Iniciar sessão ou registar-se
    •  
      FD
    • 19 Setembro 2011

     # 1

    Continuação do "Tudo sobre crédito à habitação - coloque aqui as suas dúvidas", por causa disto.

    Quem tiver dúvidas sobre ou problemas com o crédito à habitação pode colocá-las aqui.

    O membro Cfinanceiro trabalha na área de consultoria/consultadoria no crédito à habitação e dispôs-se a esclarecer todas as dúvidas que possam existir em relação ao tema.
    Desta forma espero que as pessoas consigam respostas válidas de alguém que está à vontade com este assunto.

    Além do esclarecimento das dúvidas, também oferece um serviço gratuito de consultadoria/consultoria para quem quiser contratar um crédito à habitação. Assim, além de todas as visitas que queiram fazer aos bancos, se o contactarem por mensagem privada poderão receber mais algumas propostas para poderem comparar e decidir qual o melhor negócio.
    Se o fizerem, por favor dêem feedback de como tudo correu.
    Concordam com este comentário: Nunnus
    Estas pessoas agradeceram este comentário: bmxer, SofiaPaula
  1. Ícone informação Anunciar aqui?

  2.  # 2

    C financeiro

    Penso que em comentários anteriores terá dito que a caixa Galícia é lenta a analisar processos e dar respostas.

    Enviei hoje via correio os documentos para análise de risco, com quanto tempo de espera posso contar mais ou menos?
    Obrigada.
  3.  # 3

    Se ligar para lá dizem lhe aproximadamente, a mim foi me dito cerca de duas semanas creio eu.
    Concordam com este comentário: Cfinanceiro
  4.  # 4

    Colocado por: ASophyC financeiro

    Penso que em comentários anteriores terá dito que a caixa Galícia é lenta a analisar processos e dar respostas.

    Enviei hoje via correio os documentos para análise de risco, com quanto tempo de espera posso contar mais ou menos?
    Obrigada.


    Normalmente é entre 2 a 3 semanas.
  5.  # 5

    Boas a todos
    Venho aqui expor uma situação para ver se alguém me pode confirmar. Então é o seguinte: estando eu desempregado desde Julho 2011, vim a saber através de uma amiga que tinha crédito habitação no Santander como eu e também ficou desempregada, que o banco ficou sem lhe cobrar a prestação da casa durante um ano e desde a altura que ficou desempregada depois de ela ter accionado o seguro que esta associado ao crédito. E sem juros/spreads/valor seguro acrescidos. O que sabem em relação a isto?
    Desde já obrigado pelas vossas futuras respostas
  6.  # 6

    Colocado por: aatchimBoas a todos
    Venho aqui expor uma situação para ver se alguém me pode confirmar. Então é o seguinte: estando eu desempregado desde Julho 2011, vim a saber através de uma amiga que tinha crédito habitação no Santander como eu e também ficou desempregada, que o banco ficou sem lhe cobrar a prestação da casa durante um ano e desde a altura que ficou desempregada depois de ela ter accionado o seguro que esta associado ao crédito. E sem juros/spreads/valor seguro acrescidos. O que sabem em relação a isto?
    Desde já obrigado pelas vossas futuras respostas


    Se tiver o seguro de protecção ao desemprego, é normalíssimo.
    Mas a sua informação não está correcta: Não é o banco que ficou sem cobrar a prestação, mas sim, a seguradora que assume a prestação, durante um determinado tempo.
    Concordam com este comentário: Cfinanceiro
    •  
      FD
    • 26 Setembro 2011

     # 7

    Se não tiver seguro, indague junto do banco a possibilidade de pedir carência de capital durante algum tempo.

    Se está aflito por causa das prestações, pode tentar pedir carência de capital ao banco.
    O que é a carência de capital? Quando paga a prestação mensalmente está a pagar duas coisas: a dívida e os juros.
    Ao pedir carência de capital irá pagar apenas os juros, baixando a prestação mensal. Se baixa muito ou não, depende do tempo que já passou desde o início do crédito.
    Já passou muito tempo de crédito = baixa muito.
    Já passou pouco tempo de crédito = baixa pouco.
    Porque é que isto acontece? Porque os bancos cobram primeiro os juros e deixam a amortização (o pagamento da dívida) para o fim.
    Ao longo da vida do empréstimo vão equilibrando a balança, sendo que nos primeiros anos pode quase só pagar juros e nos últimos paga quase só a dívida.

    Para ver quais as hipóteses de pedir carência de capital deve contactar o seu gestor de conta.
    Mas, fique também com a informação que, se recorrer a esta possibilidade, irá pagar mais juros no total e o prazo do crédito será estendido.

    Preciso de ajuda para me desfazer da casa
  7.  # 8

    De facto já constatei junto do banco, que o único seguro que tenho é o de vida, e não abrange tal situação. Todavia de á 2 anos para cá os bancos já fazem esse seguro obrigatoriamente aquando do crédito, o que não me abrange visto ter crédito desde 2005. E como não quero pagar mais juros no total pedindo a carência de capital, então vou-me manter no meu cantinho e pagando porque por enquanto consigo pagar. Ainda expus a hipótese de fazer o seguro de desemprego habitação, mas disseram que estando desempregado não era aceite de certeza. Estava a achar muitas regalias do banco mas pronto ficamos assim. Obrigado pelas vossas sugestões
  8.  # 9

    Boa tarde,

    tenho um crédito de 115000€ para a construção de casa tendo a mesma sido avaliada pelo banco em 178000€

    no entanto preciso de mais 12500€ para poder concluir a construção...

    Gostava que me informassem sobre a melhor solução para conseguir os 12500€ junto do banco? penso que mexer no empréstimo já existente não será solução pois o spread terá obrigatóriamente de subir devido às condições actuais.

    Em relação ao seguro de vida, no caso do novo empréstimo de 12500€, este será em relação só aos 12500€? ou será em relação aos 178000 da avaliação da casa?

    O novo empréstimo deverá ser para construção de habitação própria permanente? obras? qual a melhor opção? pretendemos fazer pelo prazo de 35 anos...

    Agradeço a vossa ajuda, pois tenho de resolver este assunto muito em breve...

    Obrigado
  9.  # 10

    A melhor solução é pedir um reforço no próprio banco ou então transferir mas neste momento não me parece que consigas melhores condições do que as que tens no actual crédito. Por estas situações é que recomendo sempre aos meus clientes de crédito á construção a pedirem mais dinheiro para fazer face aos "já agora" e se no final não precisarem não utilizam.
    Concordam com este comentário: moraisdd
  10.  # 11

    Colocado por: CfinanceiroPor estas situações é que recomendo sempre aos meus clientes de crédito á construção a pedirem mais dinheiro para fazer face aos "já agora" e se no final não precisarem não utilizam


    É um optimo conselho pois tenho um caso na família que fez às contas "à pele" para o valor contratado. O resultado já se estava a prever...

    No entanto fica um senão: o pedir já foifácil! Agora tem mais a ver com a capacidade financeira do cliente, avaliação e taxa de esforço, pois a malta andava toda habituada a financiamentos a 100% e muitas vezes (na construção) o valor final era de 110% :-)
    Concordam com este comentário: Cfinanceiro
  11.  # 12

    Bom dia:

    Alguém me sabe dizer quanto pode custar o processo de transferência de hipoteca?

    O caso em que estou interessado seria transferir de um banco para uma organização mutualista... O montante do capital em dívida rondaria os 100000€ para um imóvel com avaliação de 230000€

    A situação não é real, mas algo que queria equacionar no futuro.

    Obrigado

    Ambpaulo
    •  
      FD
    • 29 Setembro 2011

     # 13

    Colocado por: ambpauloAlguém me sabe dizer quanto pode custar o processo de transferência de hipoteca?

    Paga quatro coisas (se não me estou a esquecer de nada):
    - ao banco antigo uma indemnização por liquidar o empréstimo antecipadamente
    - ao banco novo a avaliação da casa e a comissão pelo processo de empréstimo
    - novos registos na Conservatória do Registo Predial
    - imposto de selo

    Ao banco antigo:
    - um pagamento máximo único de 0,5% do capital em dívida para empréstimos com taxa variável e 2% com taxa fixa

    Ao banco novo:
    - os valores variam bastante e são fixados pelo próprio banco mas, não conte com menos de 250€

    Os registos:
    - paga a "actualização" do registo, penso que 113,60€ + 142€ (distrate + nova hipoteca) = 255,60€

    Imposto de selo:
    - 0,6% sobre o valor do novo empréstimo
    Estas pessoas agradeceram este comentário: ambpaulo
  12.  # 14

    Ainda há instituições que pagam as despesas de transferência ao cliente! Mas nesta altura compensa lhe mudar?
  13.  # 15

    Boa tarde

    Já algum tempo acompanho este forum, desde de que procuro casa, e acho muito útil principalmente para um leigo como eu. Dou o meu parabéns a quem dá a sua disponibilidade em ajudar as pessoas a tomar decisões tão importantes como a compra de uma casa.

    Agora peço eu ajuda para saber se a proposta que tenho é bom negócio:

    Finalidade: Aquisição
    Total do Empréstimo: 100,000.00 EUR
    Prazo: 480 Meses
    Tipo de Taxa: Variável
    Indexante Variável: Euribor 6M = 1.775%
    Spread: 2,35%
    Taxa Anual Nominal (TAN): 4.105%
    TAE: 4.770%
    TAER: 4.770%

    Seguro LAR:184€/ano
    Seguro de vida: 1071,86€/ 5 anos
    Seguro de protecção de pagamentos: 905,90 €/5 anos ( Sem obrigação de pagar a partir desses 5 anos)

    Tendo em conta os tempos que correm acho um bom negócio, mas as despesas iniciais é que acho um pouco caro:
    -Vida 1.071,86€ (pagamento de 5 anos)
    -Protecção pagamentos 905,90€ (pagamento único para 5 anos)
    -Lar 184,06€ valor indicativo (pago ao ano)

    Com estes valores vou ter de dispensar cerca de 7000€ em despesas prévio à escritura e no acto da escritura.

    Agradeço desde já a ajuda.
  14. Ícone informação Anunciar aqui?

  15.  # 16

    Boas forneça ai o valor do imóvel se já foi avaliado ou não, valor de aquisição e as coberturas do seguro de vida. Neste o pagamento não é mensal? valores tão elevados de seguros isso deve ser na UCI.
  16.  # 17

    Valor do imóvel :135000, não está avaliado.
    Cobertura: Morte e Invalidez Absoluta e Definitiva.
    Valor Global do prémio de seguro (base anual): 315,58 EUR

    O valor do seguro de vida é pago mensalmente a partir do 6º ano mensalmente.

    Acertou em cheio, esta proposta é da UCI.
  17.  # 18

    Pois tenha em atenção que as avaliações andam mais realistas isto é abaixo dos valores especulativos do mercado, se não for adquirir o imóvel abaixo desse valor a relação financiamento/garantia (LTV) não é muito boa e sobe lhe o spread ou pode até impedir o financiamento...
    Veja o Barclays, para mim as melhores condições eram na Caixa Galicia mas como sou de Lagos e o balcão mais perto era em Lisboa acabei por desistir até por que tinha alguma urgência e a distância não facilitava.

    Ou se não se ajeita com estas coisas fale com o membro do fórum o Cfinanceiro que ele ajuda o pessoal de borla :) no mínimo um agradecimento :) veja o primeiro comentário.
    Estas pessoas agradeceram este comentário: perjac
  18.  # 19

    Ora realmente encontro-me também numa situação com alguma urgência. O apartamento estava a venda por 155 000, por isso na minha inocência, espero que a avaliação seja maior do que o valor da compra.

    Como constatei aqui em posts anteriores realmente a Caixa Galícia/Barclays está bem recomendado, e tenciono ir lá ver o que me oferecem.

    E sem dúvidas que não me ajeito com estas coisas, vou aprendendo à medida que vou investigando. E claro pedir opiniões, que foi a razão que me levou a fazer o post.

    Agradeço a ajuda :).

    PS: Pelo o que entendi acha esta proposta um mau negócio(partindo do princípio que a avaliação seja > 135000), estou certo?
  19.  # 20

    Não acho mau negócio mas cada caso é um caso por isso lhe disse para ir a esses bancos para ter um termo de comparação, e enquanto o imóvel não for avaliado é tudo meramente especulativo...
    Concordam com este comentário: Cfinanceiro
data-ad-format="auto" data_ad_region="test">