Iniciar sessão ou registar-se
  1.  # 121

    Colocado por: AMVP
    A cgd nao pode fazer isso, viola a lei da concorrência e o bce nunca deixaria que tal coisa ocorresse.
    Acresce que o governo tb nao estara disponivel para tal.


    Qual é a violação da lei da concorrência fazer uma proposta parecida com a que o abanca estava a fazer?
    • eu
    • 5 novembro 2022

     # 122

    Colocado por: VarejoteDe qualquer forma, já se viu que aqui pela malta do fórum, a crise passa ao lado é só um problema para o resto da população.


    Como assim? Esta inflação galopante (que estou convencido que é muito superior aos valores oficiais) afeta toda a gente.
    Concordam com este comentário: ricardo.rodrigues, ferreiraj125
  2.  # 123

    Colocado por: manelvc

    Qual é a violação da lei da concorrência fazer uma proposta parecida com a que o abanca estava a fazer?


    É a violação de que nem a CGD nem o Estado têm interesse nisso… Ok, é um banco público, e?? Tal como os privados, estão-se nas tintas para os clientes, sai um, entram 10 logo a seguir.
  3.  # 124

    Colocado por: eu
    Como assim? Esta inflação galopante (que estou convencido que é muito superior aos valores oficiais) afeta toda a gente.


    A inflação sim.
    Os juros não. Esses só afectam alguns.
    Por aqui passa-se a ideia de que a malta não tinha alternativas a contrair crédito com taxa variavel e fizeram o barraco, apostaram assim e correu bem durante muito tempo, gente com visão pó negócio digamos. Agora a euribor sobe, a prestação sobe e a culpa é do Estado, do banco, do BCE, dos empreiteiros, do ensino, da iliteracia financeira e agora até da CGD por não deitar a mão aos convalescentes. A culpa é de todos menos daquele que decidiu construir uma casa maior/melhor que os seus rendimentos permitem. Basicamente é isto. Esta dinâmica na construção também contribuiu para a inflação que vemos. E essa, essa sim toca a todos, mesmo aos que realmente não tiveram culpa alguma...
    Concordam com este comentário: eu, ferreiraj125
  4.  # 125

    Quem contrariu CH variável há vários anos, certamente que está a ganhar em relação a estar até agora a pagar taxa fixa, agora se com estes aumentos já não aguenta a prestação já é outra história.

    Se não pouparam nada, agora ficam apertados.
    Concordam com este comentário: N Miguel Oliveira
    • AMVP
    • 5 novembro 2022

     # 126

    Colocado por: manelvc

    Qual é a violação da lei da concorrência fazer uma proposta parecida com a que o abanca estava a fazer?

    Escreveu, que era com uma taxa aceitavel para todos os intervenientes. Ora se fosse a cgd a fazer qual seria a tx aceitavel que as mutuarios iriam aceitar? A tx a que estavam a pagar em tx variavel?
    Mas tb lhe digo, nao acha estranho so a abanca o estar a fazer nesta altura? Estou a falar do valor das taxas?
    • AMVP
    • 5 novembro 2022

     # 127

    Olhem, o certo é que os povos noutros paises saem a rua a manifestar o seu desagrado, nós passamos no cafe para a Internet. É isto.
    Concordam com este comentário: Leao91, Joves, hsousa
  5.  # 128

    Colocado por: AMVPOlhem, o certo é que os povos noutros paises saem a rua a manifestar o seu desagrado, nós passamos no cafe para a Internet. É isto.


    Mas em Portugal vou manifestar-me para a rua contra quem afinal?
    Contra o meu vizinho que não soube negociar um crédito?
    Ou contra o outro vizinho que construiu demasiado grande, demasiado bom para a carteira que tem?
    Contra o banco por ter taxas de juro positivas?
    Ou contra a gasolineira? Quando nem equaciono usar transporte público porque parece mal perder 1-2h por dia nisso?
    Ah... espere, vou manifestar-me contra o Estado, é isso! Mas vou queixar-me deles quando os meus concidadãos não deixaram a menor dúvida nas urnas em Janeiro de quem é que querem no governo?
    Concordam com este comentário: ahsgois, eu, spvale, ferreiraj125, hsousa
  6.  # 129

    Colocado por: N Miguel Oliveira

    Mas em Portugal vou manifestar-me para a rua contra quem afinal?
    Contra o meu vizinho que não soube negociar um crédito?
    Ou contra o outro vizinho que construiu demasiado grande, demasiado bom para a carteira que tem?
    Contra o banco por ter taxas de juro positivas?
    Ou contra a gasolineira? Quando nem equaciono usar transporte público porque parece mal perder 1-2h por dia nisso?
    Ah... espere, vou manifestar-me contra o Estado, é isso! Mas vou queixar-me deles quando os meus concidadãos não deixaram a menor dúvida nas urnas em Janeiro de quem é que querem no governo?
    Concordam com este comentário:ahsgois,eu


    Provavelmente os seus concidadãos que foram votar foram os que mais precisam de subsídios.
    Concordam com este comentário: Leonel46, hsousa
    Estas pessoas agradeceram este comentário: nunomp
    • eu
    • 6 novembro 2022

     # 130

    Colocado por: taunusProvavelmente os seus concidadãos que foram votar foram os que mais precisam de subsídios.

    É por isso que o PS vai continuar a manter a maioria do povo na miséria, dependente do estado.
    Concordam com este comentário: ferreiraj125, hsousa
    • AMVP
    • 6 novembro 2022

     # 131

    Colocado por: N Miguel OliveiraMas em Portugal vou manifestar-me para a rua contra quem afinal?

    E nos noutros paises manifestam-se contra quem?
    Assim é que mostramos que aceitamos tudo, digo-vos nao deve haver pais melhor do que Portugal para se ser politico. É tao facil é sem problemas, comparado com os restantes em democracia.
  7.  # 132

    Colocado por: AMVP
    E nos noutros paises manifestam-se contra quem?
    Assim é que mostramos que aceitamos tudo, digo-vos nao deve haver pais melhor do que Portugal para se ser politico. É tao facil é sem problemas, comparado com os restantes em democracia.


    Pobre a cabeça que acha que revolta social , distúrbios e destruição de propriedade alheia resolve os problemas político-económicos de um país .

    A solução está nas eleições meu caro …cabe aos partidos apresentarem de melhor forma possível as suas propostas de forma a atrair eleitorado e assim mudar o país de rumo de acordo com a política voltada.
    Não concordei de todo com o projecto actual, mas tenho de viver com ele de melhor forma possível, pois uma maioria assim o votou.

    Vivemos numa democracia…julgo que já tem idade suficiente para perceber como funciona.
    Concordam com este comentário: eu
  8.  # 133

    Colocado por: Quilleute

    Pobre a cabeça que acha que revolta social , distúrbios e destruição de propriedade alheia resolve os problemas político-económicos de um país .

    A solução está nas eleições meu caro …cabe aos partidos apresentarem de melhor forma possível as suas propostas de forma a atrair eleitorado e assim mudar o país de rumo de acordo com a política voltada.
    Não concordei de todo com o projecto actual, mas tenho de viver com ele de melhor forma possível, pois uma maioria assim o votou.

    Vivemos numa democracia…julgo que já tem idade suficiente para perceber como funciona.


    pois, malvados de quem fez o 25 de abril
  9.  # 134

    Colocado por: taunus

    Provavelmente os seus concidadãos que foram votar foram os que mais precisam de subsídios.
    Concordam com este comentário:Leonel46
    Estas pessoas agradeceram este comentário:nunomp


    A politica é como a agricultura, cada um semeia o que consome.
    Como dizem que o IL tem os votos dos riquinhos, espero que ganhe o maus breve possível com maioria, é bom sinal.
    Concordam com este comentário: hsousa
  10.  # 135

    Colocado por: manelvc

    pois, malvados de quem fez o 25 de abril

    Pois, um golpe militar que pouco beneficiou o País. Serviu para engordar uns generais e uns políticos fofinhos. Ao fim de 50 anos continuamos na cauda da Europa e ultrapassados por muitos países do Leste, e um rasto de miséria por África.
    Concordam com este comentário: ferreiraj125, hsousa
  11.  # 136

    Colocado por: taunusProvavelmente os seus concidadãos que foram votar foram os que mais precisam de subsídios.


    Pois eu cá preferia um país sem subsídios. Era bom sinal, era sinal que não precisavamos deles. Mas por Portugal a ideia é que "há que subir os apoios"... em vez de nos concentrarmos em ver como eliminá-los.
    Concordam com este comentário: NTORION, desofiapedro
    • AMVP
    • 6 novembro 2022

     # 137

    Colocado por: QuilleutePobre a cabeça que acha que revolta social , distúrbios e destruição de propriedade alheia resolve os problemas político-económicos de um país .

    Pobre é a sua cabeca, manifestar descontentamento nao implica isso que descreve.
    Mas a sua POBRE cabeca só vê o sofa ou o que menciona.
    POBRE de si com uma cabeca dessas é pobre de mim de viver no mesmo pais que essa sua pobre cabeca.
  12.  # 138

    Colocado por: AMVPE nos noutros paises manifestam-se contra quem?


    Diga-me você. Manifestam-se contra quem? Contra quem escreveu letras pequenitas no contrato que eu não tive tempo de ler?
    Tramada é a inflação. Agora a Euribor tem que subir e restabelecer alguma lógica no mercado dos créditos, ou acha normal o que aconteceu estes ultimos anos? Já agora, viu alguém ir para a rua manifestar-se contra as taxas negativas?
    Concordam com este comentário: hsousa
    • AMVP
    • 6 novembro 2022

     # 139

    Colocado por: Quilleutesolução está nas eleições meu caro …cabe aos partidos apresentarem de melhor forma possível as suas propostas de forma a atrair eleitorado e assim mudar o país de rumo de acordo com a política voltada.

    Que visao mais pobre, espera - se 4 anos para votar noutros (na verdade nos mesmos). Ha cabecas cujo voto deveria ser negado, pois nao percebem nada do que é viver em democracia.
  13.  # 140

    Colocado por: AMVPAssim é que mostramos que aceitamos tudo, digo-vos nao deve haver pais melhor do que Portugal para se ser politico. É tao facil é sem problemas, comparado com os restantes em democracia.


    Claro que é bastante mais fácil governar com a maioria dos votos, que com 25% como acontece lá fora.

    Ou já estamos como na "habitação" e vai me dizer que as pessoas votaram assim porque não havia alternativas?

    Incrivel, a culpa nunca é minha, é sempre dos outros.
 
0.0695 seg. NEW