternativa (económica e ecológica) um plug in de boa autonomia (tipo o velhinho Ampera ou o Outlander). Há vários registos desses carros com médias acumuladas em dezenas ou centenas de milhares de km inferiores a 2l/100km.
  9.  # 8

    Peço desculpa a todos, mas só agora reparei que coloquei híbridos quando queria colocar hidrogénio.
    Peço à amnistiado que altere para tópico dos veículos a hidrogénio.
  10.  # 9

    Volto a pedir à administração para alterar o nome do tópico para "tópico dos automóveis a hidrogénio".
    Obrigado
  11.  # 10

    É melhor contactar a administração por email ;-)
    https://forumdacasa.com/discussion/49308/regras-para-participar-no-forum-da-casa-em-vigor/
    Estas pessoas agradeceram este comentário: 21papaleguas
    • LVM
    • 29 Outubro 2019

     # 11

    Enquanto não se muda o nome…
    Faço 25.000Km/ano, a esmagadora maioria em estrada.
    Pensei num hibrido (Mitsubshi PHEV (preciso de um SUV ou um Jeep)) mas desanimaram-me quando me disseram que o consumo combinado para o meu caso nunca seria inferior a 8 ou 9l/100, e ainda por cima a gasolina.
    Quem me informou tem razão? Para as minhas necessidades (mesmo podendo carregar na origem e no destino da maioria das viagens), o melhor para os próximos 4, 5 anos ainda será um diesel?
  12.  # 12

    Colocado por: LVMEnquanto não se muda o nome…
    Faço 25.000Km/ano, a esmagadora maioria em estrada.
    Pensei num hibrido (Mitsubshi PHEV (preciso de um SUV ou um Jeep)) mas desanimaram-me quando me disseram que o consumo combinado para o meu caso nunca seria inferior a 8 ou 9l/100, e ainda por cima a gasolina.
    Quem me informou tem razão? Para as minhas necessidades (mesmo podendo carregar na origem e no destino da maioria das viagens), o melhor para os próximos 4, 5 anos ainda será um diesel?


    LVM se não gostar do consumo a gasolina, converte para GPL. Tem espaço mais que suficiente! :)

    No entanto, conheço algumas pessoas que tem um Outlander (PHEV) e falam muito bem, no entanto, com algumas condicionantes: Não pode ter o pé pesado, que senão ele liga o MCI (motor combustão interna). Caso tenha "cuidado", faz tranquilamente 40 / 50km :)

    Precisa de um carro com 5 lugareS? Senão recomendaria o AMpera :) Tenho um com 51mil km e media de 1,6 / 100. Comprei em Fevereiro de 2018!
    • LVM
    • 29 Outubro 2019

     # 13

    Colocado por: jcfcidenão recomendaria o AMpera

    Parece muito baixo. Quanto custa? Preciso de um SUV…
  13.  # 14

    Estou tentado a comprar um hibrido por uma questão de autonomia e pelas vantagens fiscais para empresas. Um elétrico por enquanto não tem autonomia suficiente para os km que faço e não tenho tempo (nem vontade) para parar a meio da viagem para carregar a bateria. Para além disso as baterias de lítio têm um tempo de vida útil limitado e após esse tempo são lixo não reciclável. Quanto ao hidrogénio, não conheço bem a tecnologia mas tenho ouvido muita gente entendida a dizer que, essa sim, será a tecnologia do futuro.

    Um dos grandes problemas à volta desta discussão é que as grandes marcas de automóveis andam às aranhas quanto ao rumo a seguir, o que tem gerado grandes discórdias internas nos grupos em questão. As opiniões divididas e a incerteza quanto à tecnologia a seguir, já levou a que importantes investimentos sejam adiados e até cancelados. O resultado é uma crise cada vez mais notória na indústria automóvel que afeta toda a cadeia de produção.
    • jcfcid
    • 29 Outubro 2019 editado

     # 15

    Colocado por: LVM
    Parece muito baixo. Quanto custa? Preciso de um SUV…


    Sim, é um pouco baixo. É mais "desportivo" e dinâmico.

    Comprando na Alemanha / holanda , de 2012 com garantia das baterias ainda, compra por uns 13 / 14k.
  14. Ícone informação Anunciar aqui?

  15.  # 16

    Colocado por: simplesEstou tentado a comprar um hibrido por uma questão de autonomia e pelas vantagens fiscais para empresas. Um elétrico por enquanto não tem autonomia suficiente para os km que faço e não tenho tempo (nem vontade) para parar a meio da viagem para carregar a bateria. Para além disso as baterias de lítio têm um tempo de vida útil limitado e após esse tempo são lixo não reciclável. Quanto ao hidrogénio, não conheço bem a tecnologia mas tenho ouvido muita gente entendida a dizer que, essa sim, será a tecnologia do futuro.

    Um dos grandes problemas à volta desta discussão é que as grandes marcas de automóveis andam às aranhas quanto ao rumo a seguir, o que tem gerado grandes discórdias internas nos grupos em questão. As opiniões divididas e a incerteza quanto à tecnologia a seguir, já levou a que importantes investimentos sejam adiados e até cancelados. O resultado é uma crise cada vez mais notória na indústria automóvel que afeta toda a cadeia de produção.


    Qts km faz seguidos sem parar?

    Como já tinha dito em outro tópico, o hidrogénio é "Santo Graal" das companhias petrolíferas.

    Primeiro: todo o hidrogénio (ou quase todo) "produzido" é obtido a partir de petróleo (ou derivados).

    Segundo: permite-lhes manter toda a cadeia de distribuição, que vai desde a refinaria até ao posto de combustível.

    Terceiro: Ecologicamente, a não ser que os camiões sejam eléctricos ou a hidrogénio também, a poluição vai continuar a existir em grande escala.

    No fim, acho que compensaria sim, para barcos e camiões de longo curso. De resto, sinceramente não consigo ver vantagens, de momento.

    Quando deixar de ser tão perigoso "armazenar" e produzir o hidrogénio e o pudermos "produzir" em casa através de eletrolise ou algo parecido, ai sim, consigo "ver" isso a acontecer!

    Até lá, só não compro 100% eletrico, porque tirando os novos que ai estão para vir, só existia a Tesla!
    Concordam com este comentário: margarett
  16.  # 17

    Colocado por: jcfcidQts km faz seguidos sem parar?


    Não é isso que está em causa. O problema é o tempo de paragem. Se for do Porto a Lisboa e regressar, tem que parar pelo menos duas vezes durante +/- 30 minutos.

    Até lá, só não compro 100% eletrico, porque tirando os novos que ai estão para vir, só existia a Tesla!


    Eu quando estiver convencido da tecnologia talvez compre. Por enquanto tenho muitas dúvidas quanto à durabilidade da bateria (o maior inimigo das baterias de iões de lítio é o calor do ambiente e o calor gerado durante os ciclos de carregamento), os custos envolvidos para a substituir e o armazenamento das mesmas depois de gastas já que não são recicláveis. Isto para não falar no impacto ambiental provocado pela obtenção do lítio para produzir as baterias e das questões já referidas da autonomia e do tempo de carregamento..

    Quanto ao hidrogénio abstenho-me de comentar porque pouco sei sobre essa tecnologia.
    • zed
    • 29 Outubro 2019 editado

     # 18

    Colocado por: simplesPara além disso as baterias de lítio têm um tempo de vida útil limitado e após esse tempo são lixo não reciclável.

    Isto não é verdade.

    tenho muitas dúvidas quanto à durabilidade da bateria

    Neste momento as marcas estão a garantir por 8 anos ou 160 mil km, se não me engano.

    impacto ambiental provocado pela obtenção do lítio

    A extracção, refinação, transporte, e combustão do petróleo e derivados também tem "algum" impacto.
  17.  # 19

    Colocado por: simples

    Não é isso que está em causa. O problema é o tempo de paragem. Se for do Porto a Lisboa e regressar, tem que parar pelo menos duas vezes durante +/- 30 minutos.



    Eu quando estiver convencido da tecnologia talvez compre. Por enquanto tenho muitas dúvidas quanto à durabilidade da bateria (o maior inimigo das baterias de iões de lítio é o calor do ambiente e o calor gerado durante os ciclos de carregamento), os custos envolvidos para a substituir e o armazenamento das mesmas depois de gastas já que não são recicláveis. Isto para não falar no impacto ambiental provocado pela obtenção do lítio para produzir as baterias e das questões já referidas da autonomia e do tempo de carregamento..

    Quanto ao hidrogénio abstenho-me de comentar porque pouco sei sobre essa tecnologia.


    simples, as baterias são cerca de 98% reciclaveis. A tendendia é a reutilização. O que deixa de funcionar para o carro, pode passar a funcionar para a casa...

    A questão do impacto, não é tão ambiental, mas sim da forma que a "mão-de-obra" / paises onde é extraido (china e africa). O impacto ambiental é igual ao de uma pedreira de marmore ou outra qualquer. Pode inclusive, ser feito através da dessalinização (america do sul).

    Para fazer Lisboa / Porto / Lisboa, se for com 30 minutos de avanço agora com o SuC da Mealhada só precisa de parar num dos sentidos se for a 120 km/h.. Não se consegue organizar para o fazer? Não sei da sua vida, mas facilmente saindo ou 30 minutos mais cedo se orienta, ou não?
  18.  # 20

    Colocado por: jcfcidPrimeiro: todo o hidrogénio (ou quase todo) "produzido" é obtido a partir de petróleo (ou derivados).

    Parece que existem outras formas de o produzir sem recorrer ao gás natural.
    "Cientistas descobriram uma nova forma de produzir hidrogénio, considerado o combustível do futuro por ser capaz de gerar eletricidade em células a combustível sem gerar qualquer tipo de poluente."
    https://www.portal-energia.com/descoberta-forma-de-produzir-hidrogenio-sem-gasto-de-energia/

    "Desta forma, não só vai ser produzido um combustível que não emite emissões poluentes, como o próprio método de produção do hidrogénio também vai ser limpo."
    https://www.motor24.pt/motores/ecologia/espanha-vai-produzir-hidrogenio-a-partir-de-energia-solar/507040/
data-ad-format="auto" data_ad_region="test">