Iniciar sessão ou registar-se
    • Kruz
    • 2 Novembro 2019

     # 1

    Sem entrar em detalhes diretos à questão, basta concordar ou não, com a expansão do Aeroporto de Lisboa para o Montijo. Da minha parte como Português de origem, vai um..... NÃO....
  1. Ícone informação Anunciar aqui?

    • SrR
    • 2 Novembro 2019

     # 2

    E o facto de ser português de origem leva-o a dizer que não porque......?
    Concordam com este comentário: desofiapedro
    • Kruz
    • 2 Novembro 2019

     # 3

    Porque prezo o meu país (Português) e sei que existem melhores soluções(Originário da Região em causa)

  2.  # 4

    quase que aposto que se tivesse sido decidido que seria em Alcochete, ia aparecer um movimento contra, assim como em outro lugar qualquer.
    • Kruz
    • 2 Novembro 2019

     # 5

    ... Não me parece... contudo as razões visíveis seriam na minha opinião as mesmas, os interesses económicos e particulares têm um peso muito alto nas opiniões dos responsáveis pela localização do mesmo. Já que se fala em Alcochete, poderemos também lembrar que o Estado (todos nós) compartecipámos sem ninguém perguntar nada no Aeroporto de Beja. Isso parece que foi mais uma jogada de desvios e interesses financeiros de alguém...
    Concordam com este comentário: jtlopes
  3.  # 6

    Ainda não percebi porque é necessário um novo aeroporto. Essa polémica faz-me lembrar as famílias que constroem uma casa com 6 quartos e que passados 20 anos ficam com um palacete de 6 quartos onde moram apenas 2 pessoas. Lisboa arrisca-se aa ficar com uma infraestrutura sobredimensionada, quando terminarem a sua construção já o fluxo de entradas saídas baixou drasticamente, o fenómeno de modas passa muito rapidamente.
    Concordam com este comentário: leandro_m, desofiapedro
  4.  # 7

    Metam os low cost em Beja. Nas outras capitais os low cost também aterram bem longe.
    Concordam com este comentário: 21papaleguas, desofiapedro, This Dude, hangas
    • Kruz
    • 2 Novembro 2019

     # 8

    A questão não se enquadra nos voos X ou Y. A questão tem 3 pontos fulcrais onde se escondem inúmeros interesses. Interesses Imobiliários, Económicos, Políticos. Já está a avançar a Cidade da Água!... E onde vai ser!??!?!?!! Agora imaginem o investimento imobiliário para a zona Sul do Tejo, os grandes interesses económicos que daí vão surgir, depois temos o assunto do tecto aéreo para as construções, outro assunto que poucos falam ou sabem. Enfim.... E muito mais se pode dizer.
    • Kruz
    • 2 Novembro 2019

     # 9

    Colocado por: RasputinAinda não percebi porque é necessário um novo aeroporto. Essa polémica faz-me lembrar as famílias que constroem uma casa com 6 quartos e que passados 20 anos ficam com um palacete de 6 quartos onde moram apenas 2 pessoas. Lisboa arrisca-se aa ficar com uma infraestrutura sobredimensionada, quando terminarem a sua construção já o fluxo de entradas saídas baixou drasticamente, o fenómeno de modas passa muito rapidamente.
    Pessoalmente concordo com um novo, devido a várias questões, tanto de qualidade de vida como económicas assim como geo-localizacao Europeia.
  5.  # 10

    O problema não está na localização, pois qualquer que fosse a escolha do local as criticas dos pseudo cientistas seriam as mesmas. O problema é o crescimento, por isso a solução é tipo Coreia do Norte - fecha-se as fronteiras - logo não entra nem sai ninguém logo ficam resolvidos todos os problemas seja com aviões, carros ou barcos.
    • Kruz
    • 2 Novembro 2019

     # 11

    Colocado por: CarvaiO problema não está na localização, pois qualquer que fosse a escolha do local as criticas dos pseudo cientistas seriam as mesmas. O problema é o crescimento, por isso a solução é tipo Coreia do Norte - fecha-se as fronteiras - logo não entra nem sai ninguém logo ficam resolvidos todos os problemas seja com aviões, carros ou barcos.
    li e reli várias vezes o que escreveu. Não consegui entender o seu ponto d vista!
  6.  # 12

    Não se preocupe de não entender. Os pseudo cientistas também são difíceis de entender. Estão preocupados com a subida do nível das aguas do mar em "vários metros" - portantes o problema nesse caso era um aeroporto secundário e não as centenas de milhares de casas no litoral que iriam desaparecer.
    Também o risco de terramoto e/ou tsunami era um problema para os aviões dos turistas que vinham ver os resultados da desgraça. O facto de atualmente o Montijo ser a base de TODOS os aviões e helis de socorro da Força aérea já não interessa para nada.
    E finalmente temos o malvado CO2 que irá afetar muito o Montijo mas já não afeta nada Lisboa ou Alcochete ou outro sitio qualquer onde os aviões aterram.
    Concordam com este comentário: Kruz
    • Kruz
    • 2 Novembro 2019

     # 13

    A preocupação é um alerta a todas essas situações, claro que os casos que se antevêem num futuro próximo também (e muito) são preocupantes. Contudo o cerne desta questão é a aceitação ou não desse "pota aviões" prestes a naufragar. E mesmo sendo em Portugal, onde o povo é pacato e tudo aguenta sem levantar muito pó, não deixa de ser preocupante o assunto e se ajudarmos a fazer o melhor para as gerações futuras, só nós vai dignificar como responsáveis e ponderados. Não vamos fazer como a avestruz e meter a cabeça num buraco para não ver o que se passa...
  7.  # 14

    Se a expressão " porta aviões prestes a afundar " tivesse qualquer tipo de credibilidade nesta altura todas as pessoas que vivem na orla costeira de Portugal e do resto do mundo já estariam todas a fugir em pânico.
    O Aeroporto de Faro está a uma cota de 7 (sete) metros do nível médio do mar, portantes esse vai afundar 1º juntamente com a grande maioria da zona turística do Algarve.
    • Kruz
    • 2 Novembro 2019

     # 15

    E tem dúvidas que isso ou algo muito semelhante não vai suceder???
  8. Ícone informação Anunciar aqui?

    • Kruz
    • 2 Novembro 2019

     # 16

    Quando se viveu em ditadura, todos sabiam e levaram 40 anos a ganhar coragem para saírem para as ruas.... Por isso, mesmo com as provas dadas pela natureza, pelo clima e por tudo o que indica vir a acontecer, só não acredita quem não quer, as provas estão à vista de todos...
  9.  # 17

    O actual aeroporto alcançou o se limite e não há hipótese de aumentar. Os atrasos são mais do que muitos e com tendência a piorar.

    A solução encontrada é tudo menos razoável, desde o facto que aquele terreno ser basicamente areia, passando pela cota da pista em relação ao rio, a pequena dimensão da pista e até o perigo de haver acidentes provocados pelo grande número de aves naquela zona.

    Para a FAP vai ser desastroso porque vai ter que andar a transferir Esquadrilhas e respectivos militares para outras bases (a sangria de QP já começou) e nem sei onde eles vão meter o Centro de Treino de Sobrevivência.

    Esta intransigência que o PS com esta localização também deixa-me com um pé atrás, porque faz-me lembrar certos e determinados negócios em tempo do Sócrates.
    Concordam com este comentário: Kruz
    • Kruz
    • 2 Novembro 2019

     # 18

    Ora aí está!!!!! Tudo faz lembrar o Alcochegate...
  10.  # 19

    A localização do Montijo serve essencialmente os interesses da ANA; os interesses do país nem por isso.
    As preocupações com o Ambiente servem para aumentar os impostos sobre as viaturas e os combustíveis; quando se trata de fazer um aeroporto em zona de reserva, esquece-se o ambiente;
    Quem chegar ao Montijo e queira vir para Lisboa virá de carro... o Metro demorou dezenas de anos a chegar à Portela; e agora que já existe uma acessibilidade rápida e acessível, faz-se o novo Aeroporto sem essa valência;
    Desgraçados de quem usa a Vasco da Gama - vão perder uma faixa de rodagem exclusiva para transportes;
    A opção Beja era perfeitamente viável para Aeroporto, desde que existe uma alternativa (via férrea) até Lisboa, e serviria igualmente como forma de potenciar emprego numa área desfavorecida.
    A opção Alcochete idem.
    O contrato com a ANA foi assinado ainda antes dos estudos ambientais estarem feitos, e de acordo com a tutela, caso esses estudo inviabilizassem a construção o estado nada teria que pagar como indemnização - só isto é mais do que suspeito: ou a) mentiram, e existiriam indemnizações a pagar; b) A ANA é a única empresa que assina um contrato que não prevê ser ressarcida caso o mesmo seja denunciado pela outra parte; c) Os estudos eram para eleitor ver e a decisão já estava tomada - pessoalmente diria c) e se as coisas corressem mal seguida de a).
    Possivelmente daqui a 10 anos estamos a assistir à Operação Barão (como se trata de aviação, em homenagem ao Barão Vermelho) tal como agora assistimos ao filme da operação Marquês...
    Concordam com este comentário: This Dude, hangas
    • Kruz
    • 2 Novembro 2019 editado

     # 20

    Somos um povo mesmo muito pacato e brando, vemos estes políticos completamente comprados pelos interesses económicos, roubam o povo à descarada, são condenados pela Europa e pagam as multas porque ficam sempre a ganhar, depois estamos em 3°lugae nos países que mais dinheiro meteu em of-shores, e não se vê uma manifestação de desagrado nem um baixo assinado... Nada.... Mas se um clube de futebol perde ou fazem porcaria, vão logo para os aeroportos ou estádios a fazer guerra..... Porra, é isto a descendência do povo de Viriato e dos descobridores marítimos,... !???
    Concordam com este comentário: 21papaleguas
data-ad-format="auto" data_ad_region="test">